Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
CIÊNCIAS SOCIAIS EM DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE (31002013007P9)
A CONSTRUÇÃO DA MEMÓRIA AMBIENTAL E A CONSOLIDAÇÃO DA ECOLOGIA NO BRASIL (1944-1976)
BRUNO FRAGA FERNANDES
TESE
05/09/2016

O objetivo deste trabalho é analisar a consolidação da Ecologia no Brasil, a partir da contribuição de duas instituições científicas nacionais na formação e sistematização de um determinado pensamento ecológico, realizando uma investigação histórica no Museu Nacional e no Instituto Oswaldo Cruz. Defendemos a tese de que foram realizados trabalhos pioneiros em Ecologia nas instituições mencionadas e que os pesquisadores envolvidos contribuíram ativamente para a consolidação e institucionalização da área ecológica no Brasil. Esta abordagem priorizou o diálogo entre a história social, a história ambiental e a história das ciências, ao abordar as articulações entre o contexto político-social da Primeira República e do período Varguista com a emergência das questões ecológicas no Brasil. Posteriormente, as décadas de 1950-70 representaram um período em que o desenvolvimento do conhecimento ecológico por parte de cientistas e pesquisadores nacionais analisados no presente trabalho ocorreu paralelamente à emergência de movimentos ambientalistas em escala crescente. Sendo assim, chamamos a atenção para o fato de que o desenvolvimento do pensamento ecológico brasileiro está relacionado às demandas institucionais e a sua diversidade ecológica, enquanto país tropical e com uma fauna e flora próprias. Assim também como ao fato de que o uso que damos aos recursos naturais, associados às questões sociais, é elucidador de um país possuidor de desigualdades sociais extremadas e sempre dependentes destes recursos. O ônus do mau uso recai diretamente sobre a parte da população mais diretamente dependente deles, as mais fragilizadas socialmente. Estudos históricos sobre a questão ambiental, vinculados às diferentes dimensões de conhecimento científico, só têm a acrescentar na construção cognitiva das articulações possíveis do processo social.

Ecologia;Pierre Dansereau, Museu Nacional, Instituto Oswaldo Cruz.
The purpose of this study is to analyze the consolidation of the Ecology in Brazil, starting from the contribution of two national scientific institutions in the foundation and systematization of a certain ecological thinking, making a historical research at the National Museum and at the Instituto Oswaldo Cruz. We defend the thesis that pioneering work in ecology were carried out at the mentioned institutions and that the researchers involved actively contributed to the consolidation and institutionalization of the ecological area in Brazil, between the years 1944 and 1976. This approach gave priority to the dialogue between the social history, environmental history and the history of science, by addressing the links between the social-political context of the First Republic and the Vargas period with the emergency of the ecological issues in Brazil. Subsequently, the decades of 1950-70 represented a period in which the development of ecological knowledge by scientists and national researchers analyzed in this study occurred in parallel to the appearance of environmental movements in increasing scale. Therefore, we call attention to the fact that the development of the Brazilian ecological thinking is related to institutional demands and its ecological diversity, while tropical country and with its own flora and fauna. As to the fact that the use we give to natural resources associated with social issues, is elucidator of a country possessing extreme social inequalities and always dependent on these resources. The weight of misuse lies directly on the part of the population most directly dependent on them, the most socially vulnerable. Historical studies on the environmental issue, linked to the different dimensions of scientific knowledge, only have to add the cognitive construction of possible articulations of the social process.
Ecology;Pierre Dansereau, National Museum, Instituto Oswaldo Cruz.
1
201
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE
NATUREZA, CIÊNCIA E SABERES
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E AGRICULTURA FAMILIAR: ANTAGONISMOS E CONFLUÊNCIAS NOS CAMPOS DAS SABERES E DAS PRÁTICAS

Banca Examinadora

ELI DE FATIMA NAPOLEAO DE LIMA
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARCUS ROSA SOARES Participante Externo
HECTOR ALBERTO ALIMONDA Docente - PERMANENTE
MAY WADDINGTON TELLES RIBEIRO Participante Externo
SUSANA CESCO Participante Externo
ELI DE FATIMA NAPOLEAO DE LIMA Docente - PERMANENTE

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 48

Vínculo

Servidor Público
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Não