Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
“Tem gente que só procura a gente na hora da dor”: saúde, doença e morte na produção de capital político"
GILMARA GOMES DA SILVA SARMENTO
TESE
01/09/2017

SARMENTO, Gilmara Gomes da Silva. “Tem gente que só procura a gente na hora da dor”: Ajuda na saúde e produção de capital político. 2017. 265 p. Tese (Doutorado de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade). Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Agricultura e Sociedade, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2017. Esta tese apresenta um estudo etnográfico sobre as implicações da ajuda na configuração política de um município do norte fluminense. Como ponto de partida a constatação de que a maioria dos políticos locais estava envolvida na prestação de assistência informal na área de saúde. Tratava-se de diferentes mediações para dar resolução as demandas de enfermidade e de morte. Transportar enfermos ao médico, conseguir vagas em hospitais, marcar consultas ou cirurgias, interceder na agilização de determinados procedimentos e pagar despesas funerárias eram algumas das atividades desenvolvidas por esses políticos. Na medida em que a pesquisa de campo avançava, a centralidade do campo da saúde como arena de produção de capital político ficava ainda mais evidente, pois foi possível constatar que o êxito eleitoral de algumas dessas personalidades estava associada quase que exclusivamente às atividades de assistência nesta área. Para muitos desses políticos, o prestígio assim conquistado era o principal recurso social mobilizado como forma de legitimação política. No entanto, a inserção neste universo da ―assistência‖ não era tão simples como parecia, pois demandava determinada conduta ética. Esse tipo de ―assistência‖ podia produzir políticos, mas também desmoraliza-los, pois ao mesmo tempo em que a ajuda em momentos de sofrimento e dor podia gerar uma dívida moral impagável, ao menor sinal de interesse o político podia ter a reputação arruinada, porque esses domínios da vida eram concebidos como inegociáveis. Sendo assim, a partir deste trabalho tentou-se apreender as lógicas morais que possibilitavam que práticas de ajuda, favores e trabalho social na saúde pudessem conformar uma modalidade de entrada e reprodução política.

Ajuda;Saúde, Política local, Capital político
SARMENTO, Gilmara Gomes da Silva. "Some people only look for us when they are in pain:" Health aid and production of political capital. 2017. 265 p. Thesis (PhD in Social Sciences in Development, Agriculture and Society). Institute of Human and Social Sciences, Department of Agriculture and Society, Rio de Janeiro Federal Rural University, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro state, 2017. This thesis presents an ethnographic study on the implications of aid in the political configuration of a municipality in the northern Rio de Janeiro state. As a starting point we find that most local politicians were involved in the provision of informal healthcare. There were different mediations to meet the demands of illness and death. Transporting patients to the doctor, getting places in hospitals, scheduling medical appointments or surgeries, helping in speeding up certain procedures, and paying for funeral expenses were some of the activities developed by these politicians. As the field research progressed, the centrality of the health field as an arena for the production of political capital was even more evident, since it was possible to verify that the electoral success of some of these personalities was associated almost exclusively with the assistance activities in this area. For many of these politicians, the reputation thus achieved was the main social resource mobilized as a form of political legitimation. However, insertion in this universe of "assistance" was not as simple as it seemed, because it demanded a certain ethical conduct. This kind of "assistance" could produce politicians, but it could also demoralize them; for while aid in moments of suffering and pain could generate an unpayable moral debt, at the least sign of interest the politician could have his/her reputation ruined, because these domains of life were conceived as nonnegotiable. Hence, this work tries to understand the moral logics that make it possible for practices of aid, favors, and social work in the health area to conform a modality of political entry and reproduction.
Aid;Health, Local politics, Political capital
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
ESTUDOS DE CULTURA E MUNDO RURAL
PRÁTICAS E SABERES NA RURALIDADE CONTEMPORÂNEA

Banca Examinadora

ELISA GUARANA DE CASTRO
DOCENTE - COLABORADOR
Sim
Nome Categoria
MARCOS OTAVIO BEZERRA Participante Externo
ELISA GUARANA DE CASTRO Docente - COLABORADOR
LEONILDE SERVOLO DE MEDEIROS Docente - PERMANENTE
THEREZA CRISTINA CARDOSO MENEZES Docente - PERMANENTE
MOACIR GRACINDO SOARES PALMEIRA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 48

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não