Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
O limite espacial urbano: marginalidade e exclusão em contos de Dalton Trevisan e de João Antônio
CLEIA GARCIA DA CRUZ MILAN
TESE
19/04/2016

Esta pesquisa tem como proposta analisar a constituição do espaço urbano em alguns contos de Dalton Trevisan e de João Antônio, investigando a marginalização e a exclusão das personagens. Em Dalton Trevisan o espaço percorrido pelas personagens são ambientes domésticos que compreendem um universo de exclusão, enquanto que em João Antônio o espaço urbano das ruas é onde as personagens atuam e tentam resolver os seus problemas, enquanto caminham, igualmente excluídas e marginalizadas. Para isso, escolhemos como corpus para análise da tese cinco contos de cada autor: “Que fim levou o vampiro de Curitiba”, “O vampiro de Curitiba”, “Debaixo da Ponte Preta”, “Menino caçando passarinho”, “Clínica de repouso” e “Uma Negrinha acenando”, de Dalton Trevisan; “Lapa acordada para morrer”, “Abraçado ao meu rancor”, “Maria de Jesus de Souza”, “Meninão do caixote”, “Guardador”, “Retalhos de fome numa tarde de G.C.”, de João Antônio. Os contos foram divididos por temática para que pudéssemos realizar a análise comparativa entre os autores. Assim, temas como a melancolia, o rancor, a exploração sexual e o crime hediondo, o olhar do menino, a velhice e a prostituição na adolescência perpassam os contos dos dois autores. Além disso, as personagens que compõem as narrativas selecionadas sofrem mediante as condições do espaço urbano que habitam e também por falta de estrutura física, emocional e financeira para enfrentar situações que as levam para a miséria e violência urbana. Nesse sentido, o espaço urbano se configura em uma estratégia narrativa tanto para Dalton Trevisan quanto para João Antônio.

Dalton Trevisan;João Antônio;Espaço urbano;Marginalização
The constitution of urban space in some short stories of Dalton Trevisan and João Antônio is investigated through an analysis of marginality and exclusion of their characters. Trevisan´s space experienced by his characters consists of home spaces in which exclusion occurs, whereas the street is João Antonio´s urban space in which the excluded and marginalized characters act and solve their problems. Five short stories from each author were chosen as the corpus of current thesis, namely, “Que fim levou o vampiro de Curitiba”, “O vampiro de Curitiba”, “Debaixo da Ponte Preta”, “Menino caçando passarinho”, “Clínica de repouso” and “Uma Negrinha acenando” by Dalton Trevisan; “Lapa acordada para morrer”, “Abraçado ao meu rancor”, “Maria de Jesus de Souza”, “Meninão do caixote”, “Guardador” and “Retalhos de fome numa tarde de G.C.” by João Antônio. The short stories were classified by themes and compared. Melancholy, anger, sexual exploitation and heinous crime, boy´s gaze, old age and prostitution during adolescence are common to stories by the two authors. The characters from the selected short stories suffer within the spatial conditions they live in, due to the lack of physical, emotional and financial structure, to face situations that cause their misery and violence in the city. Urban space is thus a narrative strategy in Dalton Trevisan and João Antonio´s narratives.
Dalton Trevisan;João Antônio;Urban Space;Marginalization
1
214
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA BRASILEIRA E OUTRAS LITERATURAS VERNÁCULAS
-
CENAS URBANAS NA LITERATURA BRASILEIRA PÓS 1950

Banca Examinadora

REGINA CELIA DOS SANTOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ALICE ATSUKO MATSUDA Participante Externo
LOREDANA LIMOLI Participante Externo
TELMA MACIEL DA SILVA Docente - PERMANENTE
SONIA APARECIDA VIDO PASCOLATI Docente - PERMANENTE

Vínculo

Servidor Público
Outros
Outros
Sim