Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS (40004015071P7)
PROGRAMAÇÃO METABÓLICA NA LACTAÇÃO ASSOCIADA À RESTRIÇÃO CALÓRICA MODERADA INTERFERE NOS PARÂMETROS SANGUÍNEOS, ADIPOSIDADE E MORFOMETRIA DO COLO PROXIMAL DE RATOS ADULTOS
MONICA DOS SANTOS MUCIO LOIOLA
DISSERTAÇÃO
28/02/2018

A obesidade é uma doença crônica relacionada ao surgimento e agravamento de diversas desordens metabólicas e a restrição calórica, em níveis controlados e moderados, pode ser uma forma eficaz de reverter esse quadro. O ambiente nutricional pós-natal pode contribuir significativamente para o excesso de peso, e em roedores a redução do número de filhotes durante a lactação é um modelo clássico de indução precoce de obesidade, com reflexos morfológicos, metabólicos e funcionais que se prolongam até a idade adulta. Este modelo experimental se torna uma opção interessante para avaliar as alterações provocadas no trato gastrointestinal, mais especificamente no intestino grosso, que tem a função de absorver água e sais inorgânicos, levando a formação das fezes além de secretar mucinas para lubrificação e proteção da mucosa colônica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a programação metabólica e os efeitos da restrição calórica moderada (30%), seguida ou não por alimentação livre, sobre o tecido adiposo e o colo proximal de ratos Wistar machos adultos oriundos de ninhadas reduzidas. Os grupos experimentais (n=05) foram distribuídos da seguinte forma: controle (G9); controle de ninhada reduzida (G3L); ninhada reduzida e restrição calórica de 30% dos 60 aos 150 dias (G3R) e ninhada reduzida seguida de restrição calórica de 30% dos 60 aos 90 dias com alimentação livre dos 91 aos 150 dias (G3RL). Aos 150 dias de idade os animais foram eutanasiados para avaliação de peso corporal, comprimento nasoanal, Índice de Lee, peso dos tecidos adiposos viscerais, tempo de trânsito gastrointestinal, parâmetros sanguíneos, área de adipócitos, morfometria do colo proximal, quantificação de células caliciformes e células serotoninérgicas da mucosa colônica. Dados não paramétricos foram analisados pelo teste de Kruskal-Wallis seguido pelo pós-teste de Dunn's e dados xii paramétricos submetidos à Análise de Variância (One-way ANOVA), seguido pelo pósteste de Tukey, com nível de significância de 5%. Houve aumento de peso corporal no grupo G3L em comparação com o grupo G9 aos 21 e 60 dias de idade, e aos 150 dias houve: redução do peso corporal, da relação peso corporal/comprimento nasoanal, Índice de Lee e peso dos tecidos adiposos viscerais do grupo G3R em relação aos demais grupos. Os parâmetros sanguíneos indicam aumento da glicemia em jejum no grupo G3RL em comparação com o grupo G3R, o colesterol total foi maior no G3RL em relação aos grupos G9, G3L e G3R, manutenção dos nos níveis de HDL e LDL e aumento dos níveis de VLDL e triglicerídeos nos grupos G3L e G3RL em comparação com os grupos G9 e G3R. Houve diferença da área dos adipócitos retroperitoneais entre os grupos, sendo que o grupo G3R e G3RL apresentou a menor e maior área, respectivamente. Manutenção do comprimento e largura do colo proximal entre os grupos, redução do tempo de trânsito gastrointestinal nos grupos G3R e G3RL em comparação aos grupos G9 e G3L e variação morfométrica das túnicas mucosa, muscular externa e a parede total colônica entre os grupos, sendo que a túnica submucosa reduziu principalmente no grupo G3R. Percentual elevado de células caliciformes no grupo G9 e reduzido no grupo G3R com relação aos demais grupos e manutenção do percentual de células enteroendócrinas serotoninérgicas entre os grupos. A redução de ninhada durante a lactação foi efetiva na indução da obesidade em ratos adultos, sendo que a realimentação livre destes animais após período de 30 dias de restrição calórica moderada (30%) mostrou que a programação metabólica na lactação foi mantida nos animais adultos. Entretanto, ratos adultos provenientes de ninhada reduzida quando submetidos à restrição calórica de 30% por período de 90 dias obtiveram melhora nas condições metabólicas, redução da adiposidade visceral e do tempo de trânsito gastrointestinal, com readequação dos parâmetros morfométricos do colo proximal. Adipócitos; Intestino grosso; Ninhada reduzida; Obesidade; Redução alimentar;

Adipócitos;Intestino grosso;Ninhada reduzida;Obesidade;Redução alimentar
Obesity is a chronic disease related to the establishment and aggravation of various metabolic disorders and caloric restriction, at controlled and moderate levels, can be an effective way of reversing this condition. The postnatal nutritional environment may contribute significantly to overweight, and in rodents the litter size reduction during lactation is a classic model of early obesity induction with morphological, metabolic and functional reflexes that extend to age adult. This experimental model becomes an interesting option to evaluate the alterations caused in the gastrointestinal tract, more specifically in the large intestine, which has the function of absorbing water and inorganic salts, leading to the formation of faeces besides secreting mucins for lubrication and protection of the colonic mucosa. The objective of this work was to evaluate the metabolic programming and effects of caloric restriction of 30%, followed or not by free feed, on the adipose tissue and the proximal colon of adult male Wistar rats from reduced litters. The experimental groups (n = 05) were distributed as follows: control (G9); litter size reduced control (G3L); litter size reduced and food restriction of 30% from 60 to 150 days (G3R) and litter size reduced and food restriction from 30% from 60 to 90 days and free feeding from 91 to 150 days (G3RL). At 150 days of age the animals were euthanized for evaluation of body weight, nasoanal length, Lee Index, visceral adipose tissue weight, gastrointestinal transit time, blood parameters, adipocyte area, proximal colon morphometry, quantification of goblet cells and serotonergic cells of the colonic mucosa. Non-parametric data were analyzed by Kruskal-Wallis test followed by Dunn's post-test and parametric data submitted to Variance Analysis (One-way xiv ANOVA), followed by Tukey post-test, with significance level of 5%. There was an increase in body weight in the G3L group compared to the G9 group at 21 and 60 days of age, and at 150 days were: body weight reduction, body weight/nasoanal length ratio, Lee index and visceral adipose tissue weight of the G3R group in relation to the other groups. Blood parameters indicate increased fasting blood glucose in the G3RL group compared to the G3R group, total cholesterol was higher in G3RL than in G9, G3L and G3R groups, maintenance of HDL and LDL levels, and increase in VLDL levels and triglycerides in the G3L and G3RL groups compared to the G9 and G3R groups. There was a difference in the area of the retroperitoneal adipocytes between the groups, and the G3R and G3RL group had the smallest and largest area, respectively. Maintenance of proximal colon length and width between groups, reduction in gastrointestinal transit time in the G3R and G3RL groups compared to the G9 and G3L groups and morphometric variation of the mucosa, external muscular tunica and total colonic wall between the groups. High percentage of goblet cells in the G9 group and reduced in the G3R group in relation to the other groups and maintenance of the percentage of enteroendocrine serotoninergic cells between the groups. The litter size reduction during lactation was effective in inducing obesity in adult rats, and the refeeding of these animals after 30 days of moderate caloric restriction (30%) showed that the metabolic programming in lactation was maintained in adult animals. However, adult rats from a litter size reduced when submitted to caloric restriction of 30% for a period of 90 days showed improvement in metabolic conditions, reduction of visceral adiposity and gastrointestinal transit time, with readjustment of the morphometric parameters of the proximal colon.
Adipocytes;Large intestine;Reduced litter;Obesity;Food reduction
1
41
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

FISIOLOGIA
FISIOLOGIA INTEGRATIVA
-

Banca Examinadora

MARIA RAQUEL MARCAL NATALI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DEBORA DE MELLO GONCALES SANT ANA Participante Externo
MARIA MONTSERRAT DIAZ PEDROSA Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Não