Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
Ciência e Saúde Animal (24009016011P0)
Hiperplasia prostática benigna em um cão com quatro anos e identificação de Leishmania sp. na próstata de cães
RAQUEL GUEDES XIMENES
DISSERTAÇÃO
23/02/2018

Objetivou-se com estes trabalhos relatar a ocorrência de hiperplasia prostática benigna (HPB) em um cão jovem com avançados sinais clínico, incomum para a faixa etária e a identificação de Leishmania sp. na próstata de cães pelas técnicas de citologia, imuno-histoquímica (IHq) e histopatologia além de demonstrar a eficácia dessas técnicas. No Capitulo I, relatou-se sobre um canino, teckel, macho, com quatros ano de idade atendido no Hospital Veterinário (HV) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com um aumento de volume na região perineal havia 15 dias, tenesmo e episódios de fezes amolecidas. No exame físico, verificou-se aumento de volume na região perineal dorsal esquerda. No exame ultrassonográfico abdominal, verificou-se a próstata com ecotextura discretamente heterogênea, medindo 3,76 x 3,75 cm² de extensão, conteúdo herniado de aspecto hipoecoico e ecogênico na região perineal. Após o diagnóstico de hérnia perineal secundária a uma HPB o animal foi encaminhado para o setor de cirurgia para realização da a herniorrafia e orquiectomia. O animal teve acompanhamento durante dois meses após a cirurgia, onde foi confirmada a redução do volume inicial da próstata através do ultrasson, tendo êxito no tratamento desse tipo de prostatopatia. Apesar da HPB ser uma desordem comum nos cães idosos, o clínico não deve deixar de investigar esta condição quando um paciente apresentar, tenesmo e/ou cistite mesmo não pertencendo à faixa etária de risco. Para o Capítulo II, foram utilizados 25 cães machos, sem predileção de raça, previamente diagnosticados com Leishmaniose, atendidos na Clínica Médica de Pequenos Animais do HV da UFCG. Após a eutanásia, foi realizado punção aspirativa por agulha fina (PAAF) da próstata e colhidos fragmentos desta para a confecção das impressões (imprint) em lâmina e para realização do exame de IHq. Na citologia constatou-se a presença de formas amastigotas em 56% das amostras de próstatas. Deste total foi observada positividade em 100% das lâminas confeccionadas pelo PAAF e em 4% pelo imprint. Já na IHq das 25 amostras analisadas, 4% evidenciou-se imuno-marcação positiva para Leishmania sp., assim como nas lâminas confeccionadas e coradas com hematoxilina e eosina (HE). Concluiu-se que a próstata de cães pode ser um disseminador de formas infectantes de Leishmania, evidenciando a importância epidemiológica desse achado, na associação de programas para eliminar o vetor como único método de controle dessa patologia.

Aparelho reprodutor;Doenças de cães;Leishmaniose;Imuno-histoquímica;Próstata;Prostatopatia.
The objective of these studies were to report an occurrence of benign prostatic hyperplasia in a young dog with advanced clinical signs, unusual for the age group and the identification of Leishmania sp. in the prostate of dogs by the techniques of cytology, immunohistochemistry (IHq) and histopathology and to show the effectiveness of each one. In the chapter I, a canine, dachshund, male, four-year-old was reported at the Veterinary Hospital (VH) of the Federal University of Campina Grande (FUCG), with a volume increase in the perineal region for 15 days, tenesmus and episodes of soft stools. On physical examination, there was an increase in volume in the left dorsal perineal region. Abdominal ultrasound examination revealed a discrete heterogeneous echotexture, measuring 3.76 x 3.75 cm², herniated content with a hypoechoic and echogenic aspect in the perineal region. After the diagnosis of perineal hernia secondary to a BPH, the animal was referred to the surgery department where the surgical correction of the hernia and the orchiectomy of the dog were done. The animal was followed up for two months after surgery, where it was confirmed the reduction of the initial volume of the prostate through the ultrasound, thus successful in the treatment of this type of prostatopathy. Although BPH is a common disorder in elderly dogs, the clinician should not investigate this condition when a patient has tenesmus and/or cystitis even though they do not belong to the risk age group. For chapter II, 25 male dogs, with no predilection for breed, previously diagnosed with Leishmaniosis, were treated at the Small Animals Medical Clinic of the FUCG VH. After euthanasia, fine-needle aspiration (FNA) of the prostate was performed and fragments of the prostate were collected for imprinting and for IHq examination. In cytology, the presence of amastigote forms was observed in 56% of prostate samples. From this total was observed positivity in 100% blades made by FNAB and in 4% by imprint. The IHq of the 25 samples analyzed, 4% showed positive immuno-marking, as well as in the base blades made stained with HE. It was concluded that the reproductive apparatus of dogs can be a reservoir for infecting forms, evidencing the epidemiological importance of this finding, in the association of programs to eliminate the vector as the only method of controlling this pathology.
Dog Diseases;Immunohistochemistry;Leishmaniosis;Reproductive system;Prostate;Prostapathy
50
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

MEDICINA VETERINÁRIA DE CÃES E GATOS
CLÍNICA E CIRURGIA DE CÃES E GATOS
-

Banca Examinadora

ALMIR PEREIRA DE SOUZA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ATTICCUS TANIKAWA Participante Externo
ANTONIO FLAVIO MEDEIROS DANTAS Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

-
-
-
Não