Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
CIÊNCIA ANIMAL (32001010042P5)
Potencial probiótico "in vitro" e "in vivo" de lactobacillus plantarum B7 e lactobacillus rhamnosus D1 contra Listeria monocytogenes na infecção experimental e produção de leite fermentado de cobra.
GUSTAVO LUCAS COSTA VALENTE
DISSERTAÇÃO
05/02/2018

Lactobacillus spp. são bactérias ácido lácticas com importantes aplicações na indústria alimentícia devido a sua capacidade de fermentação. Algumas amostras podem também contribuir para o equilíbrio da microbiota intestinal e para a saúde do hospedeiro quando administradas em concentrações adequadas, caracterizando um potencial probiótico. Dentre os benefícios à saúde, destaca-se a proteção do organismo contra agentes infecciosos devido a mecanismos como: competição por nutrientes e sítios de ligação, antagonismo direto, modulação das respostas imune e inflamatória. Por outro lado, Listeria monocytogenes é um patógeno frequentemente veiculado por meio da ingestão de produtos de origem animal contaminados e relacionado à ocorrência de enteropatia, meningoencefalite, aborto e septicemia. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial probiótico in vitro e in vivo de Lactobacillus plantarum B7 e Lactobacillus rhamnosus D1 isolados de queijo Minas artesanal da Serra da Canastra contra L. monocytogenes. Pretendeu-se, ainda, elaborar um leite fermentado de cabra potencialmente funcional com B7 e D1, avaliando sua qualidade físico-química, microbiológica e sensorial ao longo de 30 dias de armazenamento a 7°C. Ambas as amostras apresentaram capacidade de inibir L. monocytogenes in vitro, além de demonstrar perfil de susceptibilidade desejável a antimicrobianos e resistência desejável a ácidos gástricos e sais biliares. Nos testes in vivo, utilizando camundongos convencionais da linhagem BALB/c para determinação de curvas de sobrevida e desenvolvimento ponderal, não foram observadas diferenças (p>0,05) entre as taxas de mortalidade dos grupos controle, B7 e D1 após infecção experimental por L. monocytogenes, embora o grupo tratado com D1 tenha apresentado um ganho de peso maior (p<0,05) que os outros grupos. Os leites de cabra fermentados por B7, D1 ambas e Lactobacillus casei YA apresentaram parâmetros físico-químicos adequados às legislações e estudos científicos de referência. Os padrões microbiológicos comprovaram a inocuidade do produto e uma população adequada de Lactobacillus spp. (> 108 UFC/g) durante todo o período de 30 dias de estocagem a 7°C. Na análise sensorial, o leite fermentado por D1 mostrou maior aceitação e intenção de compra (p<0,05) pelos provadores, comparado aos demais tratamentos. Esses resultados indicam que D1 apresenta potencial probiótico e poderá ser veiculada para consumo por leite fermentado de cabra.

Lactobacillus;probióticos;BALB/c;Listeria monocytogenes;leite fermentado de cabra
Lactobacillus spp. are lactic acid bacteria with important implications in food industry due to their fermentation capacities. Some strains may also contribute to the balance of the intestinal microbiota and to the health of the host when administered in an adequade concentration, characterizing a probiotic potential. Among the health benefits, there are protections against infectious agents due to mechanisms like: nutrient competition, competitive exclusion, direct antagonism, immuno and inflammatory modulation. On the other hand, Listeria monocytogenes is a pathogen often transmitted by foods of animal origin and is related to the occurrence of enteropathy, meningoencephalitis, abortion and septicemia. The aim of this survey was to evaluate the in vitro and in vivo probiotic potential of Lactobacillus plantarum B7 and Lactobacillus rhamnosus D1, isolated from Minas artesanal cheese of the Serra da Canastra, against L. monocytogenes. It was still intended to develop a potentially functional fermented goat milk with B7 and D1, and to evaluate the physical-chemical, microbiological and sensorial quality during 30 days of storage at 7 ° C. Both strains demonstrated in vitro inhibitory activity against L. monocytogenes, besides showing sensitivity to antimicrobials and resistance to gastric acids and bile salts. In the in vivo assays, using conventional mice of BALB/c strain to determination of mortality rate and weight gain, no differences were observed (p>0.05) between the mortality rate of the control, B7 and D1 groups after experimental infection by L. monocytogenes. However, the group treated with D1 showed a higher weight gain (p<0.05) than other groups. The goat fermented milks by B7, D1, both and Lactobacillus casei YA showed physicochemical parameters adequate to the legislation and scientific studies of reference. Microbiological standards have demonstrated the safety of the product and an adequate population of Lactobacillus spp. (> 108 CFU/g) throughout the 30-day storage period at 7 °C. In the sensory analyses, D1 milk fermented demonstred higher consumer acceptance and purchase intention (p<0.05) than other treatments. These results indicate that D1 showed probiotic potential and may be carried out by fermented goat milk.
Lactobacillus;Listeria monocytogenes;goat fermented milk;probiotics;BALB/c
85
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

TECNOLOGIA E INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL
BIOTECNOLOGIA APLICADA A PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL
Lactobacillus isolados de queijo Minas artesanal da Serra da Canastra-MG: antagonismo in vivo contra infecção experimental por Listeria monocytogenes e utilização da fermentação de leite de cabra.

Banca Examinadora

CLAUDIA FREIRE DE ANDRADE MORAIS PENNA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
JACQUES ROBERT NICOLI Participante Externo
PATRICIA VILHENA DIAS DE ANDRADE Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Excelência Acadêmica 20

Vínculo

-
-
-
Sim