Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
CIÊNCIAS VETERINÁRIAS (32006012014P3)
PARÂMETROS HEMATOLÓGICOS E PERFIL SÉRICO DOS HORMÔNIOS TIREOIDIANOS EM VACAS MESTIÇAS NO PÓS-PARTO
REBECCA ESPIRITO SANTO DA CRUZ
DISSERTAÇÃO
26/05/2017

Os parâmetros hematológicos são bons indicadores para avaliar a saúde do animal e úteis na identificação de possíveis desordens. Vacas no período pós-parto passam por estresse fisiológico que pode causar alterações significativas nesses parâmetros, refletindo na saúde e produtividade do animal. Objetivou-se o presente estudo investigar alterações nos parâmetros hematológicos em vacas mestiças lactantes na primeira semana e aos 60 dias pós-parto (PP). Nas 110 vacas mestiças recém-paridas estudadas foram realizadas duas coletas de 5mL de sangue: a primeira coleta na primeira semana e a segunda aos 60 dias PP. Os hemogramas foram processados em analisador hematológico automático veterinário pocH – 100iV. A contagem diferencial dos leucócitos foi realizada em esfregaço sanguíneo corado pelo método de May Grunwald Giemsa. Em cada esfregaço sanguíneo foram diferenciados 100 leucócitos classificados, de acordo com suas características morfológicas e tintoriais. A determinação dos teores plasmáticos de proteínas (PTP) foi realizada pelo método do biureto após centrifugação das amostras de sangue. Comparados os valores dos parâmetros hematológicos dos animais entre os dois períodos estudados, observaram-se diferenças significativas (p<0,05) nos valores das hemácias, hemoglobina, volume globular, volume corpuscular médio, neutrófilos em bastonetes, eosinófilos, monócitos e proteínas plasmáticas. Entre as principais alterações observou-se no eritrograma anemia em 14,5% das vacas aos 60 DPP, frequência esta significativamente superior à observada na primeira semana pós-parto (p<0,05). No leucograma verificou-se na primeira semana pós-parto leucocitose em 38,7% das vacas, neutrofilia em 42,3%, desvio nuclear de neutrófilos para à esquerda em 79,3%, monocitose em 23,4%, alterações estas significativamente superiores às observadas nas vacas aos 60 DPP (p<0,05). Observou-se uma frequência significativamente superior (p<0,05) de vacas com eosinofilia aos 60 DPP. Embora a hiperproteinemia tenha sido um achado com alta frequência na primeira semana pós-parto; 81,1% das vacas, ela foi estatisticamente superior (p<0,05) aos 60 DPP; 91,8% das vacas. Com base nos resultados observados, conclui-se que o período pós-parto (primeira semana e 60 dias pós-parto) exerce influência significativa em vários parâmetros hematológicos de vacas mestiças.

Hematologia. Lactação. Vacas mestiças. Pós-parto. Bos taurus.
The hematological parameters are good indicators to evaluate the health of the animal and useful in the identification of possible disorders. Cows in the postpartum period undergo physiological stress that can cause significant changes in these parameters reflecting on the health and productivity of the animal. The objective of this study was to investigate changes in hematological parameters in lactating crossbred in the first week and at 60 days postpartum (PPD). In the 110 freshly crossbred cows studied two 5 mL blood samples were collected: the first collection in the first week and the second at 60 DPP. The blood count were processed in automatic veterinary hematology analyzer pocH – 100iV. Differential count of leukocytes was performed on a blood smear stained by the method of May Grunwald Giemsa. In each blood smear 100 leukocytes were classified according to their morphological and dyeing characteristics. The determination of the plasma levels protein (PTP) was made by the biuret method after centrifugation of the blood samples. Comparing the values of hematological parameters of the animals between the two periods studied significant differences (p<0,05) were observed in the values of red blood cells, hemoglobin, globular volume,mean corpuscular volume, band neutrophils, eosinophils, monocytes and plasma proteins. Among the main changes observed in the erythrogram anemia in 14,5% of cows at 60DPP frequency is significantly higher than that observed in the first week postpartum (p<0,05). In the leukogram in the first week postpartum was observed leukocytosis in 38,7% of the cows, neutrophilia in 42,3%, neutrophil nuclear shift to the left in 79,3%, monocytosis in 23,4%, changes significantly higher than those observed in cows at 60 DPP (p<0,05). It was observed a ignificantly higher frequency (p<0,05) of cows with eosinophilia at 60 DPP (p<0,05). Although hyperproteinemia was a finding with higher frequency in the first week postpartum; 81,1% of cows, it was statistically higher (p<0,05) at 60 DPP; 91,8% of cows. Based on the results observed, it was concluded that the postpartum period (first week and 60 days postpartum) exerts significant influence on several hematological parameters of crossbred cows.
Hematology. Lactation. Crossbred cow. Postpartum.
1
74
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE ANIMAL
CLÍNICA MÉDICA E INVESTIGAÇÃO ETIOLÓGICA
HEMATOLOGIA CLÍNICA E BIOQUÍMICA SANGUÍNEA EM MEDICINA VETERINÁRIA

Banca Examinadora

ANTONIO VICENTE MUNDIM
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MATHEUS MATIOLI MANTOVANI Participante Externo
JOAO PAULO ELSEN SAUT Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

-
-
-
Não