Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
MEDICINA VETERINÁRIA ( CLÍNICA e REPRODUÇÃO ANIMAL) (31003010024P0)
Identificação imuno-histoquimica de Helicobacter spp e avaliação do grau de inflamação na região da margo plicatus do estômago equino
CAMILA BARBOSA DA FONSECA FORNARI
DISSERTAÇÃO
12/06/2015

Existem diversos fatores envolvidos na etinopatogenia das ulcerações gástricas em equinos destacando-se: alimentação, jejum e confinamento em baias, exercícios intensos, estresse, uso de antiinflamatórios não esteroidais, presença de parasitas e presença de Helicobater spp. O gênero Helicobacter é o agente mais comum de infecção gástrica crônica em humanos e, possivelmente, também nos animais de companhia, colonizando a mucosa gástrica. A colonização por Helicobacter sp. resulta na indução de resposta inflamatória, caracterizada pela migração de neutrófilos, células mononucleares e CD4 T- helper. A região da margo plicatus possuí alta prevalência de alterações histopatológicas tanto em potros quanto em animais adultos. O objetivo desse trabalho foi identificar por meio da técnica de imuno-histoquímica a presença de Helicobater spp e avaliar o grau de inflamação da margo plicatus do estômago equino. Foram utilizados 38 estômagos de equinos machos e fêmeas, com idade entre 3 a 20 anos, sem raça pré definida, previamente abatidos em abatedouro comercial. Para o exame histopatológico foram utilizados fragmentos de mucosa e submucosa da mucosa da margo plicatus. Os cortes histológicos foram avaliadas quanto à presença de Helicobater sp. por meio da imuno-histoquímica com anticorpo anti-H.pylori e classificadas como positivas quando a bactéria corou em vermelho e negativas. Dos 38 animais avaliados foram observados 10,52% (4/38) com inflamação leve, 31,57% com inflamação moderada e 57,89% de inflamação grave. Para identificação e quantificação de Helicobacter spp foram avaliadas 31 amostras com os seguintes resultados: 19,35% das amostras (6/31) apresentaram grau “0”, 9,67% (3/31) grau “1” e grau “2” e 61,29% (19/31) grau “3”. Equinos destinados ao abatedouro comercial são naturalmente infectados por Helicobacter spp. A região da margo plicatus demonstra grande susceptibilidade para infecção por Helicobacter spp no estômago de equinos. Há correlação entre o grau de infecção por Helicobacter spp e o grau de inflamação no estômago equino. Há correlação entre o grau de infecção por Helicobacter spp e os infiltrados linfocítico e eosinofílico no estômago dos equinos. Não há correlação entre o grau de infecção por Helicobacter spp e os infiltrados plasmocítico e neutrofílico no estômago de equinos.

equinos, úlcera gástrica, imuno-histoquímica, estômago.
There are several factors involved in etiopathogeny of gastric ulcers in horses highlighting: food, fasting and confinement in stalls, intense exercise, stress, use of nonsteroidal anti-inflammatory drugs, the presence of parasites and presence of Helicobacter spp. Helicobacter genus is the most common agent of chronic gastric infection in humans and possibly also in pets, colonizing the gastric mucosa. The colonization by Helicobacter sp. results in the induction of inflammatory response, characterized by the migration of neutrophils, mononuclear cells and CD4 + T-helper. The region of plicatus margo possess high prevalence of pathological changes in both foals and adults animals. The aim of this study was to identify by immunohistochemical technique the presence of Helicobacter spp and assess the degree of inflammation of the margo plicatus the equine stomach. Were used 38 horses stomachs of males and females, aged 3-20 years, with no predefined race, previously slaughtered in commercial abattoir. For histopathology were used mucosa and submucosa fragments of mucosa plicatus margo. The histological sections were evaluated for the presence of Helicobacter sp. by immunohistochemistry with anti- H.pylori antibody and classified as positive when the bacterium stained in red and negative. Of the 38 animals evaluated were observed 10.52% (4/38) with mild inflammation, 31.57% with moderate inflammation and 57.89% of severe inflammation. For identification and quantification of Helicobacter spp were evaluated 31 samples with the following results: 19.35% of the samples (6/31) had grade "0", 9.67% (3/31) grade "1" and grade "2 "and 61.29% (19/31) level" 3 ". Equines intended for commercial slaughterhouse are naturally infected by Helicobacter spp. The region of plicatus margo shows great susceptibility to infection by Helicobacter spp in equine stomach. There is a correlation between the degree of infection by Helicobacter spp, and the degree of inflammation in equine stomach. There is a correlation between the degree of infection by Helicobacter spp and lymphocytic and eosinophilic infiltrates in the stomach of horses. There is no correlation between the degree of infection by Helicobacter spp and plasmacytic and neutrophilic infiltrates in the equine stomach.
horses, gastric ulcer, immunohistochemistry, stomach
01
104
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

CLÍNICA E REPRODUÇÃO ANIMAL
CLÍNICA DIAGNÓSTICA, PREVENTIVA E TERAPÊUTICA EM MEDICINA VETERINÁRIA.
-

Banca Examinadora

JULIANA DA SILVA LEITE
DOCENTE - PERMANENTE
Sim
Nome Categoria
MARCELA FREIRE VALLIM DE MELLO Participante Externo
LIO MOREIRA Participante Externo
ANA MARIA REIS FERREIRA Docente - PERMANENTE

Vínculo

-
-
-
Não