Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
MEDICINA VETERINÁRIA (42002010011P0)
Tonometria e ecobiometria ocular em Tucano-toco (ramphastos toco) e Tucano-de-bico-verde (ramphastos dicolorus)
PEDRO RAFAEL APULCRO CORREA MARCHAN
TESE
18/12/2015

A visão das aves é fundamental para a sua sobrevivência em vida livre, pequenas alterações neste órgão, podem levar a perda da acuidade visual, consequentemente dificuldade ou mesmo impossibilidade em caçar, se locomover ou se defender de predadores. Devido a estas particularidades, o objetivo deste trabalho foi o de conhecer o valor normal da pressão intraocular (PIO) e identificar a anatomia ocular por meio da ecobiometria em modo B pela via transpalpebral, tornando o exame oftálmico mais completo e fidedigno. Foi avaliada a PIO de 15 Tucanos-toco (Ramphastos toco) e de 15 Tucanos-de-bico-verde (Ramphastos dicolorus) por meio da tonometria de aplanação, usando o tonômetro Tono-Pen VET®. Foi realizado ecobiometria ocular em 5 Tucanos-toco e 5 Tucanos-de-bico-verde. A PIO dos Tucanos-toco com 95% de confiança teve uma média entre 13,79 mmHg e 17,61 mmHg, já os Tucanos-de-bico-verde tiveram a PIO entre 12,05 mmHg e 16,81 mmHg. A ecografia ocular se mostrou eficiente pois foram identificados o segmento anterior, a lente, o segmento posterior, o posicionamento da retina, o pécten e o espaço retrobulbar. Na ecobiometria foram obtidos nos Tucanos-toco média do eixo axial bulbar de 1,66 cm, eixo axial do segmento anterior 0,25 cm, eixo axial do segmento posterior 1,05 cm, eixo transversal do segmento posterior 2,20 cm, eixo axial da lente 0,35 cm e eixo transversal da lente 1,21 cm, e nos Tucanos-de-bico-verde a média do eixo axial bulbar de 1,29 cm, eixo axial do segmento anterior 0,10 cm, eixo axial do segmento posterior 0,79 cm, eixo transversal do segmento posterior 1,39 cm, eixo axial da lente 0,40 cm e eixo transversal da lente 0,99 cm. Conclui-se que é possível mensurar a PIO por meio da tonometria de aplanação com o tonômetro Tono-pen VET® e que a ecobiometria ocular, em modo B pela via transpalpebral é viável para estas espécies

Pressão intraocular;Tonometria de aplanação;Ecografia ocular;Aves;Oftalmologia aviária
The eyesight of birds is essential for their survival in a free environment; tiny alteration in this organ may cause loss of vision, consequently the difficulty or even the impossibility to hunt, move or protect themselves from predators; due to these particularities, the objective of this paper was to know the normal rate of intra-ocular pressure (IOP) and to identify the ocular anatomy through sonographic biometry in B-scan through transpalpebral way, so the ophthalmic examination can be complete and reliable. It was valued the IOP of 15 Toco Toucans (Ramphatos toco) and 15 Red-breasted Toucan (Ramphastos dicolorus) through applanation tonometry, using a Tono-Pen VET® tonometer and executed sonographic biometry ocular in 5 Toucans Toco and in 5 Red-breasted Toucan. The IOP from Toco Toucans, reliable in 95% got the media between 13,79 mmHg to17,61 mmHg, while the Red-breasted Toucan got the IOP between 12,05 mmHg and 16,81 mmHg. The ocular ultrasound eye was efficient as it could identify the previous segment, the lens, the posterior segment, positioning of the retina, Pecten and retrobulbar space. The Toco Toucans sonographic biometry obtained the bulbar average axial length of 1,66 cm, axial shaft of anterior segment 0,25 cm, shaft axial lens 0,35 cm axial shaft of posterior segment 1,05 cm, transverse shaft of the posterior segment 2,20 cm, transverse shaft of the lens 1,21 cm, and in Red-breasted Toucan the bulbar average axial length of 1,29 cm, axial shaft of anterior segment 0,10 cm, axial shaft lens 0,40 cm axial shaft of posterior segment 0,79 cm, shaft transverse of the posterior segment 1,39 cm, shaft transverse of the lens 0,99 cm. It follows that it is possible to measure IOP by tonometry with Tono-pen VET® tonometer and ocular sonographic biometry the B-scan transpalpebral, route is feasible for these species
Intraocular pressure;Tonometry;Ocular ultrasound;Birds;Avian ophthalmology.
01
83
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CIRURGIA E CLÍNICA VETERINÁRIA
CIRURGIA REPARADORA
TÉCNICAS REPARADORAS PARA FRATURAS E LESÕES DE TECIDOS MOLES EM ANIMAIS

Banca Examinadora

NEY LUIS PIPPI
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
DANIEL CURVELLO DE MENDONCA MULLER Participante Externo
MAURICIO VELOSO BRUN Docente - PERMANENTE
DOMINGUITA LUHERS GRACA Participante Externo
GENTIL FERREIRA GONCALVES Participante Externo

Vínculo

CLT
Empresa Privada
Empresas
Sim