Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE PAULISTA
Patologia Ambiental e Experimental (33063010005P2)
DEFICIÊNCIA DE CÉLULAS B ASSOCIADA À IMUNOSSUPRESSÃO PERMITE A COMPREENSÃO DA RESPOSTA IMUNE NA ENCEFALITOZOONOSE
CARLA RENATA SERANTONI MOYSES
TESE
29/06/2018

Encephalitozoon cuniculi é um patógeno intracelular que estabelece uma relação equilibrada com hospedeiros imunocompetentes, dependente da atividade de linfócitos T. Em indivíduos imunodeficientes, pelo HIV ou por fármacos, a encefalitozoonose é grave, disseminada e letal. Anteriormente, nós demonstramos maior suscetibilidade de camundongos com imunodeficiência ligada ao cromossomo X (XID) à encefalitozoonose, indicando a participação das células B-1. Nós hipotetizamos que as células B (B-1 e B-2) participam da resposta imune contra E. cuniculi. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a resposta imune de camundongos XID e Balb/c contra Encephalitozoon cuniculi, com foco na participação de células B (B-1 e B-2), utilizando a ciclofosfamida (Cy) como agente imunossupressor para potencializar a infecção. Para tal, camundongos Balb/c e XID foram imunossuprimidos com Cy e infectados com E. cuniculi. Após 14 e 21 dias de infecção e tratamento, avaliou-se a carga fúngica, as lesões teciduais, as citocinas do plasma e as populações de células T, B e macrófagos do peritônio e baço. Os camundongos XID apresentaram quadro clínico grave com ascite e letargia, tiveram aumento das populações peritoneais de linfócitos TCD8+ e TCD4+ e de macrófagos e aumento de citocinas pró-inflamatórias (IFN-γ, TNF-α, IL-6), contudo sem apresentar alteração de populações imunitárias do baço. Em camundongos Balb/c observou-se aumento da população de linfócitos T e de macrófagos no baço, indicando montagem da reposta imune contra E. cuniculi associada à ausência de quadro clínico da infecção. Pode-se concluir que a imunodeficiência de células B nos camundongos XID associada ao tratamento com Cy determinou um quadro de encefalitozoonose grave e disseminada, caracterizada por uma resposta imune esplênica incipiente e por resposta imune peritoneal aumentada, porém ineficaz, evidenciando assim a participação de células B-1 e B-2 da imunidade contra microsporídios.

Camundongos XID;Células B-1;Células B-2;Ciclofosfamida;Encefalitozoonose;Linfócitos B.
Encephalitozoon cuniculi is an intracellular pathogen that establishes a balanced relationship with immunocompetent hosts, dependent on T lymphocyte activity. In immunodeficient individuals, by HIV or by drugs, encephalitozoonosis is severe, widespread and lethal. Previously, we demonstrated that mice with X-linked immunodeficiency (XID) were more susceptible to encephalitozoonosis, indicating the participation of B-1 cells. We hypothesized that B cells (B-1 and B-2) participate in the immune response against E. cuniculi. Thus, the objective of this study was to evaluate the immune response of XID and Balb/c mice against Encephalitozoon cuniculi, focusing on the participation of B cells (B-1 and B-2), using Cyclophosphamide (Cy) as an immunosuppressive agent. For this, XID and Balb/c mice were immunosuppressed with Cy and infected with E. cuniculi. After 14 and 21 days of infection and treatment, fungal burden, tissue lesions, plasma Cytokines, T and B cells and macrophages from peritoneum and spleen were evaluated. The XID mice presented severe clinical manifestations with ascites and lethargy, increased peritoneal populations of CD8+ and CD4+ T lymphocytes and macrophages, increased proinflammatory Cytokines (IFN-γ, TNF-α, IL-6), but the spleen immune populations did not change. In Balb/c mice, the T lymphocyte and macrophages population increased in the spleen, indicating the assembly of the immune response against E. cuniculi, which is associated with the absence of clinical manifestations of the infection. We conclude that B-cell immunodeficiency in XID mice associated with Cy treatment has determined a severe and widespread encephalitozoonosis characterized by an incipient splenic immune response and an increased but ineffective peritoneal immune response, thus evidencing the participation of B-1 and B-2 immunity against microsporidia.
Cyclophosphamide;B-1 cells;B-2 cells;encephalitozoonosis;B lymphocytes;XID mice
01
49
PORTUGUES
UNIVERSIDADE PAULISTA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PATOLOGIA AMBIENTAL E EXPERIMENTAL
PATOGENIA DAS ENFERMIDADES INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS
AVALIAÇÃO DA IMUNIDADE CONTRA MICROSPORÍDIOS EM MODELOS BIOLÓGICOS EXPERIMENTAIS

Banca Examinadora

MARIA ANETE LALLO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ANUSKA MARCELINO ALVARES SARAIVA Participante Externo
JOSE GUILHERME XAVIER Docente - PERMANENTE
ELIZABETH CRISTINA PEREZ HURTADO Docente - PERMANENTE
DIVA DENELLE SPADACCI MORENA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (módulo Bolsas) 42

Vínculo

-
-
-
Não