Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
CLÍNICA VETERINÁRIA (33002010150P1)
Função mecânica do átrio esquerdo em cães com degeneração valvar crônica de mitral
MATHEUS MATIOLI MANTOVANI
TESE
05/05/2016

O objetivo desse estudo foi determinar se os índices de função, volume (VAE) e área (AAE) do átrio esquerdo (AE) podem ser utilizados para avaliar a gravidade da degeneração valvar crônica de mitral (DVCM) em cães, bem como diagnosticar a insuficiência cardíaca congestiva (ICC) nestes pacientes. A hipótese é que o aumento dos volumes e decréscimo da função atrial esquerda possa estar associado com a gravidade da DVCM e também com a ICC. Oitenta cães foram incluídos em um estudo clínico transversal observacional e prospectivo, sendo agrupados de acordo com a gravidade DVCM. Os cães foram igualmente distribuídos nos grupos A, B1, B2 e C + D, de acordo com o estadiamento para DVCM proposto pelo American College of Veterinary Internal Medicine. A mudança fracional da área (FAC) e a fração de ejeção atrial esquerda (FEAE) foram calculados com as seguintes equações: FAC total = 100 x (AAEmáxima – AAEmínima) / AAEmáxima, FAC passiva = 100 x (AAEmáxima – AAEpa) / AAEmáxima e FAC ativa = 100 x (AAEpa – AAEminima) / AAEpa, cujas as mensurações foram realizadas no corte apical quatro câmaras; e FEAE Total = 100 x (VAEmáxima – VAEmínima) / VAEmáxima, FEAE passiva = 100 x (VAEmáxima – VAEpa) / VAEmáxima e FEAE ativa = 100 x (VAEpa – VAEminima) / VAEpa, calculadas por meio do método biplanar área-comprimento, no corte apical quatro e duas câmaras. A FAC total, FAC ativa, FEAE total e FEAE ativa foram significativamente menores nos pacientes do grupo C+D do que as observadas nos demais grupos. Também foi observado que com o agravamento da DVCM ocorreu o aumento do VAEmáximo/kg, VAEpa/kg, VAEmínimo/kg, AAEmáximo/m2, AAEpa/m2, AAEmínimo/m2. Os volumes do AE, bem como suas áreas, apresentaram grande acurácia e aumentaram a capacidade para diagnosticar a ICC nos cães do DVCM. Conclui-se que a função atrial esquerda total e ativa é reduzida nos cães com ICC secundária a DVCM quando comparados aos cães saudáveis e naqueles com DVCM sem ICC. Além disso, os volumes e as áreas atriais podem ser utilizados para diagnosticar a ICC nesses pacientes.

Ecocardiografia. Insuficiência cardíaca. Doença valvar mixomatosa
This study aimed to determine whether left atrial (LA) function indices, volume (LAV) and area (LAA) can be used to assess severity of mitral valve chronic degeneration (MVCD) in dogs, as well as to diagnose congestive heart failure (CHF) in these patients. The hypothesis stated that the increase in left atrial volumes and decrease in function are associated with the severity of MVCD and also with CHF. Eigthy dogs were included in a cross sectional prospective observational clinical study, grouped according to the severity of MVCD based on clinical signs and echocardiographic evaluation. Dogs were equitatively distribuited among groups A, B1, B2 and C + D, according to MVCD staging proposed by the American College of Veterinary Internal Medicine. The fractional area change (FAC) and left atrial ejection fraction (LAEF) were calculated based on the following equations: total FAC = 100 x (LAAmaximum – LAAminimum) / LAAmaximum, passive FAC = 100 x (LAAmaximum – LAApa) / LAAmaximum and active FAC ativa = 100 x (LAApa – LAAminimum) / LAApa, which measurements were performed in four chamber apical view; and total LAEF = 100 x (LAVmaximum – LAVminimum) / LAVmaximum, passive LAEF = 100 x (LAVmaximum – LAVpa) / LAVmáximum and active LAEF = 100 x (LAVpa – LAVminimum) / VLAVpa , calculated by biplanar area-length method in four and two-chambers apical view. The total and active FAC, total LAEF and active LAEF were significantly smaller in pacients from group C+D than the observed in the other groups. With increasing severity of MVCD there was increase in LAVmaximum/kg, LAVpa/kg, LAVminimum/kg, LAAmaximum/m2, LAApa/m2, LAAminimum/m2. LA volumes, as well as LA areas had a good performance as diagnostic methods, with high accuracy and increased capacity for heart failure detection in dogs with MVCD. In conclusion, left atrial total and active function are reduced in dogs with HF secondary to MVCD when compared with healthy dogs and dogs with MVCD without HF. Moreover, atrial volumes and areas can be used to diagnose HF in these patients.
Echocardiography. Heart failure. Mixomatous valve disease
1
81
PORTUGUES
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CLÍNICA VETERINÁRIA
CLÍNICA MÉDICA DE CANINOS E FELINOS
Cardiologia Veterinária Comparada

Banca Examinadora

DENISE SARETTA SCHWARTZ
DOCENTE - COLABORADOR
Sim
Nome Categoria
MARIA HELENA MATIKO AKAO LARSSON Docente - COLABORADOR
DENISE TABACCHI FANTONI Participante Externo
GUILHERME GONCALVES PEREIRA Participante Externo
RONALDO JUN YAMATO Participante Externo

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DE SAO PAULO - Bolsa de Doutorado 48

Vínculo

-
-
-
Sim