Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
“A construção política da adidância agrícola no Brasil”.
RICARDO DIAS DA SILVA
TESE
26/02/2018

SILVA, Ricardo Dias da. A construção política da adidância agrícola no Brasil. Tese (Doutorado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. A tese analisa a evolução do debate político e a institucionalização do posto de adido agrícola junto a embaixadas e missões diplomáticas do Brasil no exterior. Partindo de uma abordagem problematizadora do policy-making e focada nos atores em sua órbita, examinamos a articulação público-privada entre os principais segmentos do agronegócio e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em prol dessa medida e as respectivas negociações inter-burocráticas capitaneadas pelo MAPA junto a outras agências governamentais, especialmente o Ministério das Relações Exteriores (MRE). Na esteira de um rastreamento de processos teoricamente orientado, combinamos o recurso a fontes documentais com entrevistas em profundidade para dar conta dos condicionantes que alentaram ou obstaram o avanço dessa política pública ao longo de várias décadas até a publicação do Decreto 6.464/2008, bem como as conexões e controvérsias que marcam sua implementação e posteriores ajustes. Nesse sentido, exploramos os rendimentos analíticos do processo político que envolve e determina todo o ciclo da política pública e faz com que essas adidâncias agrícolas permaneçam como objeto em disputa.

agronegócio;adidos agrícolas;burocracia;política externa brasileira
SILVA, Ricardo Dias da. The institutionalization of the agricultural attaché’s position in Brazil. (PhD in Social Sciences in Development, Agriculture and Society). Institute of Humanities and Social Sciences, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018. The work analyses the policy-making and the institutionalization of the agricultural attaché’s position at the Brazilian Foreign Service. With a problem-building and actorcentered approach, we examine the ties and interactions amongst public and private agricultural sectors as well as the inter-bureaucratic negotiations between the Ministry of Agriculture, Livestock and Food Supply (MAPA) and the Ministry of Foreign Affairs (MRE) regarding this specific policy. In the wake of a theory-guided process tracing, we combine different sources such as official documents and in-depth interviews in order to understand the determining political constraints (pro and against) that paved the way to the publication of Decree 6.464/2008, including the connections and controversies over its implementation and late adjustments. In this sense, we explore the analytical yields of the political process that involves and determine the whole policy cycle of these agricultural attaché’s positions which still under contestation
agribusiness;agricultural attaché;bureaucracy;Brazilian foreign policy
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
POLÍTICAS PÚBLICAS, ESTADO E ATORES SOCIAIS
ENTRE CONTINUIDADES, MUDANÇAS E NOVAS INSTITUCIONALIDADES: POLÍTICAS PÚBLICAS E MEIO RURAL BRASILEIRO (2003-2013)

Banca Examinadora

JORGE OSVALDO ROMANO
DOCENTE - COLABORADOR
Sim
Nome Categoria
JORGE OSVALDO ROMANO Docente - COLABORADOR
CARLOS ROBERTO SANCHEZ MILANI Participante Externo
ANA ELISA SAGGIORO GARCIA Participante Externo
GEISA CUNHA FRANCO Participante Externo
ROBERTA RODRIGUES MARQUES DA SILVA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Bolsa de Doutorado no País GD 48

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não