Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
BIOCIÊNCIA ANIMAL (52001016105P3)
TOPOGRAFIA DA MEDULA ESPINAL DE Alouatta belzebul
DAIANE RODRIGUES DE SOUZA TERRA
DISSERTAÇÃO
21/09/2018

O gênero Alouatta compreende espécies popularmente conhecidas como guariba ou bugio, possui ampla distribuição geográfica e pode ser encontrado em vários biomas. O objetivo deste trabalho foi descrever a anatomia da medula espinal, com enfoque na topografia do cone medular de espécimes de Alouatta belzebul, destacando as intumescências cervical e lombar e cauda equina, a fim de proporcionar conhecimentos da anatomia, e comparar com outras espécies para auxiliar em procedimentos anestésicos e cirúrgicos. Foram utilizados quatro animais, que vieram a óbito, recebidos do projeto de salvamento e aproveitamento científico da fauna da Usina Hidrelétrica de Belo Monte-Pará, e fixados em solução aquosa de formaldeído 10%. As estruturas como cone medular, intumescência cervical e lombar, e cauda equina foram documentadas por meio de câmara fotográfica. Após o descongelamento, mensurou-se a altura dos espécimes para ter uma proporção do tamanho destes animais e observou-se tamanho de 80 a 82 cm da cabeça aos pés. Após a remoção da pele e da musculatura, observou-se que a coluna de todos os espécimes de bugio apresentaram a divisão em 7 vértebras cervicais, 13 torácicas, 5 lombares e 3 sacrais fundidas. Após a retirada dos arcos vertebrais para a exposição da medula espinal, contastou-se que a medula tem comprimento de 22 cm para todos os animais, apresentando a intumescência cervical entre as vértebras C3 e C6, com média de 2,2 cm e a intumescência lombar entre as vértebras T11 e T12, com média de 1,65 cm. O cone medular situa-se entre as vértebras T12 e L1, com média de 1,5 cm, e a cauda equina entre L1 e S3, com média de 15 cm. A disponibilização deste estudo tem importante papel, servindo de base para a prática das anestesias epidurais.

anatomia comparada;anestesias;cone medular;intumescência
The genus Alouatta hosts species popularly known as guariba or howler monkeys, has a wide geographic distribution and can be found in several biomes. The objective is to describe the anatomy of the spinal cord, focusing on the topography of the medullary cone of Alouatta belzebul specimens, highlighting the cervical and lumbar intumescences, and equine artery in order to provide knowledge of the anatomy, and compare with other species to assist in anesthetic and surgical procedures. Four animals, which died, were received from the salvage and scientific exploitation of the fauna of the Belo Monte-Pará Hydroelectric Plant, and fixed in 10% aqueous formaldehyde solution. Structures such as medullary cone, cervical and lumbar intumescence, and equine artery were documented through. After thawing, we measured the specimens to have a proportion of the size of these animals, a size of 80-82 cm from head to toe was observed. After removal of the skin and musculature, it was observed that the column of all the specimens of howler monkeys presented division into 7 cervical vertebrae, 13 thoracic vertebrae, 5 lumbar vertebrae and 3 molten sacral vertebrae. After removal of the vertebral arches for spinal cord exposure, the medulla was 22 cm in length for all animals, presenting cervical intumescence between the C3 and C6 vertebrae, with a mean of 2.2 cm and the intumescence lumbar vertebrae between the T11 and T12 vertebrae, averaging 1.65 cm. The medullary cone was between the T12 and L1 vertebrae, with a mean of 1.5 cm, and the equine tail between L1 and S3, with an average of 15 cm. The availability of this study has an important role, serving as the basis for the practice of epidural anesthesia
comparative anatomy;anesthesia;medullary cone
1
24
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

Saúde e Produção Animal
MORFOFISIOLOGIA, CLÍNICA E CIRURGIA ANIMAL
MORFOLOGIA DOS ANIMAIS SILVESTRES

Banca Examinadora

KLEBER FERNANDO PEREIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VALCINIR ALOISIO SCALLA VULCANI Docente - PERMANENTE
RICARDO DE MATTOS SANTA RITA Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Sim