Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Ciências e Biotecnologia (31003010079P0)
POTENCIAL ANTICÂNCER DE CLUSIA FLUMINENSIS CONTRA GLIOBLASTOMA.
RENATA DE LIMA BARBOSA
DISSERTAÇÃO
29/02/2016

O glioma é o tumor cerebral primário mais comum correspondendo a 32% dos tumores sistema nervoso central (SNC) e a 80% dos tumores malignos do SNC sendo o glioblastoma a forma mais agressiva da doença. O tratamento quimioterápico do glioma tem baixa eficácia fazendo-se necessário o desenvolvimento de novas terapias. Sabendo-se que 60% dos fármacos antitumorais em uso, foram desenvolvidos a partir de extratos naturais e que o Brasil possui uma fração significativa da biodiversidade do planeta e têm grande relevância, existe a necessidade de pesquisas que avaliem a atividade antiglioma da flora brasileira. Como a família Clusiaceae possui alguns gêneros de importância na medicina popular, usada inclusive contra o câncer, este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antiglioma de 11 extratos de Clusia fluminensis. Foram usadas células U251 e a viabilidade celular foi medida através das técnicas de redução do MTT e exclusão do corante vital Azul de tripan. O IC50 dos extratos mais citotóxicos foi determinado e o índice de seletividade (IS) calculado. Em sequência, a fragmentação do DNA, e o ciclo celular de células tratadas com os extratos selecionados foram avaliadas por citometria de fluxo. Utilizando o teste de viabilidade por MTT foi possível determinar que dos 11 extratos testados os extratos de folha em hexano (IC50 =25,71 μg/mL; 17,58 – 35,04; r2: 0,9779) e caule em hexano (IC50=28,56 μg/mL; 24,35 – 33,46; r2: 0,9932)foram os mais citotóxicos. Este resultado foi confirmado pela técnica de exclusao do corante vital azul de tripan (folha-IC50 =19,67 μg/mL; 0 – 39,25; r2: 0,9276 e caule-IC50=20,71 μg/mL; 6,845 – 31,70; r2: 0,9640) e também pela análise da morfologia.Os extratos exibiram seletividade para a célula tumoral. O IS foi igual a 3,2 e 4,3 para folha e caule respectivamente. O extrato de caule em hexano na concentração de 20 μg/mL induziu maior fragmentação do DNA indicativo de morte por apoptose (46,60±3,11%) (p<0,05), já na distribuição das fases do ciclo celular a fase S apresentou um aumento para os dois tratamentos na maior concentração 20 μg/mL. Os compostos majoritários dos extratos das folhas e de caule com o solvente hexano de C. fluminensis são os triterpenos pentacíclicos, dentre eles sendo a substância epifriedelinol marjoritária e 3-oxo-friedelina xii minoritária, podemos concluir que Clusia fluminensis é uma planta que possui metabolitos secundários com potencial contra glioma e que a morte celular é provavelmente induzida por apoptose.

Câncer, Glioma, Produtos Naturais, Clusia fluminensis.
Glioma is the most common primary brain tumor corresponding to 32% of all CNS tumors and 80% of malignant CNS tumors being glioblastoma the most aggressive form. The chemotherapy of glioma has low efficacy being necessary to develop new therapies. Among the antitumor drugs in use, 60% were developed from natural products and Brazil has a significant fraction of the planet's biodiversity. Therefore, researches that evaluates antiglioma activity of Brazilian flora has great importance. The Clusiaceae family has some important activities in folk medicine including their use against cancer. This study aimed to evaluate the antiglioma activity of 11 extracts of Clusia fluminensis. U251 cells were treated with the extracts and cell viability was measured by MTT reduction and by trypan blue exclusion. The IC50of the extract was determined and also the selectivity index. DNA fragmentation and cell cycle of treated cells were evaluated by flow cytometry. Using MTT viability test was possible to determinate that of the 11 extracts leaf extracts in hexane (IC50 = 25.71μg / ml; 17.58 to 35.04; r2: 0.9779) and stem in hexane (IC50 = 28.56μg / mL; 24.35 to 33.46; r2: 0.9932) were the most cytotoxic extracts. This result was confirmed by trypan blue exclusion (leaf-IC50 = 19.67 μg/mL; 0 – 39.25; r2: 0.9276) and (stem-IC50 = 20.71 μg/mL; 6.845 – 31.70; r2: 0.9640) and also by the morphology. The extracts presented selectivity for the tumor cell. The IS was 3.2 and 4.3 to leaf and stem respectively. The stem extract to hexane at a concentration of 20 ug / ml induced the DNA fragmentation indicative of apoptosis death (46.60 ± 3.11%) (p <0.05), since the distribution of cell cycle phases, S phase showed an increase for both treatments at greater concentration 20 μg / ml. The major compounds of the extracts of the leaves and stems with hexane solvent C. fluminensis are pentacyclic triterpenes, among them being epifriedelinol marjoritária substance and minority 3-oxo-friedelin, we conclude that Clusia fluminensis is a plant secondary metabolites having with potential against glioma cell death which is probably induced by apoptosis.
Cancer, Glioma, Natural Products, Clusia fluminensis.
01
78
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA - INTERAÇÕES MOLECULARES, CELULARES E SISTÊMICAS
A IDENTIFICAÇÃO DE PROTÓTIPOS BIOATIVOS E MOLÉCULAS DE IMPORTÂNCIA EM SISTEMAS BIOLÓGICOS E BIOTECNOLÓGICOS
AVALIAÇÃO DO POTENCIAL ANTICANCER DE SUBSTANCIAS NATURAIS E SINTETICAS

Banca Examinadora

LIDIA MARIA DA FONTE DE AMORIM
Não
Nome Categoria
MANUEL GUSTAVO LEITAO RIBEIRO Participante Externo
MARIA CAROLINA ANHOLETI DA SILVA Participante Externo
JUSSARA MACHADO LAGROTA CANDIDO Docente
DIOGO GOMES GARCIA Participante Externo

Vínculo

-
-
-
Não