Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
MEDICINA VETERINÁRIA (42002010011P0)
Produção de imunoglobulina Y anti-Haemonchus contortus e aplicação imunoterápica em Meriones unguiculatus
LUCAS TREVISAN GRESSLER
TESE
23/02/2018

Na última década, dentre os rebanhos de médio porte (aves, suínos, ovinos), o que apresentou o maior índice de crescimento foi o efetivo ovino. Para a ovinocultura, as helmintoses gastrintestinais podem ser consideradas um dos principais entraves para criação atualmente. Dentre essas, destacamos a haemoncose, causada pela espécie Haemonchus contortus, parasito cosmopolita, altamente patogênico e prevalente. Esta enfermidade, além de causar a morte de animais e retardo no desenvolvimento, reduz a produção, gerando maiores custos e maior tempo para o retorno do capital empregado. Devido à importância do controle desta parasitose, o uso massivo e indiscriminado de anti-helmínticos culminou com seleção de nematódeos multirresistentes e por consequência, a deficiente ação dos produtos disponíveis no mercado. Assim, pesquisas por métodos de controle não químicos tornam-se indispensáveis para continuidade deste seguimento. Neste contexto, esta tese foi elaborada com os objetivos de avaliar diferentes protocolos experimentais para estabelecimento da infecção de Meriones unguiculatus por H. contortus com e sem imunossupressão (manuscrito 1); de produzir e caracterizar imunoglobulinas Y (IgY) anti H. contortus a partir de larvas de terceiro estágio (L3) (manuscrito 2) e estágios adultos desse helminto (manuscrito 3) e de avaliar a atividade imunoterapêutica da IgY anti-H. contortus em Meriones unguiculatus infectados experimentalmente. Concluímos assim, que é possível estabelecer a infecção de gerbils por H. contortus, sendo a imunossupressão com metilprednisolona a que obteve os melhores resultados comparado a dexametasona e com animais imunocompetentes. Galinhas imunizadas com larvas de terceiro estágio e adultos de H. contortus produziram imunoglobulinas específicas anti-H. contortus e com alta avidez. A imunoterapia interferiu no estabelecimento de H. contortus em gerbils infectados experimentalmente.

IgY;anticorpos, helmintos, imunoterapia, gerbils, in vivo
In the last decade, among the medium-sized herds (poultry, swine, sheep), the one with the highest growth rate was sheep. For the sheep farming, gastrointestinal helminths can be considered one of the main barriers for breeding today. Among these, we highlight the haemoncosis, caused by the Haemonchus contortus species, a cosmopolitan parasite, highly pathogenic and prevalent. This disease, in addition to causing the death and delayed development of animals, reduces production, resulting in increased breeding costs. Due to the importance of the control of this parasitosis, the massive and indiscriminate use of antihelmintics promoted the selection of multiresistant nematodes and, consequently, the deficient action of the products commercially available. Thus, to research this topic is essential for the prevention and control of infections caused by H. contortus. In this context, this thesis was elaborated with the aim of evaluate different experimental protocols for the establishment of H. contortus infection of Meriones unguiculatus with and without immunosuppression (manuscript 1); to produce and characterize anti-H. contortus immunoglobulins Y (IgY) from third instar larvae (L3) (manuscript 2) and adult stages of this helminth (manuscript 3), and to evaluate the IgY immunotherapeutic activity anti-H. contortus in Meriones unguiculatus experimentally infected. We observed that is possible to establish gerbils’ infection by H. contortus, after immunosuppression with methylprednisolone compared to dexamethasone immunosuppression and immunocompetent animals. Chickens immunized with third-stage larvae and adults of H. contortus produced immunoglobulins anti-H. contortus displaying specificity and high avidity. Lastly, we verified that immunotherapy interfered in the establishment of H. contortus in experimentally infected gerbils.
Haemonchus contortus;IgY. Immunotherapy. Meriones unguiculatus
01
101
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE E REPRODUÇÃO ANIMAL
DOENÇAS BACTERIANAS, FÚNGICAS, PARASITÁRIAS E VÍRICAS
EPIDEMIOLOGIA, PATOGENIA E CONTROLE DAS PARASITOSES E DOENÇAS FÚNGICAS QUE ACOMETEM OS ANIMAIS DOMÉSTICOS

Banca Examinadora

SILVIA GONZALEZ MONTEIRO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIS ANTONIO SANGIONI Docente - PERMANENTE
ALINE FERREIRA OURIQUE Participante Externo
MARTA LIZANDRA DO REGO LEAL Docente - PERMANENTE
JOAO FABIO SOARES Participante Externo

Vínculo

Bolsa de Fixação
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim