Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
LETRAS (23002018004P7)
Os usos dos pronomes pessoais retos de terceira pessoa: um estudo a partir da linguística funcional centrada no uso
JANAINA MARIA FERNANDES GUEDES QUEIROZ
DISSERTAÇÃO
19/04/2016

No âmbito dos estudos linguísticos, mais especificamente no campo dos conhecimentos gramaticais, vive-se um turbilhão de questionamentos originados da imprecisão dos conceitos determinados pela gramática normativa. Isso ocorre pelo fato de tais conceituações serem insuficientes para darem conta do vasto campo linguístico e dos novos elementos que entram em cena nos variados contextos de interação comunicativa. Diante disso, este trabalho intenciona analisar o uso dos pronomes pessoais retos (ele, ela, eles, elas) em função objetiva, nas produções textuais dos alunos do 6º, 7º, 8º e 9º anos, do Ensino fundamental II, sob a ótica da linguística funcional centrada no uso, no intuito de perceber se tais elementos variam da função subjetiva para a objetiva e com que frequência isso ocorre; para tanto, recorreu-se a teoria da mudança linguística sob a perspectiva da abordagem funcionalista. Constitui o corpus desse trabalho quarenta textos, coletados nas aulas de Língua Portuguesa nas turmas de 6º, 7º, 8º e 9º anos, do Ensino Fundamental - EF. Esse estudo assume uma metodologia de caráter descritivo-interpretativo, cujos dados foram analisados quali quantitativamente, considerando-se a ocorrência, a frequência de uso do fenômeno em estudo, bem como a dinamicidade da língua. O suporte teórico adotado para atender aos objetivos propostos, na análise das amostras, é a abordagem da LFCU com os postulados de Givón (2001,2012); Hopper e Thompsom (1980, 1991), Castilho (2012); Cesário e Furtado da Cunha (2013); Vidal (2009), dentre outros. Os resultados da pesquisa apontam que os pronomes retos de terceira pessoa são utilizados, nas produções textuais dos estudantes do ensino fundamental II como complemento verbal numa frequência bastante produtiva, visto que, nos quarenta textos, foram constatadas 69 ocorrências de uso; contudo, observou - se que esses estudantes também fazem uso do pronome oblíquo na mesma função, assim, as duas formas convivem simultaneamente no repertório dos alunos do EF II, apresentando divergências, no tocante à frequência e aos contextos de uso. Tal recorrência se manifesta na interação verbal numa perspectiva icônica, motivada por fatores cognitivo - interacionais. Reafirmou-se, ainda, a proposição de que esse fenômeno é característico dos eventos comunicativos, em que há o predomínio da linguagem informal, e, ainda, que é um uso característico dos falantes do PB. Os resultados apontam também que a utilização desses elementos linguísticos em função de complemento verbal condiz com um dos princípios da gramaticalização, postulado por Hopper (1991), intitulado camadas, que defende a possibilidade de uso de duas formas linguísticas para a mesma função; o que foi verificado no corpo desse trabalho, com a utilização das formas retas e oblíquas em função de objeto direto e/ ou indireto, nas produções textuais analisadas. Com base nas análises realizadas, concluiu-se que o uso do pronome reto de terceira pessoa em função objetiva é uma constante no repertório linguístico dos falantes do PB e está incluso nas gramáticas de cunho funcional como uma das possibilidades de uso eficazmente comprovada nas interações comunicativas. Desse modo, espera-se que as discussões apresentadas possam instigar os docentes de Língua Portuguesa, bem como os discentes de Letras, futuros professores da área, a conceberem a língua em sua natureza dinâmica e maleável, de modo que a sua diversidade não seja compreendida como um desvio, mas como uma propriedade que a constitui.

LFCU;Pronome;Mudança linguística;Ensino.
In the ambit of linguistic studies, more specifically in the field of grammatical knowledge, experiences a multitude of questions that come from the vagueness of the concepts established by normative grammar. This occurs by the fact of these conceptualizations are insufficient to give account of the vast linguistic field and new elements that appear in different contexts of communicative interaction. Thus, this work intends to analyze the use of the subject pronouns (he, she, and they) in the objective function in the textual productions of the students of 6th, 7th, 8th and 9th grades of Elementary School II, from the standpoint of functional linguistics centered on the use, in order to understand if such elements change from subjective to objective function and how often it occurs. Therefore, we used the theory of linguistic change from the perspective of functionalist approach. Constitutes the corpus of this work forty texts collected in Portuguese classes in groups of 6th, 7th, 8th and 9th grades of Elementary School - ES. The methodology used in this study is descriptive and interpretative character, whose data were analyzed qualitative-quantitatively, considering the occurrence, the frequency of use of the phenomenon under study, as well as the dynamicity of language. The theoretical support adopted to reach the proposed objectives, in the analysis of samples, is the approach of the LFCU with the postulates of Givón (2001.2012); Hopper and Thompson (1980, 1991), Castilho (2012); Cesario and Furtado da Cunha (2013); Vidal (2009), among others. The research results show that the subjects pronouns in the third person are used in textual productions of the students of Elementary School II as verbal complement in a very productive frequency, since in the forty texts were identified 69 instances of use; however, we observed that these students also make use of the object pronoun in the same function, so the two forms coexist simultaneously in the repertoire of the pupils of Elementary School II, presenting differences, with regard to the frequency and to contexts of use. This recurrence is manifested in verbal interaction in an iconic perspective, motivated by cognitive- interactional factors. It was reaffirmed also the proposition that this phenomenon is characteristic of communicative events in which there is a predominance of informal language, and also, which is a characteristic use of the Brazilian Portuguese speakers. The results also indicate that the use of linguistic elements in verbal complement function consistent with the principles of grammaticalization postulated by Hopper (1991) entitled layers, which advocates the possibility of using two linguistic forms for the same function, which was verified in the body of this work, with the use of straight and oblique forms in direct object function and / or indirect in textual productions analyzed. Based on the analysis performed, it was concluded that the use of the straight third person pronoun in the objective function is a constant in the linguistic repertoire of the Brazilian Portuguese speakers and is included in the functional nature of grammars as one of the possible uses proven effectively in communicative interactions. Thus, it is expected that the discussions presented can instigate teachers of Portuguese language as well as the students of Letters, future teachers in the area, to design the language in its dynamic and flexible nature so that their diversity is not understood as a deflection, but as a property that is.
FLCU;Pronoun;Linguistic Change;Teaching.
Único
101
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

ESTUDOS DO DISCURSO E DO TEXTO
TEXTO E CONSTRUCAO DE SENTIDOS
A produção e o ensino de texto em perspectiva interacionalista: questões de heterogeneidade, argumentação e funcionalidade da linguagem

Banca Examinadora

ROSANGELA MARIA BESSA VIDAL
Sim
Nome Categoria
VALDECY DE OLIVEIRA PONTES Participante Externo
MARIA EDILEUZA DA COSTA Docente

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim