Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS (40004015071P7)
RECEPTORES A2A REDUZEM A FADIGA INDUZIDA POR NEOSTIGMINA DIMINUINDO TANTO A DESSENSIBILIZAÇÃO DOS RECEPTORES PRÉ SINÁPTICOS NICOTÍNICOS, QUANTO O EFEITO INIBITÓRIO GERADO PELA ATIVAÇÃO DOS RECEPTORES M2 NO TERMINAL NERVOSO MOTOR
PEDRO HENRIQUE MARQUES ANDREO
DISSERTAÇÃO
30/06/2017

A fadiga induzida por neostigmina tem origem no terminal nervoso motor. Ela seria causada pela ação da neostigmina ao determinar um acúmulo de moléculas de acetilcolina (ACh) na fenda sináptica. Tal acúmulo, por sua vez, levaria à ativação dos receptores colinérgicos muscarínicos inibitórios do subtipo M2 (-RM2, acoplados à proteína G) do terminal nervoso motor. Como a neostigmina não é um inibidor ―puro‖ da acetilcolinesterase (AChE), uma vez que também pode dessensibilizar os receptores nicotínicos neuronais (RNn, facilitatórios) e, levando em conta que os receptores inibitórios RM2 e os receptores de adenosina do subtipo A2A (RADA2A) do terminal nervoso motor desempenham papeis no TOFfade (2.0 Hz aplicado durante 2s) induzido por neostigmina, no presente trabalho foram investigados os papeis dos receptores pré-sinápticos facilitatórios RNn (expressando subunidades α3β2 e bloqueados seletivamente pelo hexametônio) e RADA2A (bloqueados por ZM 241385) na fadiga induzida por neostigmina em preparações de nervo frênico músculo diafragma isolado de ratos, indiretamente estimuladas com pulsos de 50,0 Hz. Como os efeitos causados pelas ativações RADA2A e RM2 são mediados pela adenilatociclase (AC), a influência do forskolin na fadiga induzida pela neostigmina também foi pesquisada. Hexametônio, metoctramina, ZM 241385 e forskolin reduziram a fadiga causada por 0.10 μM de neostigmina. Os dados sugerem que a forma da fadiga tetânica causada pela neostigmina parece ser proporcionada tanto pela dessensibilização dos RNn (α3β2, facilitatórios) como pela ativação dos RM2 devido ao acúmulo de neostigmina e ACh, respectivamente. Estes efeitos podem ser mediados pela proteína quinase A (PKA) (através da ativação de RADA2A que reduz a dessensibilização dos RNn) e ativação de AC (reduz o efeito inibitório de RM2) no nervo motor.

junção neuromuscular;neostigmina;fadiga;receptores nicotínicos;receptores de adenosina;receptores muscarínicos
The neostigmine-induced fade has origin on the motor nerve terminal, and it would be caused by activation of G-protein-coupled cholinergic (C) muscarinic (M) inhibitory M2 receptors (inhibitory RM2) on motor nerve by acetylcholine molecules accumulated at synaptic cleft by anticholinesterase (AChE) action of neostigmine. Since neostigmine is not a pure acetylcholinesterase inhibitor, as neostigmine can also desensitize neural nicotinic receptors (RNn), and taken into account that inhibitory RM2 and A2A receptors (RADA2A) on motor nerve terminal play keys roles in the neostigmine-induced TOFfade (2.0 Hz applied during 2s), the roles of presynaptic facilitatory RNn (expressing α3β2 subunits and selectively blocked by hexamethonium) and RADA2A (blocked by ZM 241385) in the neostigmine-induced fade were researched in the phrenic nerve diaphragm muscle preparations of rats indirectly stimulated at 50 Hz. As the effects caused by RADA2A and inhibitory RM2 activations are mediated by adenylate-cyclase (AC), the influence of forskolin in the neostigmine-induced fade was also researched. Hexamethonium, methoctramine, ZM 241385, and forskolin reduced the fade caused by 0.10 µM neostigmine. The neostigmine-induced fade was not only prevented, as it was turned in facilitation, by previous treatment of preparation with forskolin or with simultaneous administration of hexamethonium and methoctramine. Data suggest that the shape of tetanic fade caused by neostigmine seems to be caused by both desensitization of facilitatory RNn (α3β2) and activation of inhibitory RM2 on motor nerve by neostigmine and acetylcholine accumulation, respectively. These effects seem be mediated by protein kinase A (PKA) (via RADA2A activation reducing desensitization of facilitatory RNn) and AC activation (reducing effect of inhibitory RM2) on motor nerve.
neostigmine;fade;nicotinic receptors;adenosine receptors;muscarinic receptors;forskolin;neuromuscular junction
1
32
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

FISIOLOGIA
FISIOLOGIA INTEGRATIVA
-

Banca Examinadora

WILSON ALVES DO PRADO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ELAINE CAMPANA SANCHES BORNIA Participante Externo
CECILIA EDNA MAREZE Docente - PERMANENTE

Vínculo

-
-
-
Sim