Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
ZOOTECNIA (32001010029P9)
INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA DE CORTE NO CERRADO E NA AMAZÔNIA
RAPHAEL AMAZONAS MANDARINO
TESE
31/08/2016

O objetivo geral deste trabalho foi estudar indicadores de sustentabilidade de sistemas de produção de pecuária de corte no Bioma Cerrado e Amazônico. O estudo realizado no bioma Cerrado envolveu a avaliação de três diferentes sistemas integrados de produção. As variáveis analisadas como indicadores de sustentabilidade foram a emissão de metano entérico, o ganho de peso e a razão entre emissão e indicadores de consumo de matéria seca e desempenho dos animais nos diferentes sistemas. A forrageira utilizada foi Brachiaria brizantha cv. BRS Piatã e a espécie arbórea o eucalipto urograndis (Eucalyptus grandis x E. urophylla) plantado na orientação norte-sul, sendo os tratamentos: ILP1 – forrageira cultivada com um ano de formada sob sistema de (ILP); ILP6 – forrageira cultivada com seis anos de formada sob sistema de ILP bem manejada ao longo dos anos e; ILPF1 - forrageira com um ano de formada via ILPF, cultivada em sub-bosque de eucalipto com espaçamento entre renques de 22 m (417 árvores.ha-1). Além dos indicadores mencionados, foram avaliados, nas estações seca e chuvosa, a disponibilidade de massa seca e a relação folha:colmo da pastagem. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 (tratamentos) por 2 (períodos). As avaliações foram conduzidas de abril de 2013 a maio de 2014. A emissão de CH4 em relação à ingestão de matéria seca (g/kgMSI) e à energia bruta ingerida (g/EBI) foram menores para novilhas criadas em sistemas integrados com um ano de estabelecimento. A presença de árvores não proporcionou incrementos produtivos quando se comparou ao tratamento ILP1. O ganho de peso por área (kgPV.ha-1) no sistemaILP1 foi 54% maior do que os demais na seca e 47% maior do que ILPF1 nas águas. As emissões de metano entérico foram afetadas pelos períodos do ano, com maior emissão bruta (g/dia e kg/ano) para a época da chuva. Concluiu-se que as pastagens quando manejadas de forma diferente do tradicional, tendem a proporcionar melhores indicadores produtivos. O objetivo do segundo estudo foi avaliar o impacto da implantação de projetos de boas práticas agropecuárias (BPA) sobre indicadores de sustentabilidade de sistemas de produção de pecuária de corte no bioma da Amazônia Brasileira. O experimento conduzido no município de Alta Floresta - MT teve início em agosto de 2012. A abordagem técnica do projeto foi baseada em BPA e compreendeu uma implementação de gestão administrativa e econômica dentro da fazenda. Foram selecionadas seis propriedades de pecuária de corte onde dados técnicos e econômicos foram coletados durante os anos de 2013 e 2014. Foram realizados diagnósticos por meio da aplicação de questionários abordando a capacidade gerencial do produtor, nível de conhecimento técnico, adoção de tecnologias na propriedade, manejo sanitário, reprodutivo, manejo alimentar, tipos de suplementos fornecidos, condições de água, animais e estruturas e, em sequência, elaborados projetos de viabilidade técnica e econômica.. Além disto, realizou-se um estudo complementar para avaliar emissões de metano entérico nos sistemas intensificados, em Unidades de Referência Tecnológica (URT) e em áreas de pastagens de baixa tecnologia (DEG). O período do ano influenciou na produção da bovinocultura de corte e nos custos de pastejo intensificado. A intensificação de sistemas produtivos aliada às Boas Práticas Agropecuárias geraram melhores indicadores de eficiência dos sistemas de produção, quando comparados à fazenda que não adotou as BPA’s, como aumento na margem bruta de R$ 749,39. Observou-se também incrementos de 16% na produção de peso vivo por hectare, 2,05% na TIR e R$ 335,92 no Valor Presente Líquido (VPL) entre os anos de 2013 e 2014. A adoção de BPA´s impactou favoravelmente os indicadores ambientais, técnico-econômicos e sociais em sistemas de produção de pecuária de corte na Amazônia brasileira. Os sistemas de produção integrados e mais intensificados de pecuária de corte no Cerrado e na Amazônia mostraram-se mais eficientes e sustentáveis.

bovinos, desempenho animal, gases de efeito estufa, pastagem
The general objective of this work was to study the sustainability indicators of intensified production systems in the Cerrado (savanna) and Amazon Biome of Brazil. The study carried out in the Cerrado biome involved the evaluation of three different integrated production systems. The variables analyzed as indicators of sustainability of the systems were the quantification of enteric methane emissions by Nellore animals, the performance of these animals and the ratio between consumption and performance indicators of the animals in the different systems. The forage used was Brachiaria brizantha cv. BRS Piatã and the arboreal species Eucalyptus urogrillis (Eucalyptus grandis x E. urophylla) planted in the north-south orientation, with treatments: ILP1 - forage cultivated with 1 year of formation under ILP system; ILP6 - forage cultivated with 6 years of training under a well managed ILP system over the years and; ILPF1 - forage with 1 year of formation via ILPF, cultivated in eucalyptus understory with spacing between rows of 22 m (417 trees.ha-1). The indicators evaluated in the dry and rainy seasons were pasture availability, leaf: stem ratio, average daily gain (GMD), gain per hectare, dry matter intake in kg.day-1 and% of PV and methane emissions in Grams per day, kilograms per year, methane emissions in grams per kilogram of ingested dry matter (g.MSI), grams of methane per kilogram of live weight gain (g.kgGPV) per hectare (g.kgGPV.ha-1 ) And dietary energy losses in the form of methane (Ym). The experimental design was completely randomized in factorial scheme 3 (treatments) for 2 (periods). Evaluations were conducted from April 2013 to May 2014. The emission of CH4 (g / kgMSI) and CH4 (g / EBI) were lower for heifers reared in integrated systems with 1 year of training. Positive responses were also observed in the adoption of forest husbandry systems and the weight gain per hectare. The second experiment, the Amazonian biome, aimed to evaluate the impact of the implementation of good agricultural practices (GAP) projects on sustainability indicators, aiming at the efficiency in the economic, productive, environmental and social aspects of beef cattle breeding systems in the biome Of the Brazilian Amazon. The experiment was conducted in the municipality of Alta Floresta - MT, started in August 2012. The technical approach of the project was based on BPA and comprised an implementation of administrative and economic management within the farm. Six cattle ranching properties were selected. Diagnoses were applied and questionnaires were applied, addressing the managerial capacity of the producer, level of technical knowledge, adoption of technologies in the property, sanitary and reproductive management, feeding management, types of supplements provided, water conditions, animals and structures. Technical and economic feasibility projects were developed. The technical and economic data of the farms were collected during the years of 2013 and 2014. In addition, a complementary study was carried out to evaluate as enteric methane emissions in intensified systems (URT), emissions with low-tech pasture areas (DEG). The intensification of productive systems allied to Good Agricultural Practices generated better indicators of efficiency of production systems, when compared to a farm that did not adopt as BPAs, with gross margin differences obtained of R$ 749.39. The URT compared to a farm provided 16% increase in live weight.ha-1, with a 2.05% increase in internal rate of return (IRR) and R$ 335.92 in net present value (NPV) between the years of 2013 and 2014 in the farms they adopted as BPA. As a good farming practice allied to the URT provided economic, social and environmental gains, such as an increase of almost 5% in IRR in intensified pastures, generating higher productivity, maintaining jobs in areas that generate negative gross margins in the region, and provided reductions in Emissions Of methane per kg of live weight in the dry season by 54%. In addition, awareness of the results regarding the need for a better management of beef cattle farming activity, the challenges of sustainability systems for livestock products, making livestock production productive and economically viable with the use of integrated production systems and more Intensified. The adoption of GAPs influenced the sustainability indicators by tracing environmental, technical and social benefits in non-biome Amazonian herding.
greenhouse gases, ruminants, pasture, animal performance.
1
93
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

PRODUCAO ANIMAL
AVALIAÇÃO E/OU SIMULAÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO DE ANIMAIS DE INTERESSE ZOOTÉCNICO
EMISSÃO DE METANO,EFICIÊNCIA E DESEMPENHO DE BOVINOS EM SISTEMA INTENSIVO DE MANEJO DE PASTAGENS EM COMPARAÇÃO AOS SISTEMA EXTENSIVO.

Banca Examinadora

FABIANO ALVIM BARBOSA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DIOGO GONZAGA JAYME Docente - PERMANENTE
RICARDO REIS E SILVA Docente - COLABORADOR
LUIZ GUSTAVO RIBEIRO PEREIRA Participante Externo
SERGIO LUCIO SALOMON CABRAL FILHO Participante Externo

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não