Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
Produção Animal (32001010098P0)
Análise fitoquímica e toxicidade de espécies vegetais do Cerrado
JANINE KATIA DOS SANTOS ALVES E ROCHA
DISSERTAÇÃO
21/11/2017

Os fitoterápicos possuem diferentes compostos naturais procedentes do metabolismo primário e secundário do vegetal, que são responsáveis pelas propriedades terapêuticas, como taninos, saponinas, flavonoides, cumarinas, triterpenos, esteroides, alcaloides, entre outros. Muitas espécies com potencial tóxico têm recebido atenção da comunidade científica para verificação das propriedades farmacológicas e/ou terapêuticas, e investigação de possíveis atividades toxicológicas. Objetivou-se realizar triagem fitoquímica dos extratos aquosos de Stryphnodendron adstringens, Dimorphandra mollis, Enterolobium contortisiliquum, Luffa operculata e Annona crassiflora para verificação da presença de princípios ativos com ação tóxica e abortiva e, realizar ensaio toxicológico para investigar a toxicidade do extrato hidroalcoólico da casca do caule de Stryphnodendron adstringens por meio da determinação da dose letal 50% (DL50) e 90% (DL90). Os extratos aquosos foram submetidos a caracterização fitoquímica para identificar fenóis, taninos, flavonoides, saponinas, esteroides, triterpenos, cumarinas e alcaloides. Para investigar a toxicidade da planta foram realizadas análises toxicológicas do extrato metanólico da casca do caule de Stryphnodendron adstringens administrado por via intraperitoneal. Utilizou-se o modelo de regressão considerando a morte como variável binária com resposta em função da concentração do extrato e do sexo dos animais. A análise foi realizada por meio do procedimento proc probit do software SAS 9.4. Para a investigação da DL50 e DL90, os extratos foram ressuspendidos em água para injetáveis e submetidos a diluições seriadas decimais, utilizando o fator de diluição 1:10, obtendo extratos com concentrações de 1000; 100; 10; 1; 0,1; 0,01; 0,001 e 0,0001 mg/mL. Posteriormente, foram inoculados por via intraperitoneal. Utilizaram-se oito grupos de camundongos Swiss de ambos os sexos, sendo cinco animais por grupo, para cada extrato vegetal, totalizando 90 animais por sexo. Após inoculação, os animais foram observados por sete dias, para verificar alterações comportamentais, quantidade de animais mortos, doentes e sobreviventes. Os resultados da análise fitoquímica foram considerados positivos por formação de precipitados e surgimento de coloração e espuma e, negativos por ausência dessas reações. Foi possível identificar nas espécies analisadas a presença de metabólitos secundários, como taninos, flavonoides, cumarinas, triterpenos, esteroides, saponinas e alcaloides. Para o estudo toxicológico do extrato metanólico da casca do caule do Stryphnodendron adstringens em camundongos de ambos os sexos, por via intraperitoneal, obteve-se DL50 igual a 95,1mg/mL e DL90 564,76 mg/mL, o que caracterizou a planta como tóxica para esses animais.

Plantas tóxicas;Aborto;Barbatimão;Fava d’anta;Tamboril;Buchinha - do - Norte;Panã.
Phytotherapics have different natural compounds derived from the primary and secondary metabolism of the plant, which are responsible for the therapeutic properties, such as tannins, saponins, flavonoids, coumarins, triterpenes, steroids, alkaloids, among others. Many species with toxic potential have received attention from the scientific community to verify pharmacological and/or therapeutic properties and to investigate possible toxicological activities. Phytochemical screening of the aqueous extracts of Stryphnodendron adstringens, Dimorphandra mollis, Enterolobium contortisiliquum, Luffa operculata and Annona crassiflora to verify the presence of active principles with toxic and abortive action and to carry out a toxicological test to investigate the toxicity of the hydroalcoholic extract of the bark of the stalk of Stryphnodendron adstringens by determining the 50% lethal dose (LD50) and 90% (LD90). The aqueous extracts were submitted to phytochemical characterization to identify phenols, tannins, flavonoids, saponins, steroids, triterpenes, coumarins and alkaloids. To investigate the toxicity of the plant, toxicological analyzes of the methanolic extract of the stem bark of Stryphnodendron adstringens administered by intraperitoneal route were carried out. The regression model was used considering death as a binary variable with response as a function of the extract concentration and the sex of the animals. The analysis was performed using the proc probit procedure of SAS 9.4 software. For the investigation of DL50 and DL90, the extracts were resuspended in water for injections and subjected to serial decimal dilutions, using the 1:10 dilution factor, obtaining extracts with concentrations of 1000; 100; 10; 1; 0.1; 0.01; 0.001 and 0.0001 mg/mL. Subsequently, they were inoculated intraperitoneally. Eight groups of Swiss mice of both sexes were used, five animals per group, for each plant extract, totaling 90 animals per sex. After inoculation, the animals were observed for seven days to verify behavioral changes, number of dead animals, patients and survivors. The results of the phytochemical analysis were considered positive by formation of precipitates and appearance of staining and foam, and negatives due to absence of these reactions. It was possible to identify secondary metabolites such as tannins, flavonoids, coumarins, triterpenes, steroids, saponins and alkaloids in the analyzed species. For the toxicological study of the hydroalcoholic extract of the stem bark of Stryphnodendron adstringens in mice of both sexes, intraperitoneal, LD50 was equal to 95.1mg mL-1 and DL90 564,76 mg mL-1, which characterized the plant as toxic to these animals.
Toxic plants;Abortion;Barbatimão;Fava d’anta;Tamboril;Buchinha - do - Norte;Panã.
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUÇÃO ANIMAL
MANEJO E CRIAÇÃO DE ANIMAIS
Análise fitoquímica e toxicidade de espécies vegetais do Cerrado

Banca Examinadora

RAPHAEL ROCHA WENCESLAU
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
RAPHAEL ROCHA WENCESLAU Docente - PERMANENTE
FRANCIELLEN MORAIS COSTA Participante Externo
NEIDE JUDITH FARIA DE OLIVEIRA Participante Externo
VIVIANE DE OLIVEIRA VASCONCELOS Pós-Doc

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Ensino e Pesquisa
Sim