Dados do Trabalhos de Conclusão

INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA
ENGENHARIA DE DEFESA (31007015011P8)
Posicionamento por GNSS utilizando VRS: Uma Alternativa para Defesa
ALEXANDRE BENEVENTO MARQUES
TESE
15/05/2015

Este trabalho tem por objetivo apresentar o desenvolvimento, implementação e resultados do método denominado Pseudo-Órbita (PO) para obtenção de posicionamento por satélites GPS pelo conceito de Virtual Reference Station (VRS). O método de PO é uma abordagem diferenciada dos métodos existentes permitindo a obtenção de dados de VRS sem a necessidade de modelagem de erros do posicionamento orbital dos satélites, dos erros dos relógios dos satélites e dos erros atmosféricos (refração ionosférica e troposférica). A VRS resultante do uso do método PO é gravada em arquivo em formato RINEX (Receiver Indepedent Exchange Format). Como o conceito de VRS é baseado em posicionamento por redes de estações de referência, foi utilizado neste trabalho estações da RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O método de PO apresentado tem sua rede de estações de referência definida por três estações. As três estações são selecionadas de forma a definir uma área onde esteja incluída a área onde se deseja gerar os dados de VRS. Foi definida uma metodologia de teste das VRS geradas para duas áreas no território brasileiro de forma a avaliar o desempenho do método de PO para diferentes valores médios de afastamento entre as estações de referência. Os afastamentos médios testados foram de 114 km e 153 km. As soluções de posicionamento obtidos com a utilização do método PO, tanto para VRS utilizando observável pseudodistância C1 como para fase da portadora L1 e L2, são compatíveis com as exatidões que tais observáveis permitem. Os valores obtidos foram inferiores a 1,72 m para observável pseudodistância C1 e 0,16 m para a observável fase da portadora L1 e L2, neste último caso em uma seção de 24 horas de dados. O método de PO se mostrou viável e possui características que podem tornar sua aplicação em Defesa uma alternativa, pois com a adequada infraestrutura de transmissão de dados entre as estações de referência, um Servidor VRS Caster e o usuário, o posicionamento deste último pode ser obtido com melhor acurácia e integridade em tempo real. Foi escopo deste trabalho evidenciar, através do uso de uma eletrônica embarcada, a viabilidade do fluxo de dados para viabilizar o uso do método de VRS por PO em tempo real.

VRS – Virtual Reference Station; Posicionamento Geodésico; Defesa.
-
-
0
PORTUGUES
INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

ENGENHARIA DE DEFESA
MODELAGEM E SIMULAÇÃO EM SISTEMAS DE DEFESA
ASPECTOS MATEMÁTICOS DA CONSTRUÇÃO DE REDES GEODÉSICAS E A MUDANÇA DO REFERENCIAL GEODÉSICO

Banca Examinadora

LEONARDO CASTRO DE OLIVEIRA
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
VITOR GOUVEA ANDREZO CARNEIRO Participante Externo
GERALDO ROBERTO CARVALHO CERNICCHIARO Participante Externo
HELOISA ALVES SILVA MARQUES Participante Externo
JOAO FRANCISCO GALERA MONICO Participante Externo
FLAVIO LUIS DE MELLO Participante Externo

Vínculo

Servidor Público
Empresa Pública ou Estatal
Pesquisa
Sim