Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
PATOLOGIA (33009015006P2)
ANÁLISE IMUNO-HISTOQUÍMICA PARA BETA-CATENINA E C-MYC EM PACIENTES ADULTOS COM MEDULOBLASTOMA
RENATA NUNES DA SILVA
TESE
12/12/2017

O meduloblastoma é um tumor raro em adultos e representa menos de 1% de todos os tumores intracranianos. Objetivos: O presente estudo teve como objetivo analisar o meduloblastoma em pacientes adultos com relação ao tipo histológico do tumor, a expressão das proteínas β-catenina e c-myc e associar as análises histopatológicas com a expressão imuno-histoquímica. Material e Método: Para tanto, foram utilizados tumores de 24 pacientes adultos com meduloblastoma primário. Resultados: A média de idade dos pacientes foi de 31 anos, com prevalência do gênero masculino. Do ponto de vista clínico cefaléia foi a queixa mais freqüentemente mencionada. A histologia clássica foi predominante neste estudo. A maioria dos tumores apresentou imunoexpressão positiva para β-catenina nuclear. A imunoexpressão negativa para c-myc foi observada na maioria dos tumores. Foi possível observar associação entre o tipo histológico clássico e a imunoexpressão nuclear para β-catenina. Os tumores desmoplásicos apresentaram associação com a expressão de β-catenina citoplasmática. Não foi possível observar associação entre o tipo histológico do tumor e a expressão de c-myc. Conclusões: Nosso estudo baseou-se no uso do marcador β-catenina por ter validação ampla na literatura e poder discriminar as vias WNT e SHH. Tratando-se da expressão do marcador c-myc, estudos utilizam técnicas de amplificação para determina-lo como um fator prognóstico. Porém, a técnica de imuno-histoquímica identifica características dos tumores que favorecem informações individualizadas e os resultados obtidos podem ser associados a amplificação gênica em estudos posteriores.

1. Meduloblastoma;2. Adulto;3. Variantes histopatológicas;4. Imuno-hisotquímica;5. Beta-catenina;6. c-myc
Introduction: The medulloblastoma is a rare tumor in adults and represents less than 1% of all the intracranial tumors. Objective: The present study has the objective of analyzing the medulloblastomas in adult patients related to their histological type, the proteins β-catenin and c-myc expression and associating the histopathological analysis with the immunohistochemical expression. Methods: Tumors from 24 adult patients with primary medulloblastoma were used, in order to do so. Results: Their median age was 31 years old, with a higher presence of male patients. From the clynical point of view, headaches were the most common complaint among them. The classic histology was also more predominant in this study. The majority of the studies presented a positive immonuexpression for nuclear β-catenin. The negative immunoexpression for c-myc was observed in most of the tumors. It was possible to observe an association between the classic histology and the nuclear immunoexpression of the β-catenin. The desmoplasic tumors presented an associoation with the expression of the cytoplasmic β-catenin. It was not possible to observe an association between the histologic type of the tumor and the c-myc expression. Conclusion: Our study was based in the use of β-catenin marker as it is widely validated throughout literature and because it enables the differences between the WNT and SHH pathway. When it comes to the expression of the c-myc marker, studies used the amplification techniques in order to determine it as a factor for prognosis. However, the technique of immunohistochemistry identifies characteristics of the tumor that improve the quality of individualized information and the results obtained can be associated to the genetic amplification in future studies.
1. Medulloblastoma;2. adult;3. h i s t o p a t o l o g i c a l v a r i a n t s;4. immunohistochemistry;5. β-catenin;6. c-myc
1
99
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

PATOLOGIA HUMANA E FORENSE
ASPECTOS MORFOLÓGICOS, FISIOPATOGÊNICOS E MOLECULARES DAS DOENÇAS
Meduloblastomas em adultos: Estudo histopatológico e imunoistoquímico com correlação clínico patológica

Banca Examinadora

JOAO NORBERTO STAVALE
Sim
Nome Categoria
RENEE ZON FILIPPI Participante Externo
CELINA TIZUKO FUJIYAMA OSHIMA Docente
ORESTE PAULO LANZONI Participante Externo
CARMEN LUCIA PENTEADO LANCELLOTTI Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 47

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim