Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
Ciência e Saúde Animal (24009016011P0)
ISOLAMENTO E IDENTIFICAÇÃO DE Mycobacterium spp. EM BOVINOS POSITIVOS NO TESTE DE TUBERCULINIZAÇÃO
JOELSON MARCOLINO RAMOS
DISSERTAÇÃO
22/06/2016

Em áreas onde a tuberculose humana e a tuberculose bovina coexistem, a diferenciação entre M. bovis e M. tuberculosis é importante para monitorar a disseminação de M. bovis entre bovinos e destes para os seres humanos, de maneira que o objetivo deste estudo foi isolar e identificar M. bovis em bovinos com diagnóstico positivo pelo teste de tuberculinização no Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram utilizados 32 bovinos positivos ao teste de tuberculinização, dos quais foram colhidas amostras de qualquer órgão com lesões sugestivas de tuberculose, e nos casos em que não foram observadas lesões sugestivas foram colhidas amostras de linfonodos parotídeo, sublingual, retrofaríngeo, mediastínico e mesentérico. Amostras de leite foram coletadas de 16 animais de sete propriedades. Foram realizados exames histopatológicos, cultivo micobacteriológico, coloração de Ziehl Neelsen e diagnóstico molecular. Vinte e um (65,6%) animais apresentaram lesões sugestivas de tuberculose. Macroscopicamente, foram observadas lesões granulomatosas nodulares, de aspecto caseoso e/ou calcificado, focal e disseminadas, de tamanho e forma variados. Microscopicamente, foi evidenciado processo inflamatório do tipo granulomatoso em diferentes estágios de evolução, com extenso granuloma caracterizado por área central de necrose de coagulação, material eosinofílico homogêneo, núcleos fragmentados, restos nucleares e focos de mineralização, circundado por infiltrado inflamatório predominantemente de macrófagos e células epitelioides encapsulado por abundante tecido conjuntivo fibroso associado a várias camadas de células mononucleares. Com relação à distribuição das lesões de acordo com a região corporal, 77,7% localizavam-se na cavidade torácica, 12,4% na cabeça e 9,9% na cavidade abdominal. De 55 amostras de tecido submetidas ao cultivo de micobactérias, em 31 (56,4%) foram isoladas micobactérias, sendo que em 13 (41,9%) foi identificado M. bovis e nas demais 18 (58,1%) foi identificado Mycobacterium spp. Foram isoladas micobactérias de cinco (31,25%) das 16 amostras de leite, sendo três amostras classificadas como M. bovis, e duas como Mycobacterium spp. Conclui-se que o isolamento e a identificação de M. bovis e Mycobacterium spp. em bovinos positivos na tuberculinização no Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil, sugere que os seres humanos estão expostos ao risco de infecção. Isso reforça a necessidade de intensificação e otimização de medidas de prevenção e controle previstas no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Bovina (PNCEBT), como o incentivo à certificação de propriedades rurais controladas e livres para tuberculose e medidas de controle de trânsito e feiras de animais. Particular atenção deve ser dada à importância da inspeção sanitária de animais de abate na identificação de focos de tuberculose, bem como sugere-se a realização de estudos de isolamento e identificação de micobactérias em outros Estados do Nordeste.

Isolamento micobacteriano;identificação molecular;leite;Mycobacterium bovis;tuberculose
In areas where human and bovine tuberculosis coexist, the differentiation between M. bovis and M. tuberculosis is important for monitoring the spread of M. bovis among cattle and from cattle to humans, so that the objective of this study was to isolate and identify M. bovis from cattle with a positive diagnosis identified using tuberculin test in the State of Paraíba, Northeastern Brazil. It were used 32 bovines positive at the tuberculin test, from which samples of any organ with tuberculosis suggestive lesions were collected, or samples of parotid, sublingual, retropharyngeal, mediastinal or mesenteric lymph nodes were collected when no gross lesions were observed. Milk samples were collected from 16 cows from seven herds. Histopathological exams, mycobacteriological culture, Ziehl Neelsen staining and molecular diagnosis were performed. Twenty-one (65.6%) animals presented tuberculosis suggestive lesions. Macroscopically, it were observed caseous and/or calcified nodular granulomatous lesions, focal and disseminated, of varying size and shape. Microscopically, it were evidenced inflammation of granulomatous type at different stages, with extensive granuloma characterized by central area of coagulation necrosis, homogeneous eosinophilic material, fragmented nuclei, nuclear debris and mineralization foci surrounded by inflammatory infiltrate predominantly macrophages and epithelioid cells encapsulated by abundant fibrous connective tissue associated with several layers of mononuclear cells. Related to distribution of lesions according to body region 77.7% were from thoracic cavity, 12.4% from head and 9.9% from abdominal cavity. Of 55 samples submitted to mycobacterial culture in 31 (56.4%) mycobacteria were isolated, being 13 (41.9%) identified as M. bovis and 18 (58.1%) as Mycobacterium spp. Mycobacteria were isolated from five (31.25%) of the 16 milk samples; three samples were classified as M. bovis, and two as belonging to the Mycobacterium genus. It is concluded that the isolation and identification of M. bovis and Mycobacterium spp. in bovines positive at tuberculin test in the State of Paraiba, Northeastern Brazil suggests that humans are exposed to the risk of infection. This reinforces the need for intensification and optimization of prevention and control measures foreseen in the Bovine Brucellosis and Tuberculosis National Control and Eradication Program (PNCEBT) as encouraging certification of tuberculosis-controlled and free rural properties and control of animal movement and fairs. Particular attention should be given to the importance of sanitary inspection of slaughtered animals in the identification of tuberculosis foci, and it is suggested to carry out mycobacteria isolation and identification surveys in other Northeastern states.
Mycobacterial isolation;molecular identification;milk;Mycobacterium Bovis;tuberculosis
1
52
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

SAÚDE, PRODUÇÃO E NUTRIÇÃO ANIMAL
DIAGNÓSTICO E CARACTERIZAÇÃO DAS DOENÇAS DE RUMINANTES E EQUINOS
2014 - Isolamento e caracterização molecular de Mycobacterium spp. em bovinos positivos no teste de tuberculinização

Banca Examinadora

SERGIO SANTOS DE AZEVEDO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
VIVIANNE CAMBUI FIGUEIREDO ROCHA Participante Externo
SEVERINO SILVANO DOS SANTOS HIGINO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
CONS NAC DE DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLOGICO - Bolsa de Mestrado no País GM 24

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Outros
Sim