Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
MEDICINA VETERINÁRIA (PATOLOGIA E CIÊNCIAS CLÍNICAS) (31002013016P8)
ESTADIAMENTO DA DOENÇA RENAL CRÔNICA EM CÃES DOMÉSTICOS (Canis familiaris, LINNAEUS, 1758) COM DOENÇA VALVAR CRÔNICA
ROSEMAR DE ALMEIDA FREITAS
DISSERTAÇÃO
06/07/2015

FREITAS, Rosemar de Almeida. Estadiamento da doença renal crônica em cães domésticos (Canis familiaris, linnaeus, 1758) com doença valvar crônica. 2015. 88p. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária, Patologia e Ciências Clínicas). Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2015. A insuficiência cardíaca acarreta, à curto ou longo prazo, em perda da capacidade renal de manter a homeostase. Esta interrelação de lesão mútua, denominada de síndrome cardiorrenal, já é amplamente estudada na medicina, entretanto, na veterinária os estudos ainda são incipientes. Sendo assim, faz-se necessária a atenção maior sobre o assunto já que ambas as doenças estão dentre as principais causas de óbito em cães geriatras. O objetivo do estudo foi determinar a ocorrência da doença renal crônica em cães com doença valvar crônica por meio de exames laboratoriais e exame de imagem; estadiando e subestadiando-os segundo a International Renal Interest Society. Fizeram parte do estudo 23 cães, entre machos e fêmeas de idades diversas, com diagnóstico ecocardiográfico de doença valvar crônica. Todos estes cães após serem estadiados quanto ao grau de comprometimento valvar (estágios B1, B2 e C), foram submetidos à avaliação clínica nefrológica com posterior coleta de amostras biológicas (sangue e urina), exame de imagem (ultrassonografia) e mensuração da pressão arterial sistólica sistêmica com intuito de investigar lesão renal prévia. Neste estudo não foram admitidos cães em estágio A (pré-dispostos) e em estágio D (em tratamento), pois a existência de degeneração valvar e ausência de uso fármacos que viessem a interferir na função e/ou perfusão renal, foram utilizados como critérios de inclusão. Nos resultados obtidos, pode ser observado que as fêmeas foram mais acometidas que os machos, a raça poodle foi a mais diagnosticada com a doença valvar crônica e que no estágio 1 da doença renal crônica esteve presente na maior parte dos cães (15/23) nos diferentes estágios da doença valvar crônica. Ao subestadiar estes cães quanto à proteinúria, pode ser observado que esta esteve presente em sua maioria nos cães em estágio C da doença valvar crônica. Quanto ao risco de lesão em órgão alvo segundo a mensuração da pressão arterial sistólica sistêmica, pode ser observado que independente do estágio da doença valvar crônica, os cães deste estudo encontravam-se na sua maioria em risco mínimo de desenvolvimento de lesão em órgão alvo. A predominância de cães em estágio C com doença renal crônica, pode ser justificada pelo déficit na perfusão renal, secundário à redução do débito cardíaco. Pode se concluir através deste estudo que a doença renal crônica é um achado comum em cães com doença valvar crônica.

insuficiência cardíaca congestiva, síndrome cardiorrenal, cão.
FREITAS, Almeida of Rosemar. Staging of chronic kidney disease in domestic dogs (canis familiaris, Linnaeus, 1758) with valve chronic disease. 2015. 88p. Dissertation (Master of Veterinary Medicine, Pathology and Clinical Sciences). Institute of Veterinary, Rural Federal University of Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2015. Heart failure causes, short or long term, in loss of kidney ability to maintain homeostasis. This interrelation of mutual injury, called cardiorenal syndrome, is already widely studied in medicine, however, there are few studies in veterinary, making it necessary to increased attention on the issue given that both diseases are the most common cause of death in geriatric dogs. The aim of the study was to determine the occurrence of chronic kidney disease in dogs with chronic valve disease through laboratory tests and imaging exams; staging and substaging them according to the International Renal Interest Society. In total 23 dogs participated in the study males and females of various ages, with echocardiographic diagnosis of chronic valve disease. All of these dogs after being staged in the degree of valve disease (stages B1, B2 and C), underwent clinical assessment of renal function with subsequent collection of biological samples (blood and urine), imaging exam (ultrasound) and measurement of blood pressure systolic systemic aiming to investigate previous renal injury. In this study were not include dogs in stage A (pre-arranged) and D stage (in treatment) because as inclusion criterion that the existence of valve degeneration and absence of drug use that were to interfere with the kidney function and /or perfusion. The results obtained, showed that females were more affected than males; the poodle was the breed with most diagnostic of chronic valve disease and that in stage 1 of chronic kidney disease was present in most dogs (15/23) in different stages of chronic valve disease. When these dogs were substaged as the degree of proteinuria, it could be seen that this was present mostly in dogs in stage C of chronic valve disease. The risk of injury in target organ after the measurement of the systemic systolic blood pressure, it was noted that regardless of the stage of chronic valve disease, the dogs of this study were in the majority in minimal risk of developing target organ damage. The predominance of dogs in stage C with chronic kidney disease, can be explained by the deficit in renal perfusion secondary to reduced cardiac output. It can be concluded through this study that chronic kidney disease is a common finding in dogs with chronic valve disease.
congestive heart failure, cardio-renal syndrome, dog.
1
88
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

CIÊNCIAS CLÍNICAS
DOENÇAS NUTRICIONAIS E ENDÓCRINO-METABÓLICAS DOS ANIMAIS
PROCESSOS FISIOPATOLÓGICOS E MODALIDADES TERAPÊUTICAS DOS DISTÚRBIOS CLÍNICOS, ENDOCRINO-METABÓLICOS E ACIDO-BASE DOS ANIMAIS

Banca Examinadora

JONIMAR PEREIRA PAIVA
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
MARIA CRISTINA NOBRE E CASTRO Participante Externo
CRISTIANE DIVAN BALDANI Docente - PERMANENTE
JULIO ISRAEL FERNANDES Docente - PERMANENTE
FLAVYA MENDES DE ALMEIDA Participante Externo

Vínculo

CLT
Instituição de Ensino e Pesquisa
Ensino e Pesquisa
Sim