Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Ciências e Biotecnologia (31003010079P0)
PROPRIEDADE ANTIOFÍDICA DE EXTRATOS DE ESPONJA MARINHA
CAMILA NUNES FAIOLI
DISSERTAÇÃO
15/08/2013

Acidentes por serpentes peçonhentas representam um sério problema de saúde pública em vários países. O envenenamento é caracterizado por hemorragia, necrose, neurotoxicidade e hemólise. O soro antiofídico não neutraliza eficientemente os danos teciduais locais. Portanto, se torna relevante a procura por novas estratégias para complementar a atual soroterapia. Esponjas marinhas são ótimas candidatas para a identificação de moléculas capazes de neutralizar a toxicidade do veneno, já que constituem ricas fontes de metabólitos farmacologicamente ativos. Neste trabalho, foi relatada propriedade antiofídica de oito esponjas marinhas brasileiras (Amphimedon viridis, Aplysina fulva, Desmapsamma anchorata, Hymeniacidon heliophila, Mycale angulosa, Petromica citrina, Polymastia janeirensis, Tedania ignis) contra as atividades proteolítica, coagulante, hemolítica, hemorrágica, edematogênica e letal dos venenos de Bothrops jararaca, Bothrops jararacussu e Lachesis muta. Os extratos das esponjas demonstraram elevado potencial inibitório contra o veneno de B. jararaca, com destaque para P. citrina, que inibiu totalmente as atividades proteolítica, hemolítica e hemorrágica e ainda prolongou significativamente o tempo de coagulação do plasma. A espécie T. ignis inibiu a proteólise, hemólise, hemorragia e edema causadas pelo veneno de B. jararacussu. As esponjas inibiram ainda as atividades proteolítica e hemolítica causadas pelo veneno de L. muta e prolongaram a sobrevida dos animais na atividade letal induzida pelos venenos de B. jararaca e B. jararacussu. Portanto, os dados demonstraram que as esponjas foram capazes de inibir determinadas atividades in vitro e in vivo induzidas pelos venenos de B. jararaca, B. jararacussu e L. muta; e sendo assim, são fontes promissoras para a descoberta de moléculas com propriedade antiofídica.

Antiofídico, Bothrops jararaca, Bothrops jararacussu, Lachesis muta, esponja marinha, veneno de serpente.
-
-
1
81
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA - INTERAÇÕES MOLECULARES, CELULARES E SISTÊMICAS
A IDENTIFICAÇÃO DE PROTÓTIPOS BIOATIVOS E MOLÉCULAS DE IMPORTÂNCIA EM SISTEMAS BIOLÓGICOS E BIOTECNOLÓGICOS
AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE BIOLÓGICA DE SUBSTÂNCIAS SINTÉTICAS E NATURAIS EXTRAÍDAS DE VENENOS E DE PLANTAS

Banca Examinadora

ANDRE LOPES FULY
Sim
Nome Categoria
HUMBERTO PINHEIRO DE ARAUJO Participante Externo
LUIZ ROBERTO LEAO FERREIRA Docente

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDACAO CARLOS CHAGAS FILHO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO-FAPERJ - Cientista do Nosso Estado 24

Vínculo

-
-
-
Não