Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ
Ciências Ambientais (33021015012P5)
ANÁLISE ESPACIAL DA EUCALIPTOCULTURA NO TRECHO PAULISTA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO PARAÍBA DO SUL - SP
LUCAS MICHEL DE OLIVEIRA ANACLETO
DISSERTAÇÃO
29/04/2016

Com base nos resultados e mapas previamente disponíveis dos anos 2000, 2007, 2010 e na análise de imagens do Landsat 8 adquiridas em 2013, identificaram-se padrões espaciais específicos e autocorrelação espacial positiva na distribuição geográfica das áreas ocupadas com plantios de eucalipto nos diversos municípios na Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI 2), região paulista da Bacia hidrográfica do rio Paraiba do Sul. Para quantificar o plantio do eucalipto, analisar a dependência espacial dos fenômenos geográficos e determinar a significância estatística dos agrupamentos espaciais, aplicaram-se técnicas de processamento de imagens utilizando técnicas de sensoriamento remoto, geoprocessamento, análise de padrões de pontos espaciais por Kernel e análise espacial de dados, destacando-se o índice global de Moran e o índice local de Moran e indicadores de associação espacial. As áreas ocupadas com eucalipto na UGRHI 2 em 2013 foram de 121.321 ha, observa-se alta ocorrência de reflorestamento na porção Oeste da bacia hidrográfica, evidenciada no mapa Kernel. O município de Paraibuna que possuía 10.471 ha no ano 2000 passou a ter 13.854 ha em 2013, um aumento de 32,3%. Paraíbuna é o município que em todos anos analisados teve a maior área ocupada com plantios de eucalipto. Na porção Leste da UGRHI 2, Silveiras teve sua área reflorestada avaliada no ano 2010 em 4.278 ha que aumentou para 6.761 ha em 2013. No período de treze anos, entre 2000 e 2013, a maior variação de crescimento foi no município de Santa Isabel com 1.030%. O município com menor crescimento nesse período foi Bananal com -63%. A bacia hidrográfica como um todo, ano 2010 em relação a 2013 teve crescimento de 4,6%. Conclui-se com base na análise do índice de Moran Global e indicadores de associação espacial que há dependência espacial, com zonas de concentração da cultura de eucalipto em certos municípios da UGRHI 2 em todos os anos analisados (2000, 2007, 2010 e 2013). Nessa série histórica, em todos anos analisados, as áreas ocupadas com plantios de eucalipto, mantiveram-se predominantemente na porção Oeste da Bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul com diminuição gradativa no sentido Leste.

geoprocessamento;sensoriamento remoto;uso da terra;Terraview
Based on the results and previously available maps of 2000, 2007, 2010, and on the analysis of Landsat 8 imagery acquired in 2013, we identified specific spatial patterns and positive spatial autocorrelation in the geographical distribution of the areas occupied by eucalyptus plantations in the various municipalities in Water Resources Management Unit (Acronym in Portuguese UGRHI 2), São Paulo region of the hydrographic basin Paraíba do Sul River. To analyze the spatial dependence of the distribution of Eucalyptus plantations and determine the statistical significance of spatial clusters, we applied image processing techniques using remote sensing techniques, GIS, spatial patterns using Kernel and spatial data analysis based on the global local Moran indices and spatial association indicators. We estimated 121,321 ha planted to Eucalyptus in UGRHI 2 in 2013. High rate of reforestation is observed in the western portion of the basin, as evidenced on the Kernel map. The municipality of Paraibuna who had 10,471 ha in 2000 had 13,854 ha in 2013, an increase of 32.3%. Paraibuna is the municipality that in all analyzed years had the largest planted area with Eucalyptus. In the eastern portion of UGRHI 2, Silveiras had its reforested area assessed in 2010 at 4,278 ha which increased to 6,761 ha in 2013. In the period of thirteen years between 2000 and 2013, the highest variation in growth was in the municipality of Santa Isabel, 1,030%. The municipality with the lowest growth in this period was Bananal with -63%. In the river basin as a whole, the year 2010 compared to 2013, Eucalyptus area grew by 4.6%. The analysis of the global Moran index and spatial association indicators indicated that there is spatial dependence, with areas of concentration of the Eucalyptus in certain municipalities of UGRHI 2 in all analyzed years (2000, 2007, 2010, and 2013). In this historical series, the areas occupied by Eucalyptus plantations, remained predominantly in the western portion of the Paraíba do Sul River basin with a gradual decrease in the eastern direction.
remote sensing;Terraview;land use
único
77
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ

Contexto

CIÊNCIAS AMBIENTAIS
COMPOSIÇÃO E PROCESSOS ESTRUTURANTES DE BACIAS HIDROGRÁFICAS
AVALIAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA DE BACIA HIDROGRÁFICAS

Banca Examinadora

GETULIO TEIXEIRA BATISTA
Sim
Nome Categoria
CELSO DE SOUZA CATELANI Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Não