Dados do Trabalhos de Conclusão

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
ARTES CÊNICAS (28001010035P0)
A dinâmica das relações interpessoais em teatro de grupo: pressões externas e tensões internas na experiência de coletivos teatrais brasileiros
CARLOS EDUARDO DA SILVA
DISSERTAÇÃO
20/02/2015

Esse trabalho pretende investigar quais são os dinamizadores das relações interpessoais em teatro de grupo e como os coletivos respondem, modificam-se e reconfiguram-se ao longo de suas trajetórias a partir desses estímulos nas próprias relações. Essa investigação ocorre em razão do nosso interesse pelas grupalidades teatrais, considerando a lacuna de literatura na abordagem dos coletivos teatrais pelo viés de suas relações interpessoais; e a falta de compartilhamento de experiências a respeito da reverberação desses dinamizadores nas histórias e relações desses grupos. Para tanto, faz-se uma revisão de literatura desde a perspectiva pela vertente da Psicologia e Psicanálise, Filosofia e Teatro, agenciando-se investigadores que possibilitem dar pluralidade ao tema, aplacar em parte a questão da falta literária construir uma base epistemológica. A argumentação conceitual relativa às definições e problemas que envolvem à grupalidade teatral fundamentam-se em André Carreira, Rosyane Trotta, Miguel Rubio, Valmir Santos e outros investigadores; da obra de Spinoza se constrói uma perspectiva filosófica das relações interpessoais enquanto relações afetivas; em PichonRivière e Moreno se obtém uma ótica psicanalítica, com a teoria do vínculo e dos papéis; e em Fritz Heider, chega-se na psicologia. Além disso, busca-se examinar a experiência dos grupos de teatro através de entrevistas dirigidas e semiestruturadas com dezesseis artistas provenientes de sete coletivos representativos das últimas três décadas do movimento de teatro de grupo do Brasil, sendo: Ói Nóis Aqui Traveiz (RS); Grupo Galpão (MG); Companhia Stravaganza (RS); Companhia de Teatro Atores de Laura (RJ); Companhia dos Atores (RJ); Companhia do Latão (SP); e Companhia São Jorge de Variedades (SP). Em cada grupo entrevistam-se no mínimo dois artistas, dentre os quais pelo menos um membro fundador. O resultado final das entrevistas constitui a parte onde são apresentados os dinamizadores segundo a perspectiva dos grupos, como os coletivos internalizam essas forças, seu efeito de agregação ou desagregação nas relações interpessoais e o impacto nos processos criativos e na cena ao longo da trajetória das companhias.

relações interpessoais. teatro de grupo. dinâmica relacional.
The aim of this study is to investigate the dynamics of interpersonal relations in theatre groups and how they cause these collectives to respond, transform and reconfigure themselves over time. There is a significant gap in literature of studies about interpersonal relations in theatre collectives, and also not enough accounts of the effect of interpersonal dynamics experienced by theatre groups, the effects on its members’ relations and how they progress. For the purpose of this investigation, a literature review was carried out using the information mapping method, building an epistemological basis for the aforementioned subject from contemporary authors in the fields of Psychology, Philosophy, Psychoanalysis and Theatre. The argumentation concerning the main definitions and problems of group theatre is based on the work of authors such as Jorge Dubatti, André Carreira, Rosyane Trotta, Valmir Santos and others. Spinoza and Deleuze are referenced for a philosophical perspective of interpersonal relations as affective relations. The works of Pichon-Rivière and Moreno are referenced for a psychoanalytical examination based on Bond Theory and Role Theory. Fundamental concepts of interpersonal relations in Psychology are reviewed based on the work of Fritz Heider. In addition, sixteen artists from seven different theatre collectives (Ói Nóis Aqui Traveiz, Grupo Galpão, Companhia Stravaganza, Companhia de Teatro Atores de Laura, Companhia dos Atores, Companhia do Latão and Companhia São Jorge de Variedades), were interviewed using a semi-structured questionnaire to assess experiences of interpersonal relations in theatre groups. From each collective two to three artists were interviewed, at least one a founding member. The main results of the investigation present the interpersonal dynamics experienced in the studied groups’ perspectives, how they deal with them internally, their effect on binding or disrupting relations between members, how they impact creative processes on and off-stage and affect the long-term run of each collective.
interpersonal relationships. theater group. dynamics.
1
272
PORTUGUES
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
O trabalho possui divulgação autorizada

Contexto

ARTES CÊNICAS
POÉTICAS E PROCESSOS DA ENCENAÇÃO
FORMAS DE COMPOSIÇÃO DO ATOR CONTEMPORÂNEO BRASILEIRO - POSSÍVEIS INSERÇÕES, CONGRUÊNCIAS E FRICÇÕES COM DIFERENTES LINGUAGENS CÊNICAS.

Banca Examinadora

JACYAN CASTILHO DE OLIVEIRA
Não
Nome Categoria
ROSYANE TROTTA Participante Externo
GLAUCIO MACHADO SANTOS Docente

Financiadores

Financiador - Programa Fomento Número de Meses
FUND COORD DE APERFEICOAMENTO DE PESSOAL DE NIVEL SUP - Apoio à Pós-Graduação 23

Vínculo

CLT
Outros
Outros
Não