Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
EDUCAÇÃO (42001013001P5)
AS CRIANÇAS E SUAS MEMÓRIAS DE INFÂNCIA: ESCOLA E HOMESCHOOLING NAS NARRATIVAS INFANTIS
JULIANE SOARES FALCAO GAVIAO
TESE
26/07/2017

Esta investigação tem como tema central a memória infantil. Inscreve-se em um campo mais amplo de pesquisa que articula os últimos estudos foucaultianos (que focalizam a constituição do sujeito), algumas ferramentas conceituais benjaminianas (como memória, história e narração) e as discussões acerca do Estudo em Casa (Homeschooling) promovidas por Michel Apple. A esse referencial teórico, somam-se ainda autores como Hannah Arendt, Francisco Ortega e Carlos Roberto Cury. A tese propõe-se a analisar os modos pelos quais as crianças se constituem narrativamente por meio de suas memórias de infância. Metodologicamente, o percurso escolhido para privilegiar a memória e a fala infantil foi a perspectiva teórico/metodológica da pesquisa com crianças, baseada, em grande medida, no campo da Sociologia da infância e dos Estudos da Criança. Foram realizadas onze oficinas na Oficina de Arte Sapato Florido, na Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre (RS), no período de agosto a outubro de 2015. As oficinas contaram com a participação de onze crianças, seis meninas e cinco meninos, com idades entre 05 e 12 anos, e foram organizadas a partir de proposições investigativas que contaram com diversos materiais como os livros de literatura infantil Guilherme Augusto Araújo Fernandes (2014) e A incrível fuga da cebola (2012), a poesia Memórias inventadas: a infância (2003), o filme de curta-metragem Dona Cristina Perdeu a Memória (2000), o filme de animação Divertida Mente (2015), duas propagandas televisivas Palhaço (2014) e Brinquedos Estrela (1987), as obras da Série Rever-retratos Ressiginificados (2012), além das relíquias e dos registros fotográficos das próprias crianças. Além de elevar a criança à condição de depoente privilegiado do seu próprio contexto, portanto, de narradora do seu tempo, espaço e cultura, foi possível observar, pelas narrativas infantis um elemento central: a emergência de uma infância não-escolar(izada), chamada Homeschooling ou Estudo em Casa. Trata-se, de um conjunto de práticas, micropolíticas que colocam em jogo as relações que são estabelecidas neste tempo com as verdades escolares. Mais do que isso, esboça-se, devido a prevalência decisiva deste tema na fala das crianças, uma forma de viver que se esgota politicamente, já que evita, a todo custo, os riscos impostos por este espaço chamado escola, ao passo que não evita os riscos impostos por um espaço chamado lar. Portanto, foram as narrativas infantis que permitiram delinear aquilo que denominamos neste estudo como um modo homeschooler de vida e suas implicações ao escolar.

Memória. Narrativa infantil. Política. Homeschooling.
Children’s memory is the central topic of this investigation, which is inscribed in a wider research field that articulates the last Foucauldian studies (focusing on the subject constitution), some Benjaminian conceptual tools (such as memory, history and narration) and discussions about Homeschooling held by Michel Apple. the theoretical references also include authors such as Hannah Arendt, Francisco Ortega and Carlos Roberto Cury. The thesis aims to analyze the ways through which children narratively constitute themselves by means of their childhood memories. Concerning methodology, the trajectory adopted to privilege children’s speech is the theoretical/methodological perspective known as researching with children, widely based on the field of Sociology of Childhood and Child Studies. Eleven workshops were carried out at Sapato Florido Art Room, in Mário Quintana Cultural Center, in Porto Alegre (RS), from August to October, 2015. Eleven children (six girls and five boys), aged 5 to 12 years old, participated in the workshops, which were organized considering investigation propositions that included several materials, such as the children books Guilherme Augusto Araújo Fernandes (2014) and A incrível fuga da cebola (2012), the poem Memórias inventadas: a infância (2003), the short film Dona Cristina Perdeu a Memória (2000), the animation movie Divertida Mente (2015), two television advertisements – Palhaço (2014) and Brinquedos Estrela (1987) –, the works from the Rever-retratos Ressiginificados Series (2012), besides the children’s own relics and photographical records. Besides taking children to the position of privileged testifiers of their own context, i.e. narrators of their time, space and culture, from the children’s narratives, it was possible to notice a central element: the emergence of a non-school(ed) childhood, which is called Homeschooling. This is a set of practices, micro-policies that put at stake the relationships established with school truths in the present time. Moreover, from the children’s speeches, we can notice a way of life that politically vanishes as it avoids the risks imposed by that setting called school at all costs, while it does not avoid the risks imposed by a setting called home. Therefore, the children’s narratives enabled us to delineate both what we have here denominated as a homeschooler way of life and its implication to the school.
Memory. Children’s narrative. Policy. Homeschooling.
01
160
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

EDUCAÇÃO
EIXO TEMÁTICO 1: CONHECIMENTO, SUBJETIVIDADE E PRÁTICAS EDUCACIONAIS
PEDAGOGIAS DO OLHAR: ENCONTROS ENTRE CINEMA E ESCOLA

Banca Examinadora

FABIANA DE AMORIM MARCELLO
Não
Nome Categoria
LENI VIEIRA DORNELLES Participante Externo
ROSA MARIA BUENO FISCHER Docente
BIANCA SALAZAR GUIZZO Participante Externo
GILKA ELVIRA PONZI GIRARDELLO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Fomento à Pós-Graduação 48

Vínculo

-
-
-
Não