Dados do Trabalhos de Conclusão

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CIÊNCIA ANIMAL (40003019016P0)
AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES TÓPICAS DE CLOREXIDINE E DE MUPIROCINA NO TRATAMENTO DA PIODERMITE SUPERFICIAL EM CÃES
RANIERE GAERTNER
DISSERTAÇÃO
28/02/2018

A piodermite superficial é uma frequente infecção tegumentar em cães, geralmente causada pelo Staphylococcus pseudintermedius. Esta morbidade geralmente é tratada com antibioticoterapia sistêmica porém, é comum à resposta inadequada ao tratamento, recorrências e o desenvolvimento de resistência bacteriana. O tratamento tópico embora recomendado, tem sido renegado a um papel adjuvante no tratamento, apesar de ser menos associado aos efeitos colaterais e à pressão de seleção sobre cepas bacterianas. O presente trabalho teve por objetivos avaliar a eficácia e segurança comparadas das monoterapias com mupirocina 0,2%, clorexidine a 4% e cefalexina no tratamento da piodermite superficial. Para seu desenvolvimento, 31 cães com piodermite superficial, triados a partir do exame clínico e cultura bacteriana, foram divididos em três grupos. O grupo 1 (n = 12) foi tratado topicamente com uma solução spray de mupirocina 0,2% (BID); o grupo 2 (n = 10) foi tratado topicamente com mousse de clorexidina 4% (BID) e grupo 3 (n = 9) foi tratado com cefalexina 30 mg/kg/12h/VO, todos durante 21 dias. Um escore lesional foi estabelecido em uma escala de 0-6, e o grau de prurido determinado pela escala VAS modificada por Rybniceck et al. (2009) nos momentos 0, 7, 14 e 21 e comparados usando modelos mistos generalizados e nível de significância de p  0,05. S. pseudointermedius foi isolado dos 31 cães, sendo seis (19,35%) cepas resistentes à oxacilina (SPRO). Não foram observadas diferenças significativas entre as monoterapias tópicas com mupirocina, clorexidine com o uso oral de cefalexina na melhora sintomato- lesional e do prurido durante o período do estudo (p  0,05). Estes resultados suportam a eficácia de antissépticos e antibióticos tópicos no tratamento da pioderma superficial em cães de forma alternativa ao tratamento sistêmico, com menor probabilidade de exercer pressão de seleção de bactéria resistentes e multirresistentes e com menos efeitos adversos que a terapia sistémica.

Staphylococcus spp.;bactéria;resistência;piodermite superficial;cães.
The superficial pyoderma is a frequent tegument infection in dogs, usually caused by Staphylococcus pseudintermedius. This morbidity is usually treated with systemic antibiotic therapy but is common to inadequate response to treatment, recurrences and development of bacterial resistance. The topical treatment, although recommended, has been denied an adjuvant role in treatment, although it is less associated with side effects and selection pressure on bacterial strains. The present study aimed to evaluate the comparative efficacy and safety of monotherapies with 0.2% mupirocin, 4% chlorhexidine and cephalexin in the treatment of superficial pyoderma. For its development, 31 dogs with superficial pyoderma, screened from clinical examination and bacterial culture, were divided into three groups. Group 1 (n = 12) was topically treated with a spray solution of 0.2% mupirocin (BID); group 2 (n = 10) was treated topically with 4% chlorhexidine mousse (BID) and group 3 (n = 9) was treated with cefalexin 30 mg / kg / 12h / day, all for 21 days. An injury score was established on a 0-6 scale, and the degree of pruritus determined by the VAS scale modified by Rybniceck et al. (2009) at moments 0, 7, 14 and 21 and compared using generalized mixed models and significance level of p < 0.05. S. pseudointermedius was isolated from 31 dogs, six (19,35%) of oxacillin resistant strains (SPRO). No significant differences were observed between topical monotherapies with mupirocin, chlorhexidine and oral use of cephalexin on symptom and lesion improvement during the study period (p < 0.05). These results support the efficacy of topical antiseptics and antibiotics in the treatment of superficial pyoderma in dogs as an alternative to systemic treatment, with a lower probability of exerting selection pressure of resistant and multiresistant bacteria and with less adverse effects than systemic therapy.
Staphylococcus spp.;bacterium;resistance;superficial pyoderma;dogs.
1
68
PORTUGUES
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE, TECNOLOGIA E PRODUÇÃO ANIMAL
PATOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA VETERINÁRIA
DERMATOLOGIA E DERMATOPATOLOGIA VETERINÁRIA E COMPARADA

Banca Examinadora

MARCONI RODRIGUES DE FARIAS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VANIA OLIVEIRA DE CARVALHO Participante Externo
RAFAEL RODRIGUES FERREIRA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
ASSOCIACAO PARANAENSE DE CULTURA - APC - PROJETO DE PESQUISA 24

Vínculo

-
-
-
Sim