Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
CIRURGIA TRANSLACIONAL (33009015038P1)
AVALIAÇÃO DO POTENCIAL CONDROPROTETOR DA MOLECULA R LOSAC EM MODELO INFLAMATORIO INDUZIDOS PELA INTERLEUCINA 1BETA
EDGARD DOS SANTOS PEREIRA JUNIOR
TESE
30/12/2016

Introdução: A Osteoartrite é a doença articular mais prevalente que resulta na degradação progressiva da cartilagem articular mediada por vias pró-inflamatórias de imunidade inata e a produção de citocinas. O uso de drogas condroprotetoras pode retardar o processo de degradação articular, embora a sua eficácia seja questionável. O rLosac é uma molécula de adesão citoprotetora proveniente da taturana Lonomia obliqua. Objetivo: Estudar o potencial condroprotetor do rLosac em fibrocondrócitos articulares de rato e analisar a capacidade de estimular a produção de moléculas da matriz extracelular. Métodos: A cultura primária de fibrocondrócitos foi obtida de meniscos de joelho de ratos, cultivadas em condições de deprivação de soro ou na presença de 10ng/mL de Interleucina 1β e tratadas com o rLosac. Vários parâmetros foram avaliados: viabilidade celular, ciclo celular e apoptose por citometria de fluxo, liberação de óxido nítrico, atividade das metaloproteinases 2 e 9 e a expressão protéica de moléculas de matriz extracelular. Resultados: O rLosac foi capaz de aumentar a proliferação celular de fibrocondrócitos e inibir a apoptose induzida por falta de nutrientes. Na presença de 10ng/mL de IL-1β, o rLosac promoveu a redução da liberação de óxido nítrico, a redução da atividade das metaloproteinases 2 e 9 e a preservação da expressão de moléculas da matriz extracelular tais como colágeno tipo II, fibronectina e laminina. Conclusões: O rLosac é capaz de induzir proliferação celular de fibrocondrócitos e evitar a morte celular induzida por deprivação de soro ou pela presença de IL-1β, modulando o ciclo celular e aumentando a sobrevivência celular, reduzindo a liberação de óxido nítrico e a atividade das metaloproteinases 2 e 9, além de induzir a expressão e preservação da matriz extracelular.

1._ Animais venenosos. 2. Meniscos tibiais/efeitos de drogas. 3. Interleucina-1beta. 4. Técnicas in vitro. 5. Metaloproteases. 6. Matriz extracelular
Background: Osteoarthritis is an articular disease more prevalent, resulting in the progressive deterioration of the articular cartilage, mediated by proinflammatory pathways of the innate immunity and the production of cytokines. The use of chondroprotective drugs can slow the process of deterioration joint although its effectiveness is questionable. rLosac is a cytoprotective adhesion molecule from the caterpillar Lonomia obliqua. Purpose: To evaluate the chondroprotective potential of rLosac in fibrochondrocytes. Methods: The primary culture of fibrochondrocytes were obtained from rat knee meniscus, grown in two conditions: serum deprivation or in the presence os 10ng/mL interleukin 1β and then treated with rLosac. Various parameters were measured: cell viability, cell cycle and apoptosis by flow cytometry, release of nitric oxide, and protein expression of extracellular matrix molecules. Results: rLosac was able to increase proliferation of fibrochondrocytes and to inhibit apoptosis induced by serum deprivation. In the presence of 10 ng/mL IL-1β, rLosac caused reduction of nitric oxide release and matrix metalloproteinases 2 and 9 activities, and preservation of the extracellular matrix components such as type II collagen, fibronectin and laminin. Conclusions: rLosac is able to induce cell proliferation in fibrochondrocytes and to prevent cell death induced by serum deprivation or in the presence of interleukin 1β, modulating cell cycle and increasing cell survival, reducing nitric oxide release and the activity of metalloproteinases 2 and 9, besides to preserve extra cellular matrix.
1._ Animais venenosos. 2. Meniscos tibiais/efeitos de drogas. 3. Interleucina-1beta. 4. Técnicas in vitro. 5. Metaloproteases. 6. Matriz extracelular
1
77
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

QUALIDADE COMO MÉTODO DE AVALIAÇÃO
MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS
AVALIAÇÃO DA AÇÃO CONDROPROTETORA, IN VITRO, DA MOLÉCULAS LOSAC E LOPAP EM MODELOS INFLAMATÓRIOS PELA IL-1

Banca Examinadora

MOISES COHEN
Sim
Nome Categoria
CARLOS EDUARDO DA SILVEIRA FRANCIOZI Participante Externo
ANDRE PEDRINELLI Participante Externo
JOSE LUIS AMIM ZABEU Participante Externo
MARCUS VINICIUS MALHEIROS LUZO Participante Externo

Vínculo

Colaborador
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Sim