Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
VETERINÁRIA (42003016008P2)
Efeito do lipopolissacarideo na expressão gênica de células da granulosa do folículo dominante em bovinos
FELIPE TERRES DE CAMPOS
DISSERTAÇÃO
15/03/2016

Este estudo teve como objetivo avaliar a resposta inflamatória no soro e fluido folicular perante ao desafio com lipopolissacarídeo (LPS), correlacionando com a produção de estradiol, atividade da enzima PON1 e haptoglobina no soro sanguíneo e no fluido folicular, expressão dos genes ligados a resposta inflamatória e esteroidogênese nas células da granulosa do folículo dominante. O grupo que recebeu LPS teve uma temperatura retal maior (P<0,05; 40,42 ± 0,11) em relação ao grupo controle (38,84 ± 0,10), comprovando a efetividade do tratamento com LPS. A atividade de PON1 no soro (controle: 130,2 ± 5,13 U/mL, LPS: 99,62 ± 7,10 U/mL) e fluido folicular (controle: 47,25 ± 4,40 U/mL, LPS: 30,57 ± 3,07 U/mL) foi maior no grupo controle em relação ao grupo LPS (P<0,05), como um reflexo da resposta inflamatória. Importante salientar que no fluido folicular a atividade da PON1 foi 50% menor (P<0,05) em comparação ao soro. A expressão gênica nas células da granulosa de genes relacionados a sintese de hormônios esteróides também foram avaliados durante o nosso experimento, sendo observado que a expressão de StAR foi significativamente reduzida no grupo desafiado com LPS (~90% de redução, P<0.05). A expressão de genes ligados ao processo inflamatório também foram avaliados nas células da granulosa, sendo observada diferença expressiva para TLR4 e TNFα (~90% de redução, P<0.05). O nivel de estradiol intrafollicular não foi diferente entre os grupos controle e LPS (P=0,24). Conforme os resultados deste estudo, o desafio com LPS induz uma reposta inflamatória nas células da granulosa de folículos dominantes, mediada pela via do TLR4 e resultando em redução da expressão de TNFa. Além disso, esta resposta pode alterar a produção de hormônios esteroides em longo prazo visto que a expressão de enzimas chave neste processo (StAR) foi drasticamente reduzida, e, desta maneira pode comprometer a maturação oocitária e posterior ovulação.

: reprodução;bovino;expressão gênica.
This study aimed to evaluate the inflammatory response in serum and follicular fluid before the challenge with lipopolysaccharide (LPS), correlating with estradiol production, PON1 enzyme activity and haptoglobin in blood serum and follicular fluid, expression of genes related to response inflammatory and steroidogenesis in granulosa cells of the dominant follicle. The group receiving LPS had increased rectal temperature (P<0.05; 40.42 ± 0.11) compared to the control group (38.84 ± 0.10), proving the effectiveness of treatment with LPS. The PON1 activity in serum (control: 130.2 ± 5.13 U / ml LPS: 99.62 ± 7.10 U / mL) and follicular fluid (control: 47.25 ± 4.40 U / mL, LPS: 30.57 ± 3.07 U / ml) was higher in the control group compared to LPS group (P<0.05), as a reflection of the inflammatory response. Importantly, PON1activity in the follicular fluid was 50% lower (P <0.05) compared to serum. Gene expression in granulosa cells of genes related to the synthesis of steroid hormones were also evaluated during our experiment and it was observed that the StAR expression was significantly reduced in the group challenged with LPS (~ 90% reduction; P <0.05). The expression of the inflammatory process related genes were also evaluated in granulosa cells and there was a difference regarding TLR4 and TNF (~ 90% reduction, P<0.05) .The level of estradiol intrafollicular was not different between the control group and LPS (P=0.24). In conclusion, LPS challenge induces an inflammatory response in the dominant follicle granulosa cells, mediated via TLR4 and resulting in reduction of TNF expression. In addition, this response can change the production of steroid hormones in the long term as the expression of key enzymes in this process (StAR) was drastically reduced, and thereby may compromise the subsequent oocyte maturation and ovulation.
reproduction;cattle;gene expression
1
37
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

SANIDADE ANIMAL
BIOTÉCNICAS APLICADAS À EFICIÊNCIA REPRODUTIVA
Efeito do desafio com LPS na atividade sérica e intrafolicular de paraoxonase e mieloperoxidase em bovinos

Banca Examinadora

AUGUSTO SCHNEIDER
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
JORGEA PRADIEE Participante Externo
JOABEL TONELLOTTO DOS SANTOS Participante Externo
BERNARDO GARZIERA GASPERIN Docente - COLABORADOR

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Programa de Demanda Social 24

Vínculo

Colaborador
Empresa Pública ou Estatal
Ensino e Pesquisa
Não