Dados do Trabalhos de Conclusão

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
ZOOTECNIA TROPICAL (21001014002P2)
ESTUDO ANATÔMICO DE CRÂNIOS DE CATETOS (Tayassu tajacu, Linnaeus, 1758) POR MEIO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA
JEFFERSON RODRIGUES ARAUJO
DISSERTAÇÃO
26/03/2018

A imagem diagnóstica é um componente importante para avaliação das enfermidades que acometem as estruturas da cabeça e a tomografia computadorizada é uma excelente ferramenta de diagnóstico que supera algumas das limitações da radiologia padrão para análise dessa região. Este trabalho teve por objetivo avaliar as estruturas anatômicas de crânios de catetos, com vistas a estabelecer as bases para seu estudo clínico prático e futuras pesquisas préclínicas. Foram ultilizados 10 crânios de catetos (Tayassu tajacu, Linnaeus, 1758) adultos com tamanho uniforme. As peças anatômicas compõem o acervo ósseo do Laboratório de Anatomia Animal do Departamento de Morfofisiologia Veterinária do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Piauí, Teresina, Piauí, Brasil. Os protocolos usados neste estudo foram aprovados pelo CEEA/UFPI (N° 415/17) e SISBIO/IBAMA (N° 60348). Foi utilizado equipamento tomógrafo helicoidal (GE Hi-Speed FXI) com um canal emissor de radiação, 120 KVp e auto-mA, na velocidade de uma rotação s-1. Para a obtenção das imagens tomográficas, os crânios foram colocados em uma mesa de exame que se desloca para o interior do pórtico, momento em que se realiza o “scout” (porção rostral do osso incisivo até a porção caudal do osso occipital), imagem similar a uma radiografia convencional. O conjunto de dados obtidos, dados brutos (raw data), foi utilizado pelo programa de reconstrução de imagens para a formatação dos diversos planos de reformatação. As imagens de tomografia computadorizada nos planos axial, sagital e coronal foram armazenadas em padrão digital imaging and communications in medicine (DICOM) para posterior análise e descrição óssea. Os ossos do crânio de catetos formam um invólucro de tecido rígido que envolvem tecidos moles como o encéfalo, órgãos do olfato, visão e audição; além de servir como suporte a órgãos externos que compõem os sistemas respiratório e digestório. O neurocrânio desses animais pertencentes a ordem Artiodactyla foi avaliado por meio de tomografia computadorizada, sendo descritos os seguintes ossos: nasal, frontal, parietal, incisivo, maxilar, zigomético, temporal, palatino, occipital, võmer, pterigóide, esfenóide, seios paranasais e órbita. O crânio de catetos como um todo se apresentou uniforme entre os espécimes avaliados, sendo longo e com perfil frontal quase retilíneo. A tomografia computadorizada é uma ferramenta diagnóstica importante para investigação craniana em catetos, sendo possível observar várias estruturas ósseas de forma direta ou relacionando-as com estruturas vizinhas que auxiliam sua identificação.

CRÂNIO;ANATOMIA;ANIMAIS SILVESTRES;Tomografia computadorizada;Tayassuidae
A imagem diagnóstica é um componente importante para avaliação das enfermidades que acometem as estruturas da cabeça e a tomografia computadorizada é uma excelente ferramenta de diagnóstico que supera algumas das limitações da radiologia padrão para análise dessa região. Este trabalho teve por objetivo avaliar as estruturas anatômicas de crânios de catetos, com vistas a estabelecer as bases para seu estudo clínico prático e futuras pesquisas préclínicas. Foram ultilizados 10 crânios de catetos (Tayassu tajacu, Linnaeus, 1758) adultos com tamanho uniforme. As peças anatômicas compõem o acervo ósseo do Laboratório de Anatomia Animal do Departamento de Morfofisiologia Veterinária do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Piauí, Teresina, Piauí, Brasil. Os protocolos usados neste estudo foram aprovados pelo CEEA/UFPI (N° 415/17) e SISBIO/IBAMA (N° 60348). Foi utilizado equipamento tomógrafo helicoidal (GE Hi-Speed FXI) com um canal emissor de radiação, 120 KVp e auto-mA, na velocidade de uma rotação s-1. Para a obtenção das imagens tomográficas, os crânios foram colocados em uma mesa de exame que se desloca para o interior do pórtico, momento em que se realiza o “scout” (porção rostral do osso incisivo até a porção caudal do osso occipital), imagem similar a uma radiografia convencional. O conjunto de dados obtidos, dados brutos (raw data), foi utilizado pelo programa de reconstrução de imagens para a formatação dos diversos planos de reformatação. As imagens de tomografia computadorizada nos planos axial, sagital e coronal foram armazenadas em padrão digital imaging and communications in medicine (DICOM) para posterior análise e descrição óssea. Os ossos do crânio de catetos formam um invólucro de tecido rígido que envolvem tecidos moles como o encéfalo, órgãos do olfato, visão e audição; além de servir como suporte a órgãos externos que compõem os sistemas respiratório e digestório. O neurocrânio desses animais pertencentes a ordem Artiodactyla foi avaliado por meio de tomografia computadorizada, sendo descritos os seguintes ossos: nasal, frontal, parietal, incisivo, maxilar, zigomético, temporal, palatino, occipital, võmer, pterigóide, esfenóide, seios paranasais e órbita. O crânio de catetos como um todo se apresentou uniforme entre os espécimes avaliados, sendo longo e com perfil frontal quase retilíneo. A tomografia computadorizada é uma ferramenta diagnóstica importante para investigação craniana em catetos, sendo possível observar várias estruturas ósseas de forma direta ou relacionando-as com estruturas vizinhas que auxiliam sua identificação.
CRÂNIO;ANATOMIA;ANIMAIS SILVESTRES;Tomografia computadorizada;Tayassuidae
01
32
PORTUGUES
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE E REPRODUÇÃO ANIMAL
DIAGNÓSTICO, EPIDEMIOLOGIA, CONTROLE E TERAPIA DE DOENÇAS ANIMAIS
-

Banca Examinadora

FLAVIO RIBEIRO ALVES
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
FRANCISCO DAS CHAGAS ARAUJO SOUSA Participante Externo
GERSON TAVARES PESSOA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

-
-
-
Não