Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MEDICINA (RADIOLOGIA CLÍNICA) (33009015029P2)
VALOR DA DIFUSÃO (DWI) NA QUANTIFICAÇÃO DA SEVERIDADE DA PANCREATITE AGUDA
FRANKLIN DE FREITAS TERTULINO
TESE
03/03/2016

Objetivo: Testar o uso da Imagem de Difusão por Ressonância Magnética (dRM)para diferenciar diferentes níveis de gravidade da pancreatite aguda (PA). Método: Trinta e seis pacientes submetidos a dRM e colangiopancreatografia por ressonância magnética foram divididos em pacientes com PA leve (PAL, n = 13),PA necrosante (PAN, n = 8), e pâncreas normal (PN, n = 15, controles). O pâncreas foi dividido em cabeça, corpo e cauda, e cada segmento foi classificado de acordo com as características das imagens: padrão 1, normal; padrão 2, inflamação leve; e padrão 3, necrose. Os coeficientes de difusão aparente (apparent diffusion coefficients, ADCs) foram mensurados em cada um dos segmentos e correlacionados com os diagnósticos clínicos. Resultados: Foram avaliados 108 segmentos (três segmentos por paciente). Os segmentos classificados como padrão 1 nos grupos com PN e PAL apresentaram valores de ADC semelhantes (P = 0,29). Os valores de ADC calculados para os segmentos pancreáticos agrupados de acordo com os diferentes padrões de imagem (1-3) foram significativamente diferentes (P = 0,001). As comparações revelaram diferenças significativas na intensidade de sinal entre todos os três padrões (P < 0,05). Conclusões: A dRM foi uma opção compatível e segura para diferenciar os padrões de imagem em pacientes com PAL, PAN e PN, especialmente naqueles com contraindicação a contraste de RM ou de tomografia computadorizada (o que é tradicionalmente necessário para determinar a presença de necrose). A mensuração dos ADCs permitiu a diferenciação precisa entre os padrões 1, 2 e 3.

Pancreatite necrosante aguda – Imagem de difusão por ressonância magnética – Diagnóstico diferencial.
Objective: To test the use of Magnetic Resonance Diffusion Imaging (dRM) To differentiate different levels of severity from acute pancreatitis (AP). Method: Thirty-six patients submitted to dRM and cholangiopancreatography by Magnetic resonance imaging were divided into patients with mild PA (PAL, n = 13),Necrotizing PA (PAN, n = 8), and normal pancreas (PN, n = 15, controls). The pancreas Was divided into head, body and tail, and each segment was classified as According to the characteristics of the images: standard 1, normal; Pattern 2, inflammation Light; And standard 3, necrosis. The apparent diffusion coefficients (apparent Diffusion coefficients, ADCs) were measured in each of the segments and Correlated with clinical diagnoses. Results: 108 segments (three segments per patient) were evaluated. The Segments classified as standard 1 in the PN and PAL groups presented Similar ADC values ​​(P = 0.29). The calculated ADC values ​​for the Pancreatic segments grouped according to different imaging patterns (1-3) were significantly different (P = 0.001). Comparisons revealed Significant differences in signal strength across all three (P <0.05). Conclusions: dRM was a compatible and safe option to differentiate the In patients with PAL, PAN and PN, especially in patients with With contraindication to contrast MR or computed tomography (which Is traditionally necessary to determine the presence of necrosis). The measurement Of ADCs allowed the precise differentiation between standards 1, 2 and 3.
Acute necrotizing pancreatitis - Resonance diffusion imaging Differential diagnosis.
0
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM
DIAGNÓSTICO POR IMAGEM E TERAPIA EM MEDICINA INTERNA
EFICÁCIA DE NOVOS MÉTODOS NA AVALIAÇÃO DE MASSAS ADRENAIS

Banca Examinadora

SUZAN MENASCE GOLDMAN
Sim
Nome Categoria
FRANZ ROBERT APODACA TORREZ Participante Externo
JOSE JUKEMURA Participante Externo
JACOB SZEJNFELD Docente
JOSE FRANCISCO DE MATTOS FARAH Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim