Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
ARQUITETURA E URBANISMO (53001010042P8)
Brasílias Impublicáveis de Marcel Gautherot: O Olhar do Fotógrafo e o Imaginário da Cidade
LUCIANA JOBIM NAVARRO
DISSERTAÇÃO
19/05/2017

A partir da homogeneização do imaginário histórico de Brasília consolidado por uma narrativa histórica fotográfica baseada em construções monumentais, esta dissertação aborda a produção de imagens da construção de Brasília, registradas pelo fotógrafo francês Marcel Gautherot. Toma-se a fotografia como ferramenta historiográfica capaz de construir imaginários sociais e seus efeitos na consolidação de representações sobre a cidade na História. Ao relacionar o acervo de imagens produzidas pelo fotógrafo sobre a capital com aquelas publicadas, especificamente pela revista Módulo, bem como com o discurso sócio-político que vinha sendo elaborada sobre a capital, define-se um recorte que busca estabelecer o papel etnográfico do fotógrafo, seu olhar estético e o poder da mídia na construção das narrativas sobre a cidade. Busca-se demonstrar como a utilização da imagem fotográfica na historiografia da cidade é capaz de construir representações sobre os espaços e paisagens, partindo do pressuposto de que a produção fotográfica é parte do processo de interpretar e escrever a história da arquitetura e da cidade, contribuindo para a formação de imaginários coletivos e individuais sobre esses espaços. Assim, procura-se compreender o discurso sobre a capital, considerando os aspectos sócio-políticos que envolveram sua construção e a função de Brasília na representação da arquitetura e urbanismo modernos, contrapondo a história imagética consolidada da cidade com aquela não publicada à época da construção, pelas principais revistas, e especificamente no contexto da revista Módulo. Coloca-se então, o fotógrafo como interprete da realidade, a partir de sua escolha deliberada, que é sua própria capacidade anímica, de construir a representação da paisagem urbana. Descobre-se uma cidade que vai além do discurso arquitetônico moderno e centro de poder político, a partir das imagens de Marcel Gautherot onde se destacam os usos sociais dos lugares, bem como as relações de classe e gênero dos conflitos emergentes no espaço urbano. Propõe-se uma leitura imagética das fotografias não publicadas de Gautherot, a partir de um recorte estético específico, onde o fotógrafo representa a apropriação de espaços residuais da cidade na organização de ‘cidades paralelas’ - Sacolândia e dos espaços livres do Plano Piloto - pelas famílias dos trabalhadores, tendo como objeto as formas que essas famílias habitam o espaço e produzem relações sociais, criando assim novas possibilidades de narrativas sobre a construção da capital.

Brasília;representação;Marcel Gautherot;imaginário;fotografia.
From the homogenization of the historical imaginary of Brasília consolidated by a historical photographic narrative based on monumental constructions, this dissertation approaches the production of images of the construction of Brasilia, recorded by the French photographer Marcel Gautherot. Photograph is taken as a historiographic tool capable of social imagery and its effects on the consolidation of representations about the city in history. In relating the collection of images produced by the photographer on the capital with those published, specifically by the Módulo magazine, as well as with the socio-political discourse that had been elaborated on the capital, is defined a clipping that seeks to establish the ethnographic role of the photographer, his aesthetic view and the power of the media in the construction of the narratives about the city. Seeks to demonstrate how the use of the photographic image in the historiography of the city is able to build representations about the spaces and landscapes, based on the assumption that the photographic production is part of the process of interpreting and writing the history of architecture and the city, contributing to the formation of collective and individual imaginaries about these spaces. Thus, the aim is to understand the discourse about the capital, considering the socio-political aspects that involved its construction and the role of Brasília in the representation of modern architecture and urbanism, opposing the consolidated imagery history of the city with the unpublished one. In this context, the photographer is placed as an interpreter of reality, based on his deliberate choice, which is his own psychic capacity, to construct the representation of the urban landscape. From the images of Marcel Gautherot, discovers a city that goes beyond modernist architectural and center of political power based discourse, highlighting the social uses of places, as well as the class and gender relations of emerging conflicts in urban space. It is proposed an image based reading of the unpublished Gautherot photographs, from a specific aesthetic cut, where the photographer represents the appropriation of residual spaces of the city in the organization of 'parallel cities' - Sacolândia and the empty spaces of the Plano Piloto - by the families of workers, having as object the ways these families habit the space and produce social relations, creating new possibilities of narratives on the construction of the capital.
Brasilia;representation;Marcel Gautherot;imaginary;photography.
1
177
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

TEORIA, HISTÓRIA E CRÍTICA
PATRIMÔNIO E PRESERVAÇÃO
MORAR BRASILEIRO

Banca Examinadora

EDUARDO PIERROTTI ROSSETTI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
SYLVIA FICHER Docente - PERMANENTE
MARIA BEATRIZ CAMARGO CAPPELLO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 9

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim