Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
VETERINÁRIA (42003016008P2)
Investigação de vírus de impacto na sanidade avícola em aves silvestres no Rio Grande do Sul
ALICE TEIXEIRA MEIRELLES LEITE
TESE
31/08/2017

O Brasil é o segundo produtor mundial de carne de frango, com produção de 13,14 milhões de toneladas em 2015, sendo em torno de 4 milhões de toneladas destinadas à exportação. Aves silvestres de vida livre, devido as suas características biológicas, são capazes de carrear microrganismos patogênicos de forma biológica ou mecânica, podendo atuar como disseminadores de diferentes enfermidades na produção industrial, comercial ou doméstica de aves. O objetivo deste estudo é investigar a exposição aos vírus da Doença de Newcastle (NDV), Doença de Marek e Doença Infecciosa da Bolsa de Fabrício (IBDV) em aves silvestres residentes próximo a uma criação de aves coloniais, e em aves migratórias (Calidris fuscicollis e Thalassarche melanophris) que ocorrem no litoral do Rio Grande do Sul. A metodologia empregada foi a detecção de material genético viral por RT-PCR e PCR em suabes de orofaringe e cloaca, e pesquisa de anticorpos por ELISA em amostras de soro e sangue total colhido em papel filtro. Não foi detectada a presença de NDV e vírus da Doença de Marek por métodos moleculares nas aves silvestres pesquisadas (n=24), nem anticorpos contra NDV e IBDV nos ensaios imunoenzimáticos (n=30). Todas as amostras de soro de Calidris fuscicollis testadas (n=58) mostraram resultados negativos para anticorpos contra NDV e IBDV. No entanto, 50% (4/8) apresentaram positividade para anticorpos contra vírus da Doença de Marek. Em Thalassarche melanophris, 100% das amostras foram negativas para IBVD e positivas para o vírus da Doença de Marek. Os resultados obtidos reforçam a importância da vigilância contínua dos vírus potencialmente patogênicos aos plantéis avícolas através do monitoramento de aves migratórias, dada a importante posição do Brasil no mercado produtor e exportador de frangos de corte.

NDV;Doença de Marek;IBDV;aves silvestres;aves migratórias;sanidade avícola
Brazil is the second largest producer of chicken meat, with a 13.14 millions of tons production in 2015 and, about 4 millions of tons were for export. Wild birds, of free life, due to its biological characteristics are capable of carrying pathogenic microorganisms both biologically or mechanically, may thus act as disseminators of several different diseases in industrial, commercial and even domestic poultry production. This study aims at investigating the exposure to Newcastle Disease Virus (NDV), Marek’s Disease and Infectious Bursal Disease (IBDV) in wild birds living near a colonial poultry breeding and, in migratory birds (Calidris fuscicollis and Thalassarche melanophris) that are present on the coast of Rio Grande do Sul. The methodology used was the viral genetic material detection using RT-PCR and PCR in cloacal and oropharynx swabs and, ELISA serology in total blood samples collected in filter paper. It was not detected the presence of NDV or Marek’s Disease Virus by molecular methods in the wild birds investigated (n=24), NDV and IBDV antibodies were also not detect in immunoenzymatic assays (n=30). All serum samples of Calidris fuscicollis tested (n=58) were negative for NDV and IBDV antibodies. However, 50% (4/8) presented positive results for Marek’s Disease virus antibodies. In Thalassarche melanophris, 100% of the samples returned negative for IBDV and positive for Marek’s Disease Virus. The findings reinforce the importance of continuous surveillance of viruses potentially pathogenic to poultry breeding flock by monitoring migratory birds, especially considering the important position Brazil has in chicken meat production and export market.
NDV;Marek’s Disease;IBDV;wild birds;migratory birds;poultry health
1
41
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE ANIMAL
DIAGNÓSTICO, EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DAS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS DOS ANIMAIS
INVESTIGAÇÕES ETIOLÓGICAS E EPIDEMIOLÓGICAS PARA ENFERMIDADES EM AVES SILVESTRES E ORNAMENTAIS NA REGIÃO SUL DO RIO GRANDE DO SUL (RS)

Banca Examinadora

GILBERTO DAVILA VARGAS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
LUIZA DA GAMA OSORIO Participante Externo
ANA PAULA NEUSCHRANK ALBANO Participante Externo
ROBERTO DE ANDRADE BORDIN Participante Externo

Vínculo

Colaborador
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não