Dados do Trabalhos de Conclusão

INSTITUTO DE ZOOTECNIA IZ/APTA-SAA/SP
PRODUÇÃO ANIMAL SUSTENTÁVEL (33148015001P9)
AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA ALIMENTAR E PRODUTIVA DE MATRIZES PRIMÍPARAS EM LACTAÇÃO DA RAÇA NELORE
TULIO JOSE TERRA RICCI
DISSERTAÇÃO
05/02/2018

O consumo alimentar residual (CAR) é uma característica que possibilita a identificação de animais mais eficientes. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência alimentar e produtiva de matrizes primíparas da raça Nelore até 100 dias após o parto. Foram avaliados 27 animais, com peso e idade inicial de 509,11± 32,38 kg e 38 ± 0,83 meses de idade, respectivamente, e de acordo com a data dos partos, foi determinado dois grupos de contemporâneos. O CAR foi calculado considerando a primeira fase da lactação (100±5 dias de lactação). Os animais foram mantidos em baias coletivas (GrowSafe® System) para determinar o consumo individual. O CAR foi estimado como o resíduo da equação de regressão linear do consumo de matéria seca médio (CMS) sobre o ganho médio diário (GMD) e peso médio metabólico (PV0,75), e os animais foram classificados em CAR- (mais eficiente) ou CAR+ (menos eficiente). Quatorze animais foram classificados como CAR- e 13 animais como CAR+, os quais apresentaram CMS de 11,9±0,25 kg de MS/dia e 13,4±0,25 kg de MS/dia, respectivamente. A produção de leite foi avaliada por duas técnicas: ordenha mecânica e pesar o bezerro antes e após a mamada, com média de 7,61±1,29 kg/dia e 7,07±3,87 kg/dia de leite respectivamente. Animais mais eficientes (CAR-) não diferiram dos menos eficientes (CAR+) quanto às medidas corporais (perímetro torácico e altura na garupa). Os resultados mostraram que houve diferenças significativas entre as classes de CAR para CMS (P<0,01), produção de leite (P=0,0897), porcentagem de proteína no leite (P=0,0149), e produção de leite corrigida para energia (P=0,0551) aos 63 dias de lactação. Para as demais características (medidas corporais, ganho médio diário do bezerro, eficiência produtiva da vaca, espessura de gordura subcutânea, produção e qualidade de leite e produção de leite corrigida para energia aos 85 dias de lactação, produção de leite por pesar, mamar e pesar bezerros) não foi detectada diferença significativa entre as classes de CAR. Conclui-se que vacas primíparas da raça Nelore, identificadas como mais eficientes com base na característica CAR obtida na 1ª fase da lactação apresentaram menor produção de leite e qualidade de leite, em relação aos animais menos eficientes, apenas no início da lactação, igualando-se aos animais menos eficientes no decorrer da lactação. Essa diferença não teve efeito no ganho médio diário dos bezerros e na eficiência produtiva das vacas.

vacas em lactação.;consumo de matéria seca;espessura de gordura;produção de leite
Residual feed intake (RFI) is a trait that allows the identification of more efficient animals in a herd. The objective of this study was to evaluate the feed and productive efficiency of Nellore primiparous cows up to 100 days postpartum. Twenty-seven animals were evaluated, with initial weight and age of 509.11 ± 32.38 kg and 38 ± 0.83 months of age, respectively. Two groups of contemporaries were determined according to the calving date. RFI was calculated considering the first phase of lactation (100 ± 5 days postpartum). The animals were kept in collective stalls (GrowSafe® System) to record the individual feed intake. RFI was estimated as the error of the linear regression equation of dry matter intake (DMI) on average daily gain (ADG) and metabolic weight (BW0.75), and the animals were classified in negative RFI (RFI-, more efficient) or positive RFI (RFI+, less efficient). Fourteen cows were classified as RFI- and 13 cows as RFI+, showing respectively 11.9 ± 0.25 kg DM/day and 13.4 ± 0.25 kg DM/day of DMI. Milk production was evaluated by two techniques: mechanical milking and weighing the calf before and after suckling and the average were 7.61 ± 1.29 kg/day and 7.07 ± 3.87 kg/day, respectively. More efficient cows (RFI-) did not differ from the less efficient cows (RFI+) for body measurements (chest circumference and hip height). The results showed that among the traits evaluated, there were significant differences between RFI classes in relation to DMI (P<0.01), milk production (P=0.0897), milk protein percentage (P=0.0149) and energy corrected milk production (P=0.0551) at 63 days postpartum. For the other studied traits (body measurements, calf daily average gain, cow productive efficiency, subcutaneous fat thickness, milk production and milk quality at 85 days postpartum, and milk production by weighing- suckling-weighing) no significant difference was detected between RFI classes. In conclusion, Nellore primiparous cows, identified as more efficient based on RFI obtained in the first phase of lactation presented lower milk production and milk quality, than the less efficient animals, only at the beginning of the lactation (63 days postpartum). This difference had no effect on the calf average daily gain and on the cow productive efficiency.
lactating cows;dry matter intake;fat thickness;milk production
01
50
PORTUGUES
INSTITUTO DE ZOOTECNIA IZ/APTA-SAA/SP
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL SUSTENTÁVEL
RECURSOS GENÉTICOS, MELHORAMENTO E REPRODUÇÃO ANIMAL
MODELOS DE REGRESSÃO ALEATÓRIA MULTICARACTERÍSTICAS APLICADOS A DADOS DE PRODUÇÃO DE LEITE E TEMPO DE ORDENHA EM BOVINOS DE LEITE

Banca Examinadora

MARIA EUGENIA ZERLOTTI MERCADANTE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ANDRE MICHEL DE CASTILHOS Participante Externo
JOSLAINE NOELY DOS SANTOS GONCALVES Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

CLT
Outros
Profissional Autônomo
Sim