Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
IAGO: A FIGURAÇÃO DO MAL EM OTELO DE WILLIAM SHAKESPEARE
MIREIA APARECIDA ALVES DO VALE
DISSERTAÇÃO
28/04/2016

A presente dissertação toma como ponto de partida as muitas vertentes que vêm sendo seguidas ao longo de séculos de estudos sobre a obra do dramaturgo inglês William Shakespeare e as muitas possibilidades que ainda se apresentam ao pensarmos na elaboração de uma pesquisa voltada para as temáticas presentes em suas peças. A partir daí escolhemos voltar nossa atenção para como se dá a construção de um vilão em sua peça Otelo (1604). Para tanto, nossa abordagem se dá através do viés da figuração do Mal presente na peça, onde temos Iago, o alferes que se empenha na aniquilação do general mouro. Em sua empreitada, Iago acredita-se preterido em função de Cassio, que assume o posto de tenente e, então, coloca em andamento seu plano de fazer Otelo acreditar que sua esposa Desdêmona o trai com Cassio. Na execução de sua trama, Iago emprega táticas de manipulação contra os demais personagens, passando-se por um homem honesto e sem máculas em seu caráter e, em virtude de como ele age, nossa proposta se constitui no estabelecimento de uma aproximação das atitudes do alferes com o maior arquétipo do Mal na cultura cristã: o Diabo. Buscamos alicerçar nosso estudo com uma fundamentação teórica que abrangesse um aparato geral da crítica acerca do autor, bem como um levantamento sobre os aspectos das estéticas teatrais grega, medieval e elisabetana e, por fim, considerações sobre a temática do Mal e da figuração do Diabo em textos literários para que, posteriormente, pudéssemos efetivar a análise de modo a buscar elementos na peça teatral que contribuíssem com a ideia de aproximação de Iago com o Diabo. Nesse sentido, trabalhamos com os críticos Heliodora (1997) e (2014), Bloom (1998), Harrison (s/d), Hugo (2000), Honan (2001) e Boquet (1989) para elencarmos os aspectos pertinentes conforme a crítica, seguidos de Nietzsche (2008) e (2011), Bataille (1989), Nogueira (1986), Agostinho (1999), Cousté (1996) e Kelly (2008) para a teorização sobre o Mal e a figuração do Diabo, para que, então, efetivássemos nossa análise estabelecendo aproximação com o Diabo através da relação com a teoria apresentada e fragmentos da peça escolhida para análise. Como resultado de nosso trabalho podemos constatar que, de fato, Otelo possui elementos significativos no que tange a constituição do vilão sobre a perspectiva do Mal, conforme nossa cultura ocidental cristã, o que é sustentado com trechos da peça, nos quais Iago executa seu plano, o que culmina na aniquilação daqueles que representam o Bem.

Shakespeare;Otelo;Figuração do Mal;Constituição do vilão
This essay takes as its starting point the many strands that have been followed for centuries of studies on the work of English playwright William Shakespeare and the many possibilities that still have to think about the development of a focused search for the themes present in his plays. From there we choose to turn our attention to how is building a villain in his play Othello. To this end, this approach is through the bias of evil's figuration present in the play, where we have Iago, the ensign that is committed to the annihilation of the Moorish general. In his endeavor, Iago is believed passed over for Cassio's benefit, who assumes the rank of lieutenant and then puts his plan in progress to make Othello believes that his wife Desdemona betrays him with Cassio. In the execution of his plot, Iago uses manipulative tactics against the other characters, disguised as an honest and untainted man in his character and, because of how he acts, our proposal is to establish an approximation of the ensign's actions with the greatest archetype of evil in the Christian culture: the Devil. We seek to consolidate our study with a theoretical basement that covering a general apparatus of criticism about the author, as well as a survey of the aspects of theatrical aesthetic Greek, medieval, Elizabethan and, finally, considerations about theme of evil and the devil's figuration in literary texts for later, we could effective the analysis in order to find elements in the play that contributed to the idea of approaching Iago with the Devil. This way, we used the represents of criticism Heliodora (1997) an (2014), Bloom (1998), Harrison (s/d), Hugo (2000), Honan (2001) e Boquet (1989) to show the relevant aspects according to them, and in the second moment we have Nietzsche (2008) and (2011), Bataille (1989), Nogueira (1986), Agostinho (1999), Cousté (1996) e Kelly (2008) to theorization about Evil and the Devil’s figuration, so, we will be able to actualize our analyses establishing some approuche with the Devil through the relationship with theory presented and fragments of the chosen play. As result of our dissertation we can realize that, indeed, Othello has relevant elements in reference of the constitution of the villain about the prospect of the Evil, according our Christian western culture, which is sustained with parts of the play, in which Iago executes his plan, which culminates in the annihillation of those who represents the Good.
Shakespeare;Othello;Figuration of Evil;Constitution of the villain
1
79
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA COMPARADA
REPRESENTAÇÕES E TEXTUALIDADES
MANIFESTAÇÕES DO DUPLO NA LITERATURA

Banca Examinadora

ADILSON DOS SANTOS
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
CLAUDIA CRISTINA FERREIRA Participante Externo
SONIA APARECIDA VIDO PASCOLATI Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 12

Vínculo

CLT
Outros
Outros
Sim