Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
EPIDEMIOLOGIA (42001013074P2)
AVALIAÇÃO COMPARATIVA MULTINÍVEL DA QUALIDADE DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NO BRASIL ENTRE EQUIPES DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA PARTICIPANTES OU NÃO DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS
MILENA RODRIGUES AGOSTINHO RECH
DISSERTAÇÃO
25/04/2017

RESUMO Introdução: O Programa Mais Médicos (PMM) foi instituído em 2013 no Brasil com a finalidade de aumentar recursos humanos na área médica para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS) e garantir a equidade de distribuição desses profissionais. Mais de 18 mil vagas foram disponíveis, porém mais de 12 mil médicos provenientes de Cuba foram alocados para suprir as vagas faltantes, por meio de uma parceria entre MS e OPAS/OMS. Método: Foi realizado um estudo transversal de abrangência nacional em todas as regiões do país para avaliar a qualidade da Atenção Primária à Saúde (APS), medida com o instrumento PCATool-Brasil, a partir da experiência dos usuários que consultam com médicos cubanos e brasileiros vinculados ao Programa Mais Médicos e médicos brasileiros não vinculados ao programa. Foram entrevistados usuários adultos que haviam consultado ao menos 2 vezes com o médico do grupo previamente selecionado e que estivesse vinculado a pelo menos um ano na unidade selecionada. Na análise estatística a comparação do Escore entre os grupos foi realizada utilizando a Análise de Variância (ANOVA) com ajuste de Bonferroni para as múltiplas comparações.Na comparação da proporção de Alto Escore (≥ 6,6) entre os grupos de médicos, utilizou-se o teste Qui-Quadrado. Foi considerado nível de significância de 5%. Análise multinível foi realizada para avaliar características dos usuários e dos profissionais que pudessem influenciar no Escore Geral daAPS. Na análise univariável as variáveis que assumiram p-valor < 0,15 foram mantidas no modelo, e para permanência no modelo multinível foi considerado p-valor <0,05. Resultados:A média do Escore Geral da APS do Brasil foi 6,78, e a média do Escore de Longitudinalidade foi 7,43. Ambos escores não apresentaram diferença entre os grupos de médicos. A média do Escore de Acesso do Brasil foi 4,24, havendo diferença estatisticamente significativa entre os grupos (p-valor < 0,001). O escore do grupo MM Cuba (4,43 e IC: 4,32-4,54)foi discretamente maior que o escore dos demais grupos de médicos MM Brasil (4,08 e IC:3,98-4,18) e MedESF (4,20 e IC: 4,09-4,32).A proporção entre alto Escore de Acesso do Brasil e nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste foi maior no grupo MM Cuba que nos demais grupos. Na análise multivariável, variáveis dos usuários –idade, estrato socieonômico, presença de doenças crônicas e número de consultas –e variável do médico –sexo -influenciam positivamente o Escore Geral de maneira significativa. Na análise univariável, não se observou influenciam da especialização do médico sobre o Escore da APS.Conclusão:A estratégia nacional para alocação emergencial de médicos mostrou-se efetiva para aumentar o Escore de Acesso, principalmente em regiões de maior vulnerabilidade socioeconômica e com escassez de médicos (região Nordeste, Nordeste e Centro-Oeste), porém a diferença entre os grupos de médicos foi discreta e o Escore de Acesso continua com valores abaixo do satisfatório. O grau deorientação da APS (Escore Geral) do Brasil, e seu componente longitudinalidade, ultrapassaram levemente o ponto de corte para a categorização de um alto escore, mostrando que, além do provimento de médicos, existem outros componentes que necessitam de intervenção para promover o fortalecimento da APS no país.

Atenção Primária à Saúde;Programa Mais Médicos;PCATool-Brasil;Qualidade da Assistência à Saúde
ABSTRACT Introduction: The More Doctors Program (PMM) was established in 2013 in Brazil with the purpose of increasing human resources in the medical field to work in the Unified Health System (SUS) and ensure the fairness of distribution of these professionals. Over 18,000 vacancies were open from which more than 12,000 doctors from Cuba were allocated to fill the vacancies that remained open, through a partnership between the Brazilian Ministry of Health and PAHO / WHO.Methodology: A national cross-sectional study was carried out in all regions of the country to evaluate the quality of primary care, measured with the PCATool-Brazil, based on the experience of users who consult either with Cuban and Brazilian doctors linked to the More Doctores Program or with Brazilian doctors in general that are not in the program. We interviewed adult users who had consulted at least 2 times with the doctor of the previously selected group and who had been allocated to the selected unit for at least one year. In the statistical analysis, the comparison of the scores between the groups was performed using the Analysis of Variance (ANOVA) with Bonferroni adjustment for the multiple comparisons. A significance level of 5% was considered. Multilevel analysis was performed to evaluate characteristics of users and professionals that could influence the PHC General Score. In the univariate analysis, the variables that assumed p-value <0.15 were maintained in the model, while for the multilevel model the value considered was p-value <0.05.Results: The mean of the Brazilian APS Overall Score was 6.78, and the mean Longitudinality Score was 7.43. Both scores did not differ between groups of physicians. The mean of the Brazilian Access Score was 4.24, with a statistically significant difference between groups (p-value <0.001). The MM Cuba group score (4.43 and CI: 4.32-4.54) was slightly higher than the score of the other MM Brazil medical groups (4.08 and CI: 3.98-4.18) and MedESF (4.20 and IC: 4.09-4.32). The proportion between high access scores in Brazil and in the North, Northeast and Center-West regions was higher in the MM Cuba group than in the other groups. In the multilevel analysis, the variables of the users -age, socioeconomic stratum, presence of chronic diseases and number of consultations -and variable of doctor -sex -positively influence the General Score significantly. In the univariate analysis, no influence of the physician's specialization on the APS Score was observed.Conclusion: The national strategy for the emergency allocation of physicians was effective in increasing the Access Score, especially in regions of greater socioeconomic vulnerability and with a shortage of physicians (Northeast, Northeast and Central West), but the difference between groups of physicians Was discrete and the Access Score remains below satisfactory. Thedegree of orientation of the APS (General Score) of Brazil, and its longitudinal component, slightly exceeded the cut-off point for the categorization of a high score, showing that, in addition to providing doctors, there are other components that need intervention to promote Strengthening PHC in the country
Primary Health Care;Programa Mais Médicos;PCATool-Brasil;Quality of Health Care
125
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

EPIDEMIOLOGIA
-
-

Banca Examinadora

ERNO HARZHEIM
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
THIAGO GOMES DA TRINDADE Participante Externo
SOTERO SERRATE MENGUE Docente - PERMANENTE
CLAUNARA SCHILLING MENDONCA Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não