Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
LETRAS (40002012012P8)
Ficcionalização histórica e insólito em Os nossos antepassados de Italo Calvino
NATALIA GUERRA BRISOLA GOMES GODOI
DISSERTAÇÃO
28/03/2016

O presente trabalho tem como objeto de estudo a trilogia Os nossos antepassados (I nostri antenati, 1960), importante marco na carreira literária de Italo Calvino. Ao desenvolver tramas partindo de imagens mentais de um homem cortado verticalmente em dois, um jovem decidido a passar toda a vida sobre as árvores e uma armadura oca dotada de consciência, o autor italino percebeu ser possível brincar com o inusitado sem perder de vista a realidade ao seu redor. As figuras por ele criadas cumpriram bem a função de representar o indivíduo da década de 1950, período em que foram colocadas no papel: interpretaram os questionamentos e a apatia provenientes do clima bélico que se estendia por conta da Guerra Fria e o desejo de superação das amarras impostas pela sociedade. Bastante produtiva também foi a escolha de Calvino por uma ambientação remota para esses enredos, dialogando com a tradição literária e histórica e promovendo a reflexão sobre as formas com que a humanidade entende o tempo e nele interfere. Pretendemos observar como os livros em questão se aproximaram das novas maneiras de se ficcionalizar o passado e figurar o insólito, efeitos de discussões que se iniciaram na primeira metade do século XX e se intensificaram nas décadas seguintes. Por fim, a partir da relação estabelecida pela trilogia entre história e imaginário, nos debruçaremos sobre os pontos de encontro entre realidade e ficção, autor, obra e leitor.

Ficcionalização histórica;Insólito;I nostri antenati;Italo Calvino
This work has as object of study the trilogy Our Ancestors (I nostri antenati, 1960), a milestone in Italo Calvino's literary career. By developing plots from mental images of a man vertically cut in two, a young man decided to spend his lifetime on the trees and a hollow armor endowed with consciousness, the italian author realized that it was possible to play with the unusual without losing sight of the reality around it. The figures created by him fulfilled well the function to represent the individual of the 1950s, period in which they where placed on paper: they interpreted the questioning and the apathy coming from the warlike climate that stretched because of the Cold War and the desire to overcome the shackles imposed by society. Very productive was also the choice of Calvino for a remote setting for these stories, dialoguing with the literary and historical tradition and promoting reflection on the ways in which humanity understands time and interferes in it. We intend to observe how the books in question came close to the new ways of fictionalizing the past and figuring the unusual, effects of discussions which began on the first half of the XX century and intensified on the following decades. Finally, from the relashionship established by the trilogy between history and imagination, we will lean on the meeting points between reality and fiction, author, work and reader.
Historical ficcionalization;Unusual;I nostri antenati;Italo Calvino
1
111
PORTUGUES
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

LITERATURA COMPARADA
REPRESENTAÇÕES E TEXTUALIDADES
Estudos do romance

Banca Examinadora

LUCIANA BRITO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ADILSON DOS SANTOS Docente - PERMANENTE
PATRICIA PETERLE FIGUEIREDO SANTURBANO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

-
-
-
Não