Brasil

Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Ciências e Biotecnologia (31003010079P0)
Determinação da atividade da acetilcolinesterase e da colina acetiltransferase em baço e timo de camundongos mdx com distrofia muscular de Duchenne
CHAYENNE SANTOS MUQUIM
DISSERTAÇÃO
29/05/2015

Introdução: Distrofia muscular de Duchenne é uma miopatia inflamatória crônica e fatal de origem genética, que determina mutação e/ou deleção da proteína distrofina, afetando a placa motora e levando à desorganização da junção neuromuscular. No modelo animal do camundongo mdx a distrofia apresenta 3 fases principais: em 4 semanas predomina inflamação e mionecrose; em 12 semanas a regeneração e a fibrose em 24 semanas. Um mecanismo neuroimune importante no controle da inflamação é a ativação colinérgica anti-inflamatória. Esta via modula as respostas inflamatórias pela estimulação do nervo vago num sistema bioquímico dependente de acetilcolina. Hipótese: ChAT e a AChE de tecidos linfóides podem desempenhar um papel importante na sinalização imunológica regulando a biodisponibilidade sistêmica de ACh e a liberação de citocinas envolvidas no controle da inflamação pela ativação da via colinérgica anti-inflamatória. Objetivo: Determinar a atividade das enzimas acetilcolinesterase (AChE) e colina acetiltransferase (ChAT) no timo e baço de camundongos mdx nas diferentes fases da doença. Material e Métodos: Baço e timo de camundongos mdx e controle C57Bl/10 com 4, 12 e 24 semanas de idade foram processados para determinação da celularidade e atividade das enzimas AChE e ChAT por métodos colorimétrico e radiobiológico. Resultados: No pico da mionecrose (4s), a atividade AChE foi aproximadamente 2 vezes maior em esplenócitos e timócitos de mdx, porém foi observada redução na atividade da ChAT em homogenatos de timo nos camundongos mdx. Na idade predominando a regeneração muscular (12 s) a atividade da AChE foi aproximadamente 3 vezes menor no baço do camundongo mdx e 19 vezes menor no timo em comparação com o grupo controle. Não foi detectado atividade da ChAT nos timócitos de camundongos mdx com 12 semanas. Na idade com predomínio de fibrose (24 s) não foi observada diferença significativa na atividade AChE em timócitos, porém o baço apresentou uma queda de 2 vezes na atividade AChE. Discussão e Conclusão: Os resultados sugerem que a AChE e CHAT podem influenciar na ativação do sistema imune e regulação da inflamação, do reparo e fibrose no músculo do camundongo mdx com distrofia muscular. É possível especular sobre a modulação deste sistema como alvo farmacológico promissor no controle da inflamação na distrofia muscular de Duchenne.

Distrofia muscular de Duchenne, camundongo mdx, via colinérgica anti-inflamatória, acetilcolinesterase, ChAT, inflamação, timo, baço.
Introduction: Duchenne muscular dystrophy is a chronic and fatal inflammatory myopathy of genetic origin, due to mutation and/or deletion of the dystrophin protein that affects the motor end-plate leading to disorganization of the neuromuscular junction. In the animal model the mdx mouse the disease presents 3 main phases: in 4 weeks predominates inflammation and myonecrosis; in 12 weeks the regeneration and fibrosis at 24 weeks. The anti-inflammatory cholinergic activation pathway is a neuroimmune mechanism important in the control of inflammation. This pathway modulates inflammatory responses by stimulation of the vagus nerve, in a biochemical system dependent on acetylcholine availability. Hypothesis: Chat and AChE of lymphoid tissues can play an important role in regulating immune signaling by systemic bioavailability of ACh and the release of cytokines involved in the control of inflammation via activation of the cholinergic anti-inflammatory pathway. Objective: to determine the activity of the enzyme acetylcholinesterase (AChE) and choline acetyltransferase (ChAT) in the thymus and spleen of mdx mice at different stages of the disease. Material and methods: Spleen and thymus of mdx and C57Bl/10 control mice with 4, 12 and 24 weeks of age were processed for determination of cellularity and enzyme AChE and CHAT activity by colorimetric and radiobiological methods. Results: at the peak of myonecrosis (4s), AChE activity was approximately 2 times higher in mdx splenocytes and thymocytes. However CHAT reduction was observed in the activity of mdx thymus homogenates at 4s..In the age (12s) with predominant muscle regeneration (12 s) the AChE activity was approximately 3 times lower in spleen of the mouse mdx and 19 times lower in the thymus in comparison with the control group. ChAT activity was not detected in thymocytes of mdx mice at 12 weeks. In age with prevalence of fibrosis (24 s) no significant difference was observed on AChE activity in thymocytes; however the spleen presented a fall of 2 times on AChE activity. Discussion and conclusion: the results suggest that the AChE and ChAT may influence the immune system activation and regulation of inflammation, repair and fibrosis in the mdx mouse muscle with muscular dystrophy. It is possible to speculate about the modulation of this system as promising pharmacological target for controlling inflammation in Duchenne muscular dystrophy.
Duchenne muscular dystrophy, mdx mice, anti-inflammatory cholinergic pathway, acetylcholinesterase. ChAT, inflamamation, thymus, spleen
01
59
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Contexto

CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA - INTERAÇÕES MOLECULARES, CELULARES E SISTÊMICAS
ANÁLISE MOLECULAR, CELULAR E/OU SISTÊMICA DE PROCESSOS BIOLÓGICOS E BIOTECNOLÓGICOS
Participação de linfócitos imunorregulatórios na fisiopatologia da lesão muscular de camundongos mdx

Banca Examinadora

THEREZA FONSECA QUIRICO DOS SANTOS
Não
Nome Categoria
ALINE ARAUJO DOS SANTOS RABELO Participante Externo
MANUEL GUSTAVO LEITAO RIBEIRO Participante Externo
SHEILA ESPIRITO SANTO ARAUJO Participante Externo
JUSSARA MACHADO LAGROTA CANDIDO Docente

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUNDACAO CARLOS CHAGAS FILHO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO-FAPERJ - Apoio à Manutenção de Equipamentos Multiusuários 12
FUNDACAO EUCLIDES DA CUNHA DE APOIO INSTITUCIONAL A UFF - Financiamento de Projeto de Pesquisa 12

Vínculo

-
-
-
Não