Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
A AGRICULTURA FAMILIAR DE ANCHIETA/ES SOB A HEGEMONIA DO GRANDE CAPITAL
LEONARDO RAUTA MARTINS
DISSERTAÇÃO
06/05/2014

O campo temático deste trabalho privilegia um conjunto de processos referentes à agricultura familiar do município de Anchieta, litoral sul do estado do Espírito Santo, no contexto da hegemonia do grande capital representado por grandes projetos industriais instalados em seu território. Nessa direção, procura analisar: a) a constituição histórica da agricultura familiar no município destacando o papel das etnias formadoras e as alterações processadas pelo grande capital no município de Anchieta, com a instalação da primeira usina de pelotização e do porto da mineradora Samarco (1977); b) o processo de subalternidade das formas familiares de agricultura em Anchieta, destacando componentes ideoculturais, forjados essencialmente pela ação da Igreja Católica, posteriormente mediante o domínio da Samarco Mineração, o qual prevalece atualmente numa composição ampliada com a Petrobras e a Vale; e c) a ação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Anchieta em torno da construção de políticas públicas para a melhoria das condições de trabalho e de vida dos agricultores familiares, utilizando como estratégia a subordinação a forças políticas locais na ocupação das estruturas do poder municipal e a realização das Semanas da Agricultura Familiar. Para tanto, utiliza-se como matriz teórica concepções extraídas de autores marxistas, recorrendo inicialmente à obra magna de Marx, O Capital.

agricultura familiar, grandes projetos industriais, hegemonia, políticas públicas.
The thematic scope of this work focuses on a set of processes relating to family farming in Anchieta municipality at southern coast Espírito Santo state, under the big business hegemony context represented by large industrial projects installed on its territory. In this sense, seeks to analyze: a) the historical family farming constitution highlighting the role of formative ethnicities and the changes processed by big business in Anchieta city , from the installation of the first pellet plant and Port Samarco mining company (1977); b) the subalternity process of familial agriculture forms in Anchieta , emphasizing ideo-cultural components , forged mainly and initially by the Catholic Church action and later through the domain of the Samarco mining, which currently prevails in a expanded composition with the Petrobras and Vale do Rio Doce; And c) the action of the Union of Rural Workers of Anchieta around the public policies construction for the improvement the living and working conditions to the family farmers, using as strategy the subordination of the local political forces in the occupation of the municipal power structures and the realization of the Agriculture Family Weeks. For both, it used, as theoretical matrix, concepts extracted from marxists authors using initially the Karl Marx masterwork: The Capital.
family farming, large industrial projects, hegemony, public politics.
1
164
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
ESTUDOS DE CULTURA E MUNDO RURAL
CAPITALISMO, ESCRAVIDÃO E TRANSFORMAÇÕES HISTÓRICAS DA ECONOMIA DOMÉSTICA: CONCEPÇÕES DE TRABALHO, PROCESSOS DE EXPLORAÇÃO E AGÊNCIA HISTÓRICA ENTRE COMUNIDADES QUILOMBOLAS DO RIO DE JANEIRO

Banca Examinadora

ROBERTO JOSE MOREIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CLAUDIA JOB SCHMITT Docente - PERMANENTE
ROBERTO JOSE MOREIRA Docente - PERMANENTE
ROGERIO OMAR CALIARI Participante Externo

Vínculo

Bolsa de Fixação
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não