Governo Federal

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
História (33009015078P3)
Paz entre nós, Guerra aos senhores: O internacionalismo anarquista e as articularições políticas e sindicais nos grupos e periódicos anarquistas Guerra Social e a Plebe na segunda década do século XX em São Paulo.
KAUAN WILLIAN DOS SANTOS
DISSERTAÇÃO
08/07/2016

Os periódicos confeccionados e lidos pelas classes subalternas, trabalhadores e militantes no contexto da Primeira República em São Paulo foram um dos principais vetores de divulgação e mobilização política. Nesse sentido, é evidenciado o papel que tiveram os grupos anarquistas, igualmente importantes na configuração dos movimentos reivindicatórios nesse processo. Visando aprofundar o tema em questão, o objetivo central nessa pesquisa é adentrar o estudo dos periódicos A Plebe e Guerra Sociale e os seus grupos militantes em conjunto, buscando compreender, de maneira mais ampla, a construção e a condução de estratégias políticas e sindicais frente às mobilizações que ascenderam no contexto proposto, ressaltando também suas conexões transnacionais e seus projetos internacionalistas. Diante disso, será possível evidenciar o fortalecimento de diversas propostas que tais grupos estavam desempenhando, tal como as que levavam em consideração os contextos internacionais, que estavam influenciando o movimento operário na cidade - entre as quais a Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa - as articulações e militância de orientação sindical que visavam à união de diversas tendências políticas, regionais e de ofício e a união dos grupos especificamente anarquistas, a chamada Alliança Anarquista. Para tal, busco primeiramente compreender as condições que possibilitaram o surgimento das estratégias e políticas anarquistas que serão reavaliados pelos grupos estudados e, depois, percorro a construção e atuação dos periódicos mencionados a partir de seus discursos e propostas bem como de práticas e as formações de seus militantes dentro de condições materiais precisas e de eventos históricos condicionantes, entre elas a conjuntura das greves e manifestações de 1917-1920, que tinham no sindicalismo revolucionário seu principal vetor social, análise que se dá também comparando tais práticas com suas influências teóricas e os debates e articulações internacionais anarquistas.

Anarquismo. Internacionalismo. Anti-imperialismo. Sindicalismo Revolucionário. Imprensa Operária – Primeira República.
BSTRACT: The produced and read newspapers by the lower classes, workers and militants in the context of the First Republic in São Paulo-Brazil was one of the main vectors of dissemination and political mobilization. Therefore, it is evident the role that had anarchist groups, equally important in shaping the claim movements in this process. Aiming to examine the subject in question, the main objective in this research is the study of the periodics A Plebe and Guerra Sociale and its militant groups, trying to understand, more broadly, the construction and driving political syndicalists strategies in the face of demonstrations that amounted in the proposed context, also highlighting their transnational connections and their internationalist projects. Therefore, we can show the strengthening of a number of policy proposals that such groups were performing, such as that considered international contexts, which were influencing the labor movement in the city, such as First World War and the Russian Revolution, the very joints and militant syndicalism orientation aimed of various political tendencies, and regional office and the union of the specifically anarchist groups, the Allianca Anarquista. To do this, first seek the conditions that allowed the emergence of anarchist strategies and policies that will be reassessed by the groups, and then I walk the construction and operation of the journals mentioned from his speeches and proposals and practices and the training of their militants within specific material conditions and historical conditions events, including the situation of strikes and demonstrations of 1917-1920 who had revolutionary syndicalism its main social vector, analysis that gives also compared these practices with their theoretical influences and debates and international links anarchists.
Anarchism. Internationalism. Anti-imperialism. Syndicalism. Working Press – First Republic.
01
179
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

Contexto

HISTÓRIA E HISTORIOGRAFIA
INSTITUIÇÕES, VIDA MATERIAL E CONFLITO
-

Banca Examinadora

EDILENE TERESINHA TOLEDO
Sim
Nome Categoria
LUIGI BIONDI Docente
CARLO MAURIZIO ROMANI Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 24

Vínculo

Colaborador
Outros
Outros
Não