Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
Filosofia (31002013031P7)
Sexualidade e Política em Michel Foucault: normalização dos corpos e estratégias de resistência
LINDALVA TRAJANO DA SILVA
DISSERTAÇÃO
28/03/2017

A presente dissertação traz como temática os estudos de Foucault acerca da sexualidade enquanto instrumento no processo de subjetivação dos indivíduos, considerando as possibilidades de resistência às formas de normalização das identidades sexuais. Partindo da desconstrução crítica operada por Foucault em relação à ―hipótese repressiva‖, evidenciam-se os mecanismos de produção de subjetividade articulados pela dinâmica de construção de saberes e relações de poder, que estabelece a categorização dos indivíduos em identidades sexuais específicas. Analisa-se como a sexualidade torna-se instrumento tanto de uma anátomo -política do corpo, como de uma biopolítica da espécie, procedimentos de poder postos em prática para a formatação e controle dos indivíduos e da própria sociedade. Considerando os trabalhos de Foucault sobre a constituição do sujeito moral nas práticas da antiguidade grega e romana, a pesquisa aborda as ―técnicas de si‖ como forma de criação de uma ―estética da existência‖. A dissertação dedica-se, por fim, a pensar tal proposta como possibilidade de exercício da liberdade ética enquanto forma de resistência, tanto às formas de governamentalidade, como aos processos de subjetivação e construção de identidade presentes no campo da sexualidade.

sexualidade;subjetividade;resistência
This dissertation has as subject the studies made by Foucault on sexuality as na instrument in the processo f the subjectification of individuals, considering the possibilities of resistance to the forms of normalization of the sexual identities. By talking Foucault‘s critical deconstruction of the ―repressive hypothesis‖ as a starting point, we can see as evidente the production of subjetivity mechanisms articulated by the construction of knowledge and power relations, which establishes the categorization of the individual in specific sexual identities. We analyze how sexuality becomes na instrumento f na anatomo -politics of the human body, as well as a biopolitics of the species, procedures of power put into practice towards the shape and controlo f individuals and the society itself. Considering Foucault‘s Works on the constitution of the moral subject in the practices of greek and roman antiquity, this study takes the ―techniques of the self‖as a way of creating as ―aesthetics of existence‖. This dissertation applies, at last, to think such na intente as a possibility of exercising the ethical freedom as way of resistance to the for ms of gevernamentality as wellas to the processes of subjectification and construction of identity in the field of sexuality.
Sexuality;subjectivity;resistance
1
75
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

FILOSOFIA
SUBJETIVIDADE, ÉTICA E POLÍTICA
Desafios Éticos na Contemporaneidade: Relações de poder, Produção de Subjetividade e Sexualidade

Banca Examinadora

LEANDRO PINHEIRO CHEVITARESE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ANDRE CONSTANTINO YAZBEK Participante Externo
JOSE NICOLAO JULIAO Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - UFRRJ 24

Vínculo

-
-
-
Sim