Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO
EDUCAÇÃO (33052018003P8)
VULNERABILIDADE SOCIAL NOS TERRITÓRIOS DAS GRANDES CIDADES, EDUCAÇÃO E O PRINCÍPIO DE JUSTIÇA COMO EQUIDADE NA ESCOLA
CELIA PEREIRA DA SILVA
DISSERTAÇÃO
26/09/2016

O objetivo desta pesquisa é situar a desigualdade escolar produzida devido à vulnerabilidade social nos grandes centros urbanos brasileiros como fenômeno que tem implicações sobre a justiça como equidade na escola, explicitando a especificidade dessa desigualdade. A Sociologia da Educação afirma, desde os anos 60, que há fatores internos e externos à escola que produzem desigualdade escolar. São vários esses fatores: origem socioeconômica dos alunos, background cultural das famílias, acesso à educação infantil, à infraestrutura, nas escolas, a profissionais de educação bem formados, ao tempo necessário à aprendizagem, ao conteúdo previsto no currículo, a profissionais que têm alta ou baixa expectativa sobre os alunos, dentre outros. Mais recentemente, os estudos vêm mostrando que a vulnerabilidade social nos territórios das grandes cidades afeta as oportunidades educacionais. Tais estudos agregam, portanto, uma condição socioespacial à lista de fatores que interferem na produção da desigualdade escolar. Esta condição socioespacial reúne sob sua égide conjuntos amplos de fatores, internos e externos ao âmbito escolar, como os citados acima, que tomados de modo isolado, já têm alto potencial de produção do fracasso escolar junto aos menos favorecidos. Estudiosos sobre a desigualdade escolar têm afirmado que numa sociedade capitalista e democrática, uma forma justa de lidar com a desigualdade escolar é por meio de políticas e práticas educacionais desenhadas e implementadas com base no princípio de justiça como equidade. Uma perspectiva que exige a igualdade de base – todos os alunos aprendem o que o Estado afirma ser necessário, na Educação Básica. Este estudo denota que a vulnerabilidade social no território desafia sobremaneira a justiça como equidade na escola porque tem uma forma específica de impor limites à distribuição justa do conhecimento na educação básica: a desigualdade escolar produzida nessa relação advém da sobreposição de fatores, internos e externos às escolas. Pode-se afirmar, por essa razão, que o desenho e a implementação de políticas educacionais e de políticas públicas integradas voltadas ao enfrentamento da influência negativa da vulnerabilidade social no território sobre a distribuição do conhecimento escolar é um meio pertinente de ampliar a justiça como equidade nas escolas das grandes cidades.

Desigualdade escolar;justiça na escola, política educacional, vulnerabilidade social dos territórios
The purpose of this research is about school inequality produced by the context of social vulnerability occured in brazilian urban centers, such as the phenomenom that has justice implications like school equity, explaining its specifity. The Sociology of Education states, since the sixties, that there are, internal and external, matters over education in school, which produces school inequality. Subjects that influence the distribution process of education in school. There are several factors: students socioeconomic origin, families cultural background, access to child education, the infrastructure, high qualified educational professionals, learning time-taking, content expected on the curriculum, professionals with high and low expectations over the students, and so on. Currently, educational studies have shown that big cities vulnerability affects its educational opportunities. Therefore, these studies add, to the factor list, a sociospatial condition that interferes with the school inequality production. This sociospatial condition, as its main characteristics, gathers a bunch of factors, internal and external, over school matter, such as the ones mentioned above, which have high school failure production potential, together with minorities. School inequality scholars have stated that, in a capitalist and democratic society that produces inequality all the time, a fair path to deal with school inequality is by educational policies and practices drafted and implemented based on the equity justice principle. A perspective that requires a base equality – All students shall learn what the State claim to be necessary, for basis Education. This study denotes that territory social vulnerability challenges the justice with school equity because there is a specific way to impose boundaries to fair distribution of knowledge on basis education: the factor overlapping, internal and external to schools that produces school inequality, social and educational. By this reason, it could be said that the draft and implementation of educational and public policies, integrated and focused on negative influence facing, social vulnerability of the territory about educational knowledge distribution, is a relevant path that increases the justice as equity on big cities schools.
school inequality;justice in school;educational policy;social vulnerability of territories
1
97
PORTUGUES
UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

EDUCAÇÃO
POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO
INTERDEPENDÊNCIA COMPETITIVA ENTRE ESCOLAS E QUALIDADE DAS OPORTUNIDADES EDUCACIONAIS

Banca Examinadora

VANDA MENDES RIBEIRO
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
ROBERTO GIMENEZ Docente - PERMANENTE
VANDRE GOMES DA SILVA Participante Externo

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Ensino e Pesquisa
Sim