Dados do Trabalhos de Conclusão

INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA
ENGENHARIA DE DEFESA (31007015011P8)
Metodologia para Seleção de Área de Destruição de Munição e Explosivos Inservíveis
CAMILA MARANGONI
DISSERTAÇÃO
18/12/2015

A atividade de destruição de munição inservível, realizada pelo Exército Brasileiro, destrói materiais que contém metais pesados em sua composição. Essa destruição é feita por detonação em solo, em onze áreas distribuídas ao longo do País, atendendo praticamente todas as Regiões Militares e abrangendo todos os biomas. Dessa forma, a pesquisa buscou proporcionar ao Exército Brasileiro melhores condições para cumprir suas responsabilidades, no que se refere às áreas de destruição de munição inservível, garantindo segurança e o mínimo de impacto ambiental. Essa dissertação teve por objetivo propor uma metodologia para selecionar a área mais adequada para realizar a destruição de munição inservível, causando o mínimo de impacto ambiental possível durante o processo de destruição. Foi adotado o método de análise hierárquica, proposto por Thomas Saaty em 1977, que auxilia o processo de tomada de decisão e consiste em facilitar o raciocínio humano comparando os elementos de um conjunto de dados, ou seja, compara cada elemento com o elemento superior utilizando uma escala com valores de 1 a 9, padronizando e facilitando a compreensão de todas as comparações. Juntamente com o método AHP foram adotados alguns procedimentos de análise espacial para gerar resultados com a componente geográfica. A área de estudo é uma Organização Militar do sudeste do Brasil em que já foram iniciados alguns estudos ambientais desde 2010, portanto, está servindo de laboratório para pesquisas científicas devido à proximidade do Instituto e a necessidade de um estudo completo e abrangente referente à área. Os dados utilizados foram obtidos no IBGE, na 5ª DL e no Estudo Geoambiental do Estado do Rio de Janeiro. Os resultados mostram que o método é eficiente para a situação proposta. De acordo com os especialistas, as variáveis do tipo solo (35,9%) e hidrogeologia (29,6%) foram consideradas como as mais importantes para a escolha de locais para destruir munição inservível, seguidos da cobertura vegetal (16,5%), declividade (8,4%) e topografia (5,3%). Para o estudo de caso foi verificado que a área em que se utiliza hoje para se destruir munição inservível se localiza em um local apropriado e não há necessidade de mudança mas sim, monitoramento.

Destruição de Munição / Explosivo; Método AHP; Análise Espacial.
-
-
0
PORTUGUES
INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA
O trabalho não possui divulgação autorizada

Contexto

ENGENHARIA DE DEFESA
MODELAGEM E SIMULAÇÃO EM SISTEMAS DE DEFESA
-

Banca Examinadora

LEONARDO CASTRO DE OLIVEIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
MARIA ESTHER SOARES MARQUES Docente - PERMANENTE
MARIA CLAUDIA BARBOSA Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não