Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Ciência Animal (40001016077P6)
EFICIÊNCIA ALIMENTAR DE CORDEIROS DORPER x SANTA INÊS NAS FASES DE CRESCIMENTO E TERMINAÇÃO
EDUARDO MICHELON DO NASCIMENTO
DISSERTAÇÃO
26/04/2018

O consumo alimentar residual (CAR), ganho de peso residual (GR) e consumo e ganho de peso residual (CGR) são medidas de eficiência alimentar que permitem identificar animais que apresentam menor consumo de matéria seca (CMS) e maior ganho médio diário (GMD) de forma isolada (CAR e GR) ou conjunta (CGR), favorecendo a seleção de indivíduos biologicamente mais eficientes e produtivos. Objetivou-se através deste estudo relacionar o CAR (Capítulo I) e o CGR (Capítulo II) com o desempenho, características do lombo, comportamento ingestivo e padrão de seleção da dieta de cordeiros Dorper x Santa Inês nas fases de crescimento e terminação. Foram avaliados 19 cordeiros 1/2 Dorper x 1/2 Santa Inês, machos inteiros, com quatro meses de idade e 24,13 ± 3,21 kg de peso corporal, alimentados ad libitum com dieta contendo 64,0% de volumoso (Cynodon spp.) e 36,0% de concentrado com 15,8% de PB e 67,0% de NDT durante 90 dias. O CMS foi mensurado diariamente e os animais foram pesados a cada 21 dias para avaliação do desempenho e cálculo das medidas de eficiência. O CAR e o GR foram calculados a partir do CMS, GMD e peso médio metabólico. Para o cálculo do CGR, os valores de CAR e GR foram padronizados para variância 1, sendo os valores padronizados de CAR multiplicados por -1 e somados ao GR. As medidas de composição corporal foram avaliadas por meio de ultrassonografia e mensuração da espessura de gordura do músculo longissimus. O comportamento ingestivo foi avaliado durante 96 horas, onde registrou-se as atividades de alimentação, ruminação e ócio a cada dez minutos. O padrão de seleção da dieta foi avaliado no Separador de Partículas Penn State. Ao final do período de confinamento os cordeiros foram divididos em três classes de eficiência definidas com base no CAR ou no CGR (eficiente, intermediária e ineficiente), considerando o critério de ±50% do desivo padrão (DP) de cada característica para a formação das classes. O CMS diferiu entre as classes de CAR, com redução de 12,49% no CMS entre a classe eficiente e ineficiente (859,2 vs. 981,8 g/dia). Cordeiros eficientes para CGR apresentaram menor valor de CAR (-53,0 g MS/dia) e maior valor de GR (10,1 g PC/dia) comparados com cordeiros da classe ineficiente (55,9 g MS/dia e -16,3 g PC/dia). A classificação pelo CAR reduziu a conversão alimentar (CA) em 10,6% entre as classes eficiente e ineficiente (7,42 vs. 8,25 kg MS/kg ganho). Para o CGR, houve redução de 15,94% para CA entre as classes eficiente e ineficiente (7,12 vs. 8,47 kg MS/kg ganho). As características avaliadas no músculo longissimus não diferiram entre as classes de CAR e de CGR. Cordeiros eficientes para CAR e CGR apresentaram menor eficiência de ruminação comparados com cordeiros ineficientes (1,60 vs. 1,93 g MS/min para CAR; 1,62 vs. 1,92 g MS/min para CGR). A mensuração do CAR e do CGR permite a identificação de cordeiros mais eficientes biologicamente nas fases de crescimento e terminação.

Consumo alimentar residual;Consumo e ganho de peso residual;Eficiência de ruminação;Espessura de gordura subcutânea;Ovinos confinados
Residual feed intake (RFI), residual body weight gain (RG), and residual intake and body weight gain (RIG) are feed efficiency measures which identify animals that present lower dry matter intake (DMI) and higher average daily gain (ADG), as combined (RIG) and individual effects (RFI and RG), favoring the selection of more efficient and productive individuals. The aim of this work was to study the relationship of RFI (Chapter I) and RIG (Chapter II) with performance, loin traits, ingestive behavior and pattern of diet selection of crossbred lambs Dorper x Santa Inês in growing and finishing phases. Nineteen non castrated 1/2 Dorper x 1/2 Santa Inês lambs at four months of age and 24.13 ± 3.21 kg of body weight, fed ad libitum with a diet composed of 64.0% of roughage (Cynodon spp.) and 36.0% of concentrate with 15.8 CP and 67.0% TDN during 90 days were evaluated. DMI was measured daily and animals were weighted each 21 days for performance evaluation and calculation of efficiency measures. RFI and RG were calculated using DMI, ADG, and metabolic body weight. To calculate the RIG, values of RFI and RG were obtained. The ingestive behavior was evaluated during 96 hours, being the time of rumination, eating, and resting recorded at each 10 minutes. The diet selection was evaluated using the Penn State Particle Separator. The trial was completely randomized with three classes of RFI and RIG (efficient, intermediate, and inefficient). The number of animals in each class was distributed assuming 50% of variation around the mean. The DMI differed between RFI classes, with reduction of 12.49% between efficient and inefficient classes (859.2 vs. 981.8 g/day). Efficient animals for RIG showed lower RFI and higher RG compared to inefficient (-53.0 vs. 55.9 g DM/day for RFI; 10.1 vs. -16.3 g BW/day for RG) ones. Selection for RFI reduced feed conversion ratio (FCR) in 10.6% for efficient animals compared to inefficient ones (7.42 vs. 8.25 kg DM/kg gain). For regarding in relation to RIG, there was a decrease of 15.94% in FCR for efficient classes compared to inefficient ones. The longissimus muscle traits did not change with the classes of RFI and RIG. Efficient lambs for RFI and RIG showed lower rumination efficiency than the inefficient class (1.60 vs. 1.93 g DM/min to CAR; 1.62 vs. 1.92 g DM/min to CGR). The RFI and RIG measurements allow the identification of physiologically more efficient lambs in the growing and finishing phases.
Feedlot lambs;longuissimus muscle;Residual feed intake;Residual intake and body weight gain;Rumination efficiency
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL
NUTRIÇÃO, MANEJO ANIMAL E FORRAGICULTURA
Utilização de fontes energéticas e proteicas com diferentes taxas de degradação ruminal na dieta de cordeiros confinados

Banca Examinadora

AMERICO FROES GARCEZ NETO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ERITON EGIDIO LISBOA VALENTE Participante Externo
AMERICO FROES GARCEZ NETO Docente - PERMANENTE
PAULO ROSSI JUNIOR Participante Externo

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim