Dados do Trabalhos de Conclusão

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
ZOOTECNIA TROPICAL (21001014002P2)
CARACTERIZAÇÃO FENOTÍPICA, GENOTÍPICA E PERFIL DE RESISTÊNCIA ANTIBIÓTICA de Staphylococcus aureus ISOLADOS EM SUÍNOS
MARCIO LEONARDO DE MORAIS NOBRE
DISSERTAÇÃO
04/04/2017

Staphylococcus aureus tem emergido como um importante patógeno zoonótico, cuja evolução para a aquisição de diversos mecanismos de virulência e resistência antibiótica tem sido associada à suinocultura. Este trabalho avaliou a presença de S. aureus, em suínos criados em três granjas, no município de Teresina, Piauí, bem como buscou caracterizar o perfil de resistência aos antimicrobianos e a virulência destas cepas, por meio da produção de biofilme. Espécimes clínicos, totalizando 164 amostras, foram obtidos de 82 suínos, para o isolamento de Staphylococcus spp. A identificação preliminar da espécie S. aureus foi realizada por meio de provas bioquímicas sendo confirmada pela presença dos genes 16S rNA e nuc, utilizando a técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR). O perfil de susceptibilidade antibiótica e a resistência à meticilina foram, respectivamente, avaliados por meio da técnica de difusão em disco e triagem em ágar, contendo meticilina. A produção de biofilme foi evidenciada pelas técnicas de ágar Vermelho Congo e Aderência em Microplaca. Foram testadas 551 colônias sugestivas de Staphylococcus spp e destas 29 (5,3%) foram confirmadas como S. aureus, sendo estas isoladas de 17 (20,7%) animais. Todas as estirpes apresentavam multirresistência, contudo, nenhuma possuía o gene mecA. A grande maioria apresentou fenótipo de fraca produção de biofilme, e os genes icaAD só foram detectados em cinco estirpes. Identificamos a presença de S. sciuri associado a uma das estirpes de S. aureus, formando populações mistas, e que foram isoladas de uma única colônia. Para o nosso conhecimento este fato inusitado, não foi ainda descrito, sendo significativo principalmente devido a presença do gene mecA na estirpe de S. sciuri que apresentou, ainda, elevada resistência a outras classes de antibióticos. Esta associação pode comprometer o sucesso da terapia de infecções causadas por S. aureus ou S. sciuri, nos suínos, sendo também importante pela possibilidade de transferência do gene mecA entre essas espécies, favorecendo a evolução dos S. aureus e, ainda, contribuir para ocasionar erros de identificação destes micro-organismos.

biofilme;mecA;MRSA;multirresistência;suinocultura
Staphylococcus aureus has emerged as an important zoonotic pathogen, whose evolution for the acquisition of various mechanisms of virulence and antibiotic resistance has been associated with swine farming. This work evaluated the presence of S. aureus, in pigs created on three farms, in the city of Teresina, Piauí, as well as to characterize the profile of antimicrobial resistance and virulence of strains through biofilm production. Clinical specimens, totaling 164 samples, were obtained from 82 pigs for the isolation of Staphylococcus spp. The preliminary identification of the S. aureus species was performed by means of biochemical tests and confirmed by the presence of the 16S rNA and nuc genes, using the polymerase chain reaction (PCR). The antibiotic susceptibility profile and methicillin resistance were, respectively, evaluated by means of the agar diffusion and methicillin-containing agar. The biofilm production was evidenced by Congo Red Agar and Microplate Adhesion techniques. A total of 551 colonies suggestive of Staphylococcus spp were tested, and of these 29 (5.3%) were confirmed as S. aureus, being isolated from 17 (20.7%) animals. All strains showed multiresistance, however, none possessed the mecA gene. The majority presented poor biofilm production phenotype, and icaAD genes were only detected in five strains. We identified the presence of S. sciuri associated to one of the strains of S. aureus, forming mixed populations, and that were isolated from a single colony. To our knowledge this unusual fact has not been described yet, being significant mainly due to the presence of the mecA gene in the strain of S. sciuri that still presented high resistance to other classes of antibiotics. This association may compromise the success of therapy for infections caused by S. aureus or S. sciuri in pigs, and is also important for the possibility of transfer of the mecA gene between these species, favoring the evolution of S. aureus and also contributing to errors of identification of these micro-organisms.
biofilm;mecA;MRSA;multiresistance;swine farming
1
99
PORTUGUES
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE E REPRODUÇÃO ANIMAL
QUALIDADE DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL
PROJETO INTEGRADO DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA POTENCIALIZAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE PRODUÇÃO E SANIDADE ANIMAL NA CONTAMINAÇÃO FÚNGICA TOXÍGENA E MICOTOXINAS EM PRODUTOS VEGETAIS E RAÇÕES DESTINADAS À ALIMENTAÇÃO ANIMAL E SUAS IMPLICAÇÕES EM SAÚDE

Banca Examinadora

MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
TACIANA GALBA DA SILVA TENORIO Participante Externo
RODRIGO MACIEL CALVET Participante Externo
MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - CAPES 24

Vínculo

-
-
-
Não