Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
ARTES CÊNICAS (28001010035P0)
Modos de Cooperação e Produção do Grupo de Teatro Finos Trapos: um estudo de caso
THIAGO CARVALHO DE SOUSA CORREIA
DISSERTAÇÃO
04/06/2016

O presente estudo investiga procedimentos de produção teatral utilizados por Teatro de Grupo no Brasil, em particular, pelo O Grupo de Teatro Finos Trapos (BA). Tratase de um estudo de caso ancorado em práticas de processo linear e interativo, construído com base em um plano de trabalho que obedece às seguintes etapas: projeto, preparação, coleta, análise e compartilhamento. A pesquisa levantou dados documentais e iconográficos sobre os sete espetáculos de repertório do Grupo de Teatro Finos Trapos. Foram analisados diários de bordo, registros de ensaios, planos pedagógicos e de produção, relatórios finais, fotografias e materiais audiovisuais, entre outros. Essas análises fizeram parte dos procedimentos para a compreensão do modo de produção do grupo e também de cooperação entre os seus integrantes. O modelo de produção aqui estudado se baseia no modelo dos coletivos da década de 1970, que servem como inspiração para grupos que surgiram pós – Lei Sarney. Foi com base em experiências de delimitação estratégica que o Grupo de Teatro Finos Trapos pôde, de fato, entender os caminhos da subvenção e também da manutenção, por meio do recolhimento de imposto fiscal por intermédio de empresa privada. As condições de viabilidade de um grupo cooperado têm um substrato de reprodução de determinada relação de produção, marcada pela condição de não mercadoria da força do trabalho e da apropriação do resultado do trabalho pelos integrantes, conforme regras por eles definidas. Essa forma social de produção suscita e requer mecanismos democráticos de controle e gestão. Disso resulta um grande desafio enfrentado pelos grupos, e aqui o Grupo de Teatro Finos Trapos, serve de reflexão para o Teatro de Grupo na Bahia, na perspectiva da gestão e produção teatral. E, entende-se que o coletivo, em termos práticos, deve pensar em políticas e estratégias de formação que promova, simultaneamente, a viabilidade econômica e a gestão democrática do núcleo.

Teatro;Teatro de Grupo;Produção Teatral;Gestão Cooperativada
This study investigates theatrical production procedures used by theater groups in Brazil, the Theatre Group Finos Trapos (BA), in particular. This is a case study anchored in linear and interactive process practices, constructed out of a work plan that complies with the following phases: project, preparation, collection, analysis and sharing. The research raised documentary and iconographic data on the seven repertoire shows of the Theatre Group Finos Trapos. logbooks, test records, educational and production plans, final reports, photographs and audiovisual materials, among others were analyzed. These analyzes were part of the procedures for the understanding of the group's production mode and also the cooperation among its members. The production model studied here is based on the collective model of the 1970s, serving as inspiration for groups that emerged after Law Sarney. It was from these strategic delimitation of experiences that the Theatre Group Finos Trapos could, in fact, understand the ways of the subvention and also the maintenance, through the payment of taxes by private sector. The feasibility conditions of a cooperative group has a reproduction substrate of a production relationship, marked by the condition of the labor force not related to the idea of merchandise and the appropriation by members of the work results, according to the rules they set. This social form of production, raises and requires democratic mechanisms and management control. From this results a major challenge faced by the groups, and here the Theatre Group Finos Trapos serves as reflection for the Theatre Groups in Bahia, from the perspective of management and theatrical production, because it is understood that the collective, in practical terms, should think about policies and strategies of training that promote both economic viability and democratic management of the core.
Theatre;, Group Theatre;Theatre Production;Shared Management
1
215
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Contexto

ARTES CÊNICAS
DRAMATURGIA, HISTÓRIA E RECEPÇÃO
Dramaturgia, dramaturgismo e memória: "histórias de vida" como "modelos de ação"

Banca Examinadora

ANTONIA PEREIRA BEZERRA
Sim
Nome Categoria
DANIEL MARQUES DA SILVA Docente
REGINALDO CARVALHO DA SILVA Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Excelência Acadêmica 23

Vínculo

Colaborador
Outros
Outros
Sim