Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
MEDICINA VETERINÁRIA (32002017022P0)
Avaliação de diferentes fixadores na qualidade histológica de tecidos previamente plastinados
MOEMA LOPES RAMOS
TESE
20/07/2018

A exposição ao formaldeído é reconhecidamente um dos mais importantes fatores de risco presentes nos laboratórios de anatomia e de patologia, por ser um produto tóxico, carcinogênico e teratogênico. O formaldeído é utilizado em solução comercial, normalmente diluída a 10%, designada comumente por formol. Trata-se de uma solução pouco onerosa e extremamente eficiente para preservação de peças anatômicas e de tecidos. Na busca de técnicas conservativas em substituição ao formaldeído, a plastinação é um método inovador de conservação de peças anatômicas, que substitui a água e a gordura dos tecidos por um polímero curável, para a etapa de conservação de peças cadavéricas. Porém, a plastinação prescreve o uso do formol na etapa de fixação. Um estudo comparativo, sobre a ação de três fixadores utilizados em tecidos previamente plastinados, foi realizado a fim de avaliar qualitativamente a preservação de características histológicas de nove órgãos, ao microscópio de luz (ML). Artéria, esôfago, fígado, intestino delgado, intestino grosso, músculo estriado esquelético, nervo periférico, pâncreas e traqueia de equino foram coletados, fixados em três diferentes soluções fixadoras (formaldeído 10%, formaldeído 2,5% e solução de Cambridge). Após fixação, foram preparados para procedimentos de plastinação com silicone S10 Biodur®, os quais foram submetidos ou não à etapa de cura. Após o término da plastinação, metade das amostras dos tecidos foi desplastinada em solução de metóxido de sódio 5% em metanol e processada para rotina histológica. A outra metade passou por um processo de maturação durante 04 meses, para depois ser desplastinada e processada para rotina histológica. Este estudo mostrou que a solução fixadora de formaldeído 10% apresentou melhores qualificações para análises histológicas dos tecidos plastinados, que foram submetidos ou não ao processo de cura, seguidos do processo de desplastinação. Mostrou também que a solução fixadora de Cambridge apresentou as melhores qualificações para análises histológicas dos tecidos plastinados, submetidos ou não ao processo de cura, maturados e desplastinados.

Anatomia;técnicas anatômicas;plastinação;conservação;formaldeído
The exposition to formaldehyde is admittedly one of the most important risk factors present in the anatomy and pathology laboratories, since it is a toxic, carcinogenic and teratogenic product. Formaldehyde is used in commercial solution, normally diluted at 10%. This is a very cheap and extremely efficient solution used to preserve the anatomic pieces and tissues. Searching for conservative techniques to substitute the formaldehyde, plastination is an innovative method to conserve anatomic pieces that can substitute water and the tissue fat by a curable polymer, for the state of conservation of cadaveric pieces. However, plastination prescribes the usage of formaldehyde in the fixation stage. A comparative study regarding the action of three fixers used in tissues which were previously plastinated, was done in order to qualitatively evaluate the preservation of histological characteristics of nine organs using the light microscope (LM). Artery, esophagus, liver, small intestine, large intestine, skeletal striated muscle, peripheral nerve, pancreas and equine trachea were collected, fixed in three different fixing solutions (formaldehyde 10%, formaldehyde 2.5% and Cambridge solution). After fixation, they plastination procedures were prepared with silicon S10 Biodur®, which were submitted or not to the cure stage. After the end of plastination, half of the tissue samples was deplastinated in solution of sodium methoxide 5% in methanol and processed for histological routine. The other half went through a maturation process during 04 months, and only after that they were deplastinated and processed for histological routine. This study showed that the fixative solution of formaldehyde 10% presented better qualification for histological analyses of the plastinated tissues, which were submitted or not to the cure process, followed by the deplastination process. It has also showed that the Cambridge fixative solution presented better qualification for the histological analyses of the plastinated tissues, which were submitted or not to the cure process, then matured and deplastinated.
Anatomy;anatomical techniques;plastination;conservation;formaldehyde
1
70
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

MEDICINA VETERINÁRIA
MORFOFISIOLOGIA DE ANIMAIS DOMÉSTICOS E SELVAGENS.
Avaliação de diferentes soluções fixadoras e desidratadoras em peças anatômicas no emprego da técnica de plastinação utilizando o método de silicone S10

Banca Examinadora

TARCIZIO ANTONIO REGO DE PAULA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
EDMILSON AMARAL DE SOUZA Participante Externo
WALESKA DE MELO FERREIRA DANTAS Participante Externo
REGINA BUENO Participante Externo
FABRICIO LUCIANI VALENTE Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não