Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
TECNOLOGIAS E ATENÇÃO À SAÚDE (33009015074P8)
AVALIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO ENTRE SÍNDROME METABÓLICA E COMPROMETIMENTO COGNITIVO EM UMA COORTE DE LONGEVOS
VANESSA AKEMI MOROMIZATO HASHIMOTO
DISSERTAÇÃO
26/08/2015

Introdução: O envelhecimento populacional proporciona um aumento na prevalência de comprometimento cognitivo (CC), tornando-se necessário o estudo de condições e de fatores de risco que possibilitem um diagnóstico precoce e que permitam sua prevenção ou atenuem seu desenvolvimento. Alguns estudos sugeriram ser a Síndrome Metabólica (SM) um fator de risco para o CC, embora não haja um consenso entre as publicações existentes. Objetivo: Testar a hipótese de uma associação entre SM e CC em uma coorte de idosos longevos. Material e Método: Estudo analítico transversal realizado na coorte do Projeto Longevos da Disciplina de Geriatria – UNIFESP. A SM foi definida pela presença de três ou mais dos seguintes componentes: circunferência abdominal (CA) ≥ 102 cm para homens e ≥ 88 cm para mulheres; triglicérides (TG) ≥ 150mg/dL ou em uso de medicação para dislipidemia; HDL colesterol < 40 mg/dL para homens e < 50 mg/dL para mulheres ou em uso de hipolipemiantes; presença de hipertensão arterial sistêmica (HAS) relatada pelo participante ou pelo uso de anti-hipertensivos, glicemia jejum (GJ) ≥ 100 mg/dL ou pelo uso de medicamento para tratamento de diabetes. O CC foi definido pela presença de pelo menos dois dos seguintes testes alterados: Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), Teste do Relógio (TR) e Fluência Verbal (FV). Foi utilizado o teste de qui quadrado para a associação entre SM e CC e o Teste de Análise de Variância (ANOVA) para comparar os testes cognitivos no grupo com e sem SM. Resultados e Discussão: Dentre os 255 longevos, 54,5% apresentavam SM e 30% CC. A média de idade foi de 85,4 anos, sendo 67% do sexo feminino. Não houve associação estatisticamente significante entre SM e CC (p=0,346) e tão pouco entre o desempenho nos testes cognitivos do grupo com e sem SM (MEEM: p = 0,804, FV: p = 0,499, TR: p = 0,760). Conclusão: A síndrome metabólica não esteve associada ao comprometimento cognitivo neste estudo.

1. Síndrome X Metabólica. 2. Outros transtornos Cognitivos. 3. Idoso de 80 anos ou mais.
-
-
1
46
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

PROMOÇÃO DA SAÚDE
SAÚDE DO ADULTO E DO IDOSO
LONGEVOS

Banca Examinadora

CLINEU DE MELLO ALMADA FILHO
DOCENTE - PERMANENTE
Não
Nome Categoria
MARIA DO CARMO SITTA Participante Externo
NELSON IUCIF JUNIOR Participante Externo
MAYSA SEABRA CENDOROGLO Docente - PERMANENTE

Vínculo

-
-
-
Não

Produções Intelectuais Associadas

Não existem produções associadas ao trabalho de conclusão.