Dados do Trabalhos de Conclusão

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS
ESTUDOS DE LINGUAGENS (32020015006P6)
TRAVESSIA EM TRANSE: GUIMARÃES ROSA E O CINEMA DE CANGAÇO
JEFFERSON DOMINGOS DE ASSUNCAO
DISSERTAÇÃO
02/12/2016

Esta dissertação tem como objetivo estudar, em análise comparativista, a relação entre a linguagem imagética de João Guimarães Rosa e o Cinema de cangaço, a partir de um filme que teria sofrido influência direta do escritor: Deus e o diabo na terra do sol (1964), de Glauber Rocha. Para tanto, serão utilizados conceitos vindos da Literatura, do Cinema e da Filosofia, campos pelos quais transitará esta pesquisa, tal como será descrito adiante. Sabe-se que Guimarães Rosa não gostava de uma certa filosofia, pois navegava por outras lógicas, longe do que ele chama, em uma carta a seu tradutor para o italiano, Edoardo Bizzarri, de “a megera cartesiana” ou, em uma conversa com o crítico literário alemão, Günter Lorenz, de “a maldição do idioma”. Nesse sentido, o aparato filosófico utilizado neste trabalho, passa ao largo e constitui imenso legado crítico ao cartesianismo

Cinema;Literatura;Filosofia;Cangaço;Técnica.
This dissertation aims to study, in a comparative analysis, the relationship between the imaginary language of João Guimarães Rosa and the cangaço cinema, from a film that would have been directly influenced by the author: Black God, white devil (1964), by Glauber Rocha. In order to achieve that, I shall use concepts from literature, cinema and philosophy to carry out this research, as will be described below. It is known that Guimarães Rosa did not like any particular philosophy, since he was navigating by other logics, far from what he calls, in a letter to his translator to the Italian, Edoardo Bizzarri, of “the Cartesian Shrew” or, in a conversation with the German literary critic, Günter Lorenz, of “the curse of the language”. In this sense, the philosophical apparatus used in this work stays far from Cartesianism and constitutes an immense critical legacy to it.
Cinema;Literature;Philosophy;Cangaço;Technique.
01
244
PORTUGUES
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

TECNOLOGIAS E PROCESSOS DISCURSIVOS
LINHA I - LITERATURA, CULTURA E TECNOLOGIA
O objeto tecnológico na literatura brasileira moderna e contemporânea

Banca Examinadora

JOAO BATISTA SANTIAGO SOBRINHO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARIO ALEX ROSA Participante Externo
MARIO ALVES COUTINHO Participante Externo
ROGERIO BARBOSA DA SILVA Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CENTRO FEDERAL DE EDUCACAO TECNOLOGICA DE MINAS GERAIS - Programa Institucional de Fomento à Pesquisa 23

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Ensino e Pesquisa
Não